domingo, 20 de setembro de 2020

Não chores meu amor, não chores

...
Não chores meu amor, não chores
Não deixes as lágrimas correr
Haverão sempre dias melhores
E o teu coração não merece sofrer
.
Não chores meu amor, não chores
Vive a vida com amor e firmeza
Sabes que existem vidas piores
E as pessoas sorriem na tristeza
.
Não chores meu amor, não chores
Mesmo que essas dores sentindo
As pétalas também caem das flores
E as flores estão sempre sorrindo
.
Não chores meu amor, não chores
Esquece as lágrimas de solidão
Acredita que outros amores
Preenchem o teu lindo coração
.
Se um amor escolher a partida
Nesse amor não te demores
Existem outros amores na vida
Não chores meu amor, não chores
 .......................................................
Tenha um domingo feliz
Abraço a quem for de abraço
Beijo a quem for de beijo
............................................
NOTA;- Experimente ler a cantar. Escreva aqui qual a sensação?
 
" R y k @ r d o "


Virtude da voz


...
Quando notas que não ouvem a tua voz
Nem reparam na tua rouquidão
Sabes que o bater do teu coração
Diz que deves dar toda a atenção
A essas almas que se encontram sós
.
Quando notas que a tua voz se repete
Mas ninguém a parece ouvir
Saberás que a nobreza do teu existir
Outros corações vai ferir
Por não haver quem os complete
.
Quando a tua voz parece não existir
Acredita que haverá uma vez
Em que a ignorância será talvez
O que tapa a audição daqueles que vês
Que a razão da tua voz não sabem ouvir
.
Por isso esquece os contras e os prós
Dessa pobre e desditosa atitude
Em que a nobreza é pobreza rude
Por não entenderem que a virtude
Está em saberem ouvir a tua voz
.....................................................
Um feliz fim-de-semana
para todas as amigas e amigos
deste NOSSO cantinho
Abraço de grande amizade

.
"" R y k @ r d o ""
..

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Encontro com os astros


...
Sonhei que o meu coração andava perdido
Pelos caminhos agrestes da noite escura
Onde o meu existir só fazia algum sentido
Se nos feios trilhos existisse a tua ternura
.
Queria acordar das trevas desse feio sonho
Afastando-me daquele negror empobrecido
E soubesse explicar com um olhar risonho
O fino amor que em mim sinto ter nascido
.
Será que ao acordar tudo se esquece e passa
E tudo é simple afecto em felicidade e graça
Delimitando-se a cadência dos ágeis passos
.
Sinto que a noite é mentora do pensamento
Permitindo que o sonho seja um momento
Onde o coração se encontra com os astros
...

"" R y k @ r d o ""
.

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Amor em duros caminhos


...

O amor é escolha do nosso caminho
Estrada que se percorre pela querença
É desejo, amizade, doçura, emoção
É um pensamento, um doce carinho
É a companhia, a diferença
Saber ouvir em dupla compreensão
.
O amor resiste à ausência, à saudade
Onde o desejo aflui na esperança
É o meio que completa o abandono
É sentir que o amor, como verdade
É como não existir música e a dança
Acontecer num coração sem dono
.
O sorriso que possa acontecer
Sentindo amor sem o perceber
Quando uma palavra de carinho
Nos assalta a mente e nos avisa
Que não existe cor nem divisa
Na escolha do nosso caminho
...
" R y k @ r d o "
.

