terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Passaste simplesmente

(imagem tirada da net )
.
Um amor que nasceu à tua passagem
Quando tão bonita olhaste e sorriste
Chegou até mim uma fresca aragem
Quente na frieza assim que partiste
.
Foi um amor ardente como nunca senti
Deixando em mim tristeza e desilusão
Foi como morrer algo dentro de mim
Tão robusto foi a dor no meu coração
.
Um amor que me tem fustigado a vida
Amando no duro silêncio quando sinto
Frio gelo que em mim deixou a partida
Gerando em mim imperfeito labirinto
.
Um amor que vivendo em meu coração
Refresca o meu peito de gélida aragem
Um dia se libertará pela mélica emoção
Quando regressares da tua longa viagem

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Árvore velhinha, caída


Árvore caída que olho com enlevo
Velha, sozinha, frondosa que já foi
Seca de raizes, que nem me atrevo
A dizer-lhe o quanto vê-la me dói
.
Já foi altiva, deu a madeira, sombra
Berço do ninho, do sossego, da paz
Sua vida divina de beleza tão longa
Deu tudo até cair, sofrida e incapaz
.
Decidiu ausentarse acatando a idade
Fugindