segunda-feira, 23 de abril de 2018

Amor e Paixão = Simetria das emoções

(Imagem da net)
.
Amor é como fogo que pode ser passageiro
Nos refresca o peito,  nos queima e satisfaz
Odes de paixão que nos agarra em primeiro
Mas que de ferir, de maltratar, amar é capaz
.
Amor é maresia, o pôr-do-sol, a luz divinal
Várias cores, nuvens escuras, voz de ternura
Arco-íris, céu azul, flor de perfume matinal
Barco arpoado, onda bravia, satisfação pura
.
Num instante arrasador pode rolar a paixão
Onde bebemos o elixir do deslumbramento
Tantas vezes o amor cria feridas no coração
E a brisa da paixão atenua o vil sofrimento
.
Diz-me o querer que o amor pode equilibrar
E juntar-se à paixão na simetria de emoções
E nossos mútuos desejos se possam enlaçar
E vivermos o amor e paixão,  sem restrições
 ...
Autor: Ricardo Águia-Livre

domingo, 22 de abril de 2018

Não era tempo, de ter tempo, de te conhecer...


Não era o tempo de te conhecer
Nem o espaço estava perfumado
Lá fora as árvores dançavam
A música tocada pelo vento
Lembrando valsas emudecidas
.
Não era o tempo, dentro do tempo
De beijar os teus lábios sedutores
De te sentir tremer em meu peito
Nas simetrias ilógicas dos olhares
Nem esquecer o aromas das flores
.
Filas do tempo em sentido inverso
Letras sem som nas paredes opacas
Lábios rasgados pingando sedução
Na luz clara das vidraças sem tempo
Sentia-se o sol quente da esperança
.
É o teu olhar o artículo do prazer
Que invade a minha alma fechada
Nas assimetrias do pensamento
E num tempo que urgia no tempo
Cheguei a tempo de te conhecer
.

terça-feira, 17 de abril de 2018

Romantismo, a voz da fina cicatriz


 I Love You 4!

Não sei se o romantismo merece confiança
Se o mundo se revê na voz dos românticos
Se o seu coração chora como uma criança
Musicais de amor em herméticos cânticos
.
O romântico é um sonhador que embora
Tantas vezes pareça ser um adolescente
Olha o Céu, viaja no tempo, conta a hora
Respeita a velhice, abraçando docemente
.
O romântico declara-se através do coração
Mostra a sua ternura quando amando, diz
Amo-te meu amor, amo-te cheio de paixão
Mesmo que na sua alma fique uma cicatriz
.

sábado, 14 de abril de 2018

És o meu caminho incerto.



Em teu olhar revejo a minha parte incerta
Partes do um sentimento por mim vivido
Onde nomadiza minha paixão tão deserta
Nela o beijo que de ti não tenho recebido
.
Fiz de ti o meu desejo, meu refúgio e arte
Por estradas solitárias andei meio perdido
Gotas soltas por não saber como amar-te
Caíram dos meus olhos em pesar sentido
.
Olho com amor e em teu sorriso me revejo
Dentro do silêncio do desenho de um beijo
Relembro palavras escritas de pura ilusão
.
Penso que nas entrelinhas d'um tempo ido
Não posso desejar um amor desconhecido
Pois esse não sabe viver em meu coração
.

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Deixar vaguear o imaginário



Por vezes deixo vaguear o imaginário
E escrevo versos depressa demais
Elaboro textos sobre paisagens brancas
Onde a neve é pisada por esquiadores
Onde brincam crianças e seus pais
.
Escrevo poemas sobre igrejas e santuários
Lanço para o papel ideias sem cores
Letras de vida em avalanches sem horários
Inspirações em fontes de pureza e ternura
Não sei se caminho pela vereda certa
.
Se deambulo pelas diabruras da poesia
Ou se os meus instantes são calvários
Escritos em palavras de fantasia
Ritmos de salão dançadas pelo momento
Onde as letras são cantadas em sintonia
.

domingo, 8 de abril de 2018

Desígnios da Vivência.