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

Faíscas de fogo

...
Existem faiscas de fogo, no teu olhar
Brilho de amor no teu sorriso fulgura
Têm a excelência e o alvoroço do mar
A calma das marés e ondas de ternura
.
Sublime é a textura da tua pele serena
Nela encontro o ar que desejo respirar
Na apetência que invade a tarde amena
Que não defino, nem consigo explicar
.
Ouço a tua respiração que levemente
Me recorda a suavidade do teu beijar
Numa subtileza que feliz e docemente
Me diz que é tão bonito te poder amar
.
Amar-te tira do meu peito a ansiedade
Que em mim mora durante o anoitecer
Porque o coração, amando de verdade
Sorri em cada dia, em cada amanhecer

....................................................
Para cada amigo um 🤗
Para cada amiga uma 🌹
.
Feliz início de semana para todos
.....................................
"" R y k @ r d o ""
.

domingo, 13 de setembro de 2020

Descalça pela Rua

...
Caminha alegre, descalça, pela rua
Formosa, tão segura, aromada flor
Imagino-a tão frágil, sedosa e nua
Ciciando lindas palavras de amor
.
Decerto que não terei a sua simpatia
Nem o seu afecto, um pouco de nada
Mas o sonho diz-me que algum dia
Posso fazer parte da sua caminhada
.
Feliz vibração esse meu pensamento
Acredito que seja apenas atrevimento
E que esse sentimento seja pleno ruo
.
Só de a ver, airosa, pela rua caminhar
Sinto no meu coração esse mal-estar
De saber que é flor … que não possuo

..............................................................
Votos de um feliz fim de semana
Abraço a quem for de abraço
Beijo a quem for de beijo
.......
"" R y k @ r d o ""
.

sexta-feira, 11 de setembro de 2020

Tua luz como áurea do mundo


...
Deus quando construiu o mundo
Deu ao luar a luz do teu sorriso
Dotado de amor lindo e profundo
Nada fazendo de fácil improviso
.
Deu ao mar as ondas do teu cabelo
Aos sentimentos a lágrima e emoção
No areal construiu um forte castelo
Para defesa do teu sedutor coração
.
Fez o sol como uma homenagem
Para todo o mundo poder aquecer
Para que na áurea da tua passagem
Outros olhos brilhassem ao te ver
.
Deu ao mar a cor do teu carinho
Às noites a paz e plena claridade
Fez-nos cruzar no mesmo caminho
Para que eu encontrasse a felicidade

"" R y k  @ r d o ""
.

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Corações Juntos


...
Sinto que em mim estás presente
Ouço as tuas palavras silenciadas
Pela ausência, sendo rasgadas
Nas páginas do inconsciente
.
Sinto que na margem do tempo
Sopra uma aragem feita melodia
Que não tem hora nem dia
Para refrescar o pensamento
.
Sabes bem que és o meu respirar
A ternura que atravessa a solidão
O verso que não quero soletrar
Nas intempéries da recordação
.
És a luz que reside na minha voz
Nos versos que escrevo, sentidos
Que elegem os momentos vividos
Em corações juntos por finos nós
...

" R y k @ r d o "
.

terça-feira, 8 de setembro de 2020

Silêncios do coração

...
Tantas vezes ouço o silêncio do meu coração
Como vejo ondular as águas do infinito amor
Nos dilemas das auréolas da sentida emoção
Gritam os meus sentimentos o seu fino fervor
.
Sinto as palpitações de um amanhecer sereno
Numa alvorada que se engrandece no sossego
Quando escorre o amor por um vértice ameno
No disfarce de um sorriso afoito e sem medo
.
Quando se tocam uns lábios ávidos e ardentes
Esquecem-se os vocábulos esvazios e carentes
Que vivem e castigam o mais puro sentimento
.
Vive-se a embriaguez de uma profunda paixão
Que nos opugna e fere, os alicerces do coração
Num destino, sem destino, que viaja, no vento

...

"" R y k @ r d o ""
.

domingo, 6 de setembro de 2020

Amor que não soube viver

...
Olho o além por pequenos nadas
No infinito do vasto pensamento
Onde as lembranças enamoradas
São frias algemas do sentimento
.
Sobre as águas, a luz resplandece
Nos utópicos silêncios dos vazios
Onde a reflexão nasce e esmorece
Na solidão dos anelos e desvarios
.
Linhas escritas em baladas de amor
Sentida saudade nos pontos finais
Incertas virgulas, valoradas de dor
São enfermos textos de factos reais
.
Tem o olhar as emoções da partida
Ideias revoltas que se vão esbater
Nos enigmas dos sorrisos da vida
De um amor que não soube viver
...

