sexta-feira, 12 de março de 2021

Dúvidas contraditórias

 

...

Vivem em mim tantas dúvidas contraditórias
Que retalham, e me fazem sangrar o coração
Chagas que ficam massacrando as memórias
De um amor, que de carinho, perdeu a noção
.
Um amor, em que na promessa, foi invenção
Que uns lábios bonitos em frases transitórias
Inventaram palavras, nunca ditas, de coração
Numa partilha de pesarosas, e infiéis estórias
.
Quando um amor tem a luminosidade do dia
E não se esconde na frieza da noite sombria
Merece que ao coração, fique ligado e preso
.
Sei que do teu amor nunca vou desejar fugir
Nem os meus olhos, te conseguirão mentir
Sabendo que o teu sorriso me deixa indefeso
...
.
"" R y k @ r d o ""
.

51 comentários:

  1. Um poema com certezas e conflitos. Bonito!
    Uma boa quinta-feira, Ryk@ardo... Abç

    ResponderEliminar
  2. Que poema lindo e interessante, com uma mensagem muito singela!
    Lindo e inocente é o amor com a luminosidade do dia!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. O talvez, sem ser sim nem ser não, é que é a verdadeira dúvida contraditória...
    :)

    ResponderEliminar
  4. Amigo Poeta, Ricardo !
    São essas dúvidas que aquecem, ou resfriam
    o amor.
    Há quem ame muito, mas não consegue transmitir
    os seus sentimentos.
    Dizem que, quando um ama muito, o outro ama
    muito pouco.
    Eu digo: Feliz de quem tem a capacidade de
    amar, sem nada rxigir em troca.
    Parabéns ! Belo Poema !
    saúde e alegria, com o meu fraternal abraço,
    aqui do Brasil !
    Sinval.


    ResponderEliminar
  5. Boa tarde Ricardo,
    Um belíssimo poema.
    Assim é amor, tantas vezes contraditório.
    Beijinhos e saúde.
    Ailime

    ResponderEliminar
  6. Gostei muito do poema no geral. Identifico-me com o último terceto! Parabéns Poeta., Amigo!
    -
    Fome de viver, de respirar ...
    -
    Beijos e um dia feliz!. :)

    ResponderEliminar
  7. Lindo e a vida é assim...Entre dúvidas e certezas seguimos! abraços, chica

    ResponderEliminar
  8. El amor es así a veces, duele, y es contradictorio, otras veces, dudoso y confuso, pero cuando es fuerte, puede con todo, y las raíces no hay quién las destruya.

    Muy bonitos tus versos Ryk@rdo, es un placer leerte.

    Besos y feliz tardfe.

    ResponderEliminar
  9. El amor duele muchas vece , pero merece la pena ese dolor ...esa es la pregunta. Espero que te encuentres más confortable. Un fuerte abrazo .

    ResponderEliminar
  10. E o amor, por vezes, deixa dúvidas, Ricardo
    Linda poesia!
    Obrigada pelo bem humorado comentário...rs
    Um carinhoso abraço
    Verena.

    ResponderEliminar
  11. O poder da dúvida faz-nos evoluir como seres humanos.
    Gpsteo dp poema, de coração aberto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que não escreves.
      Estás passado. Basta olhar para a tua cara, para o teu aspeto. Sentes-te bem?

      "Gostei do poema" é o que tu querias escrever, mas a mente não dá para mais.

      Pedro Nery

      Eliminar
  12. Não gosto de sentir "dúvidas" mas que em poesia resultam e bem... isso sim!!! 👏👏👏... Bj

    ResponderEliminar
  13. Oh,las dudas y las certezas forman parte de la vida, incluso con el amor las tenemos!
    Somos humanos y es lógico sentir que a veces hasta en el amor perdemos el pié.
    Gran poema.
    Un beso!

    ResponderEliminar
  14. Bello poema Ricardo, el amor a veces se presenta dudoso.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  15. Los sentimientos, así como la propia vida, son un mar de contradicciones, y, muchas veces, poniéndonos en tesituras dolorosas… Pero así es el deambular de este mundo, y nuestra la tarea de gestionarlo, querido Ryk@rdo...

    Un placer tu poema.
    Abrazo grande, y muy feliz noche.