Nas emoções que a vida me ofertou
Corre uma lágrima de amor profundo
Guardo um sonho que ao meu fundo
Por ironia do destino, nunca chegou
.
São meus delírios como rosas floridas
Que escurecem as suas cores de prata
Sinto os espinhos como golpes de faca
Guardo um caderno de rimas perdidas
.
Vagueio pelo mundo que parecia certo
Calco areais, piso calçadas, duro chão
Guardo-te em mim em frágil sensação
Lembro tanto beijo d'um sabor incerto
.
Foi um mal, um dia ter-te conhecido
Nas incertezas da promessa imatura
Em que tudo brilhou na noite escura
Luz que, para sempre,viverá comigo
.

terça-feira, 3 de abril de 2018

Ouvindo as Estrelas iluminadas



Digo-vos que ouço as estrelas. Certo?
Juro que não minto! Direi no entanto
Que ao ouvi-las tantas vezes desperto
E olho o céu, tranquilo de espanto
.
Trocamos nossos segredos, enquanto
As vejo iluminando em espaço aberto
São a fantasia em lágrimas de pranto
Espalham a sua luz pelo céu deserto
.
Talvez agora digam: alucinado amigo
Fala com as estrelas? Não faz sentido
O que te dizem quando estão contigo?
.
Rindo, digo-vos: Sei como entendê-las
E amando-as, todos terão puro ouvido
Capaz de ouvir e perceber as estrelas
...

sexta-feira, 30 de março de 2018

Renascer ... Doce e Feliz Páscoa


Todos os dias o Sol nasce no além
Todos os dias são dias de um sorriso
Todos os dias são momentos de renascer
Todos os dias deve brilhar o olhar
Todos os dias olha o seu filho lindo
Todos os dias esse espera o seu carinho

Todos os dias nasce um mundo novo
Todos os dias se renovam os pensamentos
Todos os dias renascemos dentro de nós
Todos os dias são dias de espalhar amor
Todos os dias surgem as noites e a luz
Todos os dias caminhamos no improviso

Todos os dias acordamos para sermos felizes
Todos os dias devemos ser o Sol e a Lua
Todos os dias devemos amar e não odiar
Todos os dias deve existir amor no coração
Todos os dias deve ser o nosso dia em que
Todos os dias, nasce a luz … Renascemos

BOA PÁSCOA

quarta-feira, 28 de março de 2018

Por ti, caminho pelo infinito desnudado


Visto esta roupa sem cor no delírio desnudado
Dorido e acorrentado a tudo o que me foi dito
Tornei-me dos sentimentos, um audaz escravo
Que pelo teu amor, caminha feito um proscrito
.
Religioso na ambição de um dia ser abençoado
Do teu sorriso, me confesso, habitar no infinito
Em que o teu amor esteja ao meu corpo colado
Cobrindo minha nudez com vestes de requisito
.
Tudo o que os meus pensamentos me oferecem
São efervescências que minha mente, aquecem
Laivos de vivência que tanto me têm castigado
.
Sabes tu meu amor as cores que estou vestindo
Roupas coloridas que me falam de ti, mentindo
E assim vou caminhar pelo infinito desnudado
.

domingo, 25 de março de 2018

Amor: És a razão do meu viver.


O meu  telefone está tocando
E eu não sei como o parar
A minha amada está chorando
Seu coração me está chamando
E eu não sei até quando
Não corro para a beijar
.
Na divergência sentida
Sinto minha vontade perdida
Sem saber para onde ir
Neste viver  de indulgência
Sofro com essa infiel aparência
Nas verdades que sei omitir
.
Já nem eu consigo saber
A forma como lhe dizer
Aquilo que estou sentindo
Decerto que me vou arrepender
Se ela desmaiar ou morrer
Se souber que estou mentindo
,
Olhando os seus seios içados
E beijo aqueles lábios rosados
Aquele olhar que me desorienta
E na essência do nosso beijo
Sinto que o seu corpo é só desejo
Não quero ser nem oito nem oitenta
.
E assim entre beijos e abraços
Esqueço os meus embaraços
Imaginando o que lhe dizer
Começando com ar divertido
Sussurro-lhe baixinho ao ouvido
Amor: és a razão do meu viver
.