terça-feira, 16 de março de 2021

Queria escrever um poema de amor

 

Peguei na caneta e numa folha por estrear
Queria escrever versos sem mágoa, sem dor
Não sabia bem como o poema começar
Sentia a minha inspiração palavras doar
A fim de escrever como entendo o amor
.
Escrevi algumas palavras estranhas
Que nem eu conseguia ler
Senti ter dificuldades tamanhas
Só me lembrava de palavras tacanhas
E essas não me apetecia escrever
.
Mas lá fui escrevendo sem jeito
Estando mesmo a ficar aborrecido
Escrevi nem sei o quê, mas sobretudo
Quiçá até num gesto descabido
Sem nada escrever, apaguei tudo
.
E a folha por estrear ficou rasurada
Sem escritos, sem versos, sem cor
Pensei: mas o que estou eu a fazer
Pois se nunca soube nada escrever
Como podia redigir um poema de amor?
.......................................
R y k @ r d o ""
...

46 comentários:

  1. Oi Ricardo,
    E como sabe escrever!
    São lindos todos seus versos de amor
    Daí sempre sai uma linda poesia
    Beijos no coração
    Lua Singular




    ResponderEliminar
  2. E do nada, saiu um belo poema!
    Parabéns!
    Bom resto de terça feira.

    Abraço poético!

    ResponderEliminar
  3. Escrever um poema de amor é tão complicado. Eu sempre achei. O amor é algo tão etéreo que se torna difícil de descrever
    Mas achei uma boa tentativa Ricardo
    😊

    ResponderEliminar
  4. Ricardo que lindo! Isso acontece tanto. Eu mesma tenho versos que não sei se um dia publicarei.
    Gostei muito de sua espontaneidade. Não sei lidar com técnicas na poesia e de um modo geral. O espontâneo fica mais bonito.
    Aquele comentário está muito bem guardado. Não se preocupe,entendi sua dúvida e cada observação para mim tem grande valor.
    Xeru

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grato pela sua compreensão e, mais uma vez, peço desculpa pelo meu atrevimento.
      Adorei este seu tão sedutor comentário.
      Xeru

      Eliminar
  5. Quizás porque no hay una definición de amor, o mejor dicho para cada ser humano el amor es diferente.. De todas formas en este juego de palabras te ha quedado muy bueno el poema. Besosssss y bonito martes Rik@rdo!

    ResponderEliminar
  6. Simplesmente linda demais e tu escreves sempre falando de amor e muito bem! abraços, chica

    ResponderEliminar
  7. Cuando el amor llama a las puertas del corazón, las letras se visten de poesía… Así como las tuyas, Ryk@rdo...

    Un placer leerte en esta noche.
    Abrazo grande.

    ResponderEliminar
  8. Parece que o poema estava escrito em branco. E ficou tão iluminado!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  9. Poema sublime...e não sabes escrever!
    Fará se soubesses...Ninguém segurava o Poeta, do Amor... 😘

    Boa noite. Beijos

    ResponderEliminar
  10. En este espacio se pueden encontrar muchos poemas de amor, escritos magistralmente, hoy hemos descubierto que cuando no escribes bordas el papel con letras y rimas.

    ResponderEliminar
  11. A veces las mejores letras son las que no se piensan, esas son las que realmente salen del alma. Un abrazo Y muy feliz noche.

    ResponderEliminar
  12. Sin duda, lo conseguiste.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  13. Um poeta sensível que expressou com belas palavras, o que lhe vai na alma. Parabpens , Abraços

    ResponderEliminar
  14. Aunque las musas te fueron esquivas para un poema de amor el resultado siguió siendo un hermoso poema.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  15. Boa noite Ricardo,
    Seja ou não de amor, é um belíssimo poema.
    Beijinhos e saúde.
    Ailime

    ResponderEliminar
  16. Que poema encantador!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira

    ResponderEliminar
  17. Siempre escribirás poemas lindos de amor, amigo Rykardo. Un abrazo.

    ResponderEliminar
  18. A originalidade do poema agradou-me muitíssimo.

    ResponderEliminar
  19. ¡Hola, Rycardo!
    Pues suele suceder y me ha pasado. De todas formas plasmaste en cada palabra lo que dictaba ti corazón... En mi caso cuando quiero escribir y dar libertad a mis ideas, pongo música y así comienza la acción... Mi pluma magistral danza súper motivada.
    Felicitaciones.
    Un fuerte abrazo.

    ResponderEliminar
  20. Rycardo!
    E já o escreveu, não foi?
    Poeta é assim, pensa nada escrever e traz a inspiração profunda.
    Amei as rimas.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderEliminar
  21. Amigo Ricardo, tu siempre escribes bellos poemas, como este que hoy compartes. Saludos.

    ResponderEliminar
  22. Mi amigo Rykardo, tu escribes
    bellisimos poemas de amor, tu pluma
    siempre se luce.

    Besitos dulces

    Siby

    ResponderEliminar
  23. Você escreve muito bem! Não há quem duvide disso! :)

    garotastarfashion.blogspot.com

    ResponderEliminar
  24. Sempre muito inspirado. Belo poema!
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  25. Has creado un poema, que quiere amar, y seguro que ama.
    Bellas letras Ricardo.
    Un beso

    ResponderEliminar
  26. ¡Qué bonito!¡Tu puedes escribir mil poemas de amor!
    un abrazo

    ResponderEliminar
  27. Que belo poema!!! Falar de amor, sempre. Abraços poéticos!

    ResponderEliminar
  28. Muito bonito este poema!
    Penso que é muitas vezes na mágoa e na dor que vem muita inspiração poética!

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  29. Olá Ricardo!
    Isso é não saber o que escrever sobre o amor mas eu devo dizer-lhe que é um poema com grade Amor um bjo.

    ResponderEliminar
  30. Gostei muito do poema é só amor...um beijinho e resto de uma boa semana aí por casa.

    ResponderEliminar
  31. Escrevi alguns em menina e moça!!!
    Lindo Ricardo! 👏👏👏... Bj

    ResponderEliminar
  32. Na ânsia do intento sobrevoa a palavra-verso que naquele dado momento, revela-se adversa, resistente para o significado, mas traça em rima rica o ato desenhado.
    Poema-registro de um instante realizado.

    Gostei demais, poeta.

    Abraço,
    Carmen

    ResponderEliminar
  33. Que linda poesia, meus parabéns pela criatividade.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderEliminar
  34. Muito bem escrito seu poema de amor.Foto linda e inspiradora.
    Abraço

    ResponderEliminar
  35. Olá, poeta Ricardo!
    A isso se chama humildade: a simplicidade de reconhecsr-se pequeno mesmo sendo tanto e tão grande poeta.
    Lindo poema!
    Esteja bem, proteja-se!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderEliminar
  36. Mesmo sem saber o que escrever o poeta esmerou-se num belo poema de amor.
    Gostei muito, Ricardo. Venham mais «páginas em branco».
    Beijo

    ResponderEliminar
  37. Mas por aqui... esse problema nem se coloca... pois sempre se encontram belos poemas de amor... mas deu o mote perfeito para mais uma notável e irrepreensível inspiração!
    Um grande abraço!
    Ana

    ResponderEliminar

Gostou do que leu? Se gostou deixe uma palavrinha. Se não gostou deixe na mesma ... Leve consigo o meu agradecimento pela sua visita, quiçá, também comentário. Obrigado de coração.