    ResponderEliminar
  16. Oi Ricardo,
    Um lindo poema!
    O amor na vida nos faz feliz todos os dias.
    Alguns percalços todos passam, isso é natural, mas ter um grande amor é sorte.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  17. Qué bonito.
    Me ha ayudado mi hijo a traducirlo es muy muy bonito.
    Feliz noche.

    ResponderEliminar
  18. Dúvidas contraditórias, quem as não tem?
    Que todas fossem assim com belas rimas!

    Beijinhos.


    ResponderEliminar
  19. Que belo poema. É sempre bom vim no seu cantinho. Abraços

    ResponderEliminar
  20. "Sabiendo que tu sonrisa me deja indefenso", me encantó este último verso, amigo Rykardo. Un abrazo.

    ResponderEliminar
  21. Todos de alguna manera u otra tenemos dudas en el amor. Saludos amigo.

    ResponderEliminar
  22. Belíssimo poema, Rykardo.
    Assim é amor, tantas vezes contraditório....

    ResponderEliminar
  23. Magnífico e inspiradíssimo poema sobre as incertezas do Amor.
    Amigo Ricardo, gostei MUITO!
    Beijo, bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  24. gracias por compartir tus letras poeta

    ResponderEliminar
  25. Que lindo poema ai o amor para esses lados anda sempre no ar muito bonito...um beijinho e um lindo fim de semana.

    ResponderEliminar
  26. El amor como la vida tiene sus etapas a veces está arriba otras ni lo encontramos. Un abrazo bonito poema.
    Abrazos .

    ResponderEliminar
  27. Gostei muito do poema é sempre ligado ao amor que é muito bonito e você é um grande poeta. um beijo.

    ResponderEliminar
  28. Amor que é amor é eterno :) Abraço!

    ResponderEliminar
  29. É bem verdade. Quando um amor é assim vale tudo.
    Abraço e saúde

    ResponderEliminar
  30. O amor tem altos e baixos, pois faz parte da Vida!


    Saudaçóes e bom final de semana

    ResponderEliminar
  31. O amor tem que ser sincero, se há contradições, há problemas :)
    Mas isto que penso, não tira de modo algum a beleza do seu poema, Ricardo.

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  32. Para quê palavras se tudo já foi dito 🙂

    ResponderEliminar
  33. Lindo poema,de incertezas e esperas a vida continua.
    Abraço, bom final de semana!

    ResponderEliminar
  34. Oi Ricardo,
    Amor... uma palavra, um sentimento já por si cheio de dúvidas... mas valeu poema :)

    XoXo
    - Helena Primeira
    - Helena Primeira Youtube
    - Primeira's Life Youtube
    - Primeira Panos

    ResponderEliminar
  35. Amei o poema, o amor nos deixa assim com dúvidas mesmo.

    Beijos/Kisses.



    Anete Oliveira

    Blog Coisitas e Coisinhas

    Fanpage

    Instagram

    ResponderEliminar
  36. Sem dúvida um belo poema.

    Um bom final de semana.
    Se cuida
    Um abraço

    ResponderEliminar
  37. Nesta vida encontramos tantos momentos com sentidos opostos, acho que a vida é isso mesmo.
    Abraço
    Coisas de Feltro

    ResponderEliminar
  38. Belissimo poema, amigo Ricardo!
    Quantas vezes... Há amores desencontrados. Muitas...
    Gostei muito!

    Votos de um excelente fim de semana!

    Abraço amigo!

    ResponderEliminar
  39. Habrá que alimentar el amor de buenos recuerdos.

    ResponderEliminar
  40. Good reflection. Have a nice weekend :-D

    ResponderEliminar
  41. O amor é por vezes cheio de dúvidas e receios.
    Lindo poema
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  42. Olha que não! Nem sempre se percebe a realidade, no entanto, nada dura para sempre. Adorei o poema, sempre uma maravilha. 👍

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És uma amiga linda, de coração
      Amei a tua visita e comentário
      Beijinho

      Eliminar
  43. Las dudas nos entierran en vida, echan tierra sobre el corazón y así es muy difícil que todo fluya.
    Besos.

    ResponderEliminar

Gostou do que leu? Se gostou deixe uma palavrinha. Se não gostou deixe na mesma ... Leve consigo o meu agradecimento pela sua visita, quiçá, também comentário. Obrigado de coração.