"" R y k @ r d o ""
.

sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Definir o Amor...


...

O amor é ...
.
A união nas duras caminhadas
É o aconchego, sinceridade
Corações unidos, de mãos dadas
Respirar ar puro, ser a verdade
É embalar e ser embalado
É uma palavra, um carinho
A luz do sol, o luar estrelado
Um abraço, um beijinho
 ,
É o coração saber entregar
É não ter dor, nem ferir
Amar, e saber respeitar
Ser carinhoso/a sem fingir
.
Saber que a felicidade
Que se traz dentro do peito
É feita com base na verdade
No carinho, e no respeito
.
É não causar a desconfiança
Nem precisar do indulto
Conhecer a pureza da criança
Sabendo vivê-la como adulto
.
É vivê-lo com todo o fervor
Na sua mais bela expressão
Porque na verdade o AMOR
Não tem grau nem definição
...

" R y k @ r d o "
.

quarta-feira, 2 de setembro de 2020

Dor que não se entende

...
Sinto uma fina dor que me enlaça
Asfixiando o meu lento respirar
Brotam lágrimas da minha alma
Pelo teu nome não poder soletrar
.
Palavras vácuas que deixo soltar
Esvaziando o meu pensamento
Por não te conseguir encontrar
Nos atalhos do teu alheamento
...
Queria que o teu amor vencesse
Apagando as linhas do lamento
Sem que o meu coração doesse
Na enfermidade do sentimento
.
Ser o barco em mares que invento
Onde fosses a onda que me prende
Nos sussurros esbatidos pelo vento
Sinto essa dor que não se entende
...

" R y k @ r d o "
.

terça-feira, 1 de setembro de 2020

Saudade das Estrelas

...
Manhã. Ouço o cantar das aves . Desperto
Abro os cortinados. Olho através da janela
Vejo a rua. Esvoaçam pássaros ali tão perto
Olho a cama, fria e vazia. Sinto a falta dela
.
Linda a paisagem. Sigo o meu pensamento
Vivo a sensação num sorriso sereno, aberto
Fecho a cama. Volto à janela, ouço o vento
Entra no meu quarto que noto estar deserto
.
Foi uma mera fantasia. Talvez sem sentido
Felizes instantes em que ela esteve comigo
Palavras virgens que não soube entendê-las
.
Foram os seus lábios uma fonte de sedução
Onde saciei a sede e acalmei o meu coração
Olho a rua, o céu, sinto saudade das estrelas
...

"" R y k @ r d o ""
.

segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Abraço ou Perdão


...
Não me olhes ... fixamente
Abraça-me. Ouve o meu silêncio
Não quebres a sua intensidade
Mesmo que me digas a verdade
Para que eu possa entender

A tua outra metade
Que eu nunca quis sentir
Nem por amor, conhecer
No fino fio da lealdade
.
Não me digas que dia é hoje
Nem que existe o amanhã
Não me lembres palavras ocas
O toque das nossas bocas
Que docemente, troquei contigo

Tantas palavras ditas,  consciente
Num abraço comprometido
Que tu sabias não fazer sentido
Quando me olhavas... fixamente
.
"" R y k @ r d o ""
.

sábado, 29 de agosto de 2020

Dançam as cortinas


PEACE LOVE AROUND THE WORLD : GIFS JANELAS
...
Dançam as cortinas da janela aberta
Entra o vento ameno, maior que tudo
Até maior que uma realidade incerta
De um sentimento afastado e surdo
.
Um amor que parece no além existir
E que se suspeita que o vento traz
Entra pela janela por bem se sentir
Agitando as cortinas de amor e paz
.
Um amor que se acredita ser enviado
Através de uma brisa suave e enleante
Baloiçando as cortinas tão docemente
.
Pode ser um doce amor, insuspeitado
Que remetido por um coração distante
Vem refrescar a vida, tão alegremente
...

"" R y k @ r d o ""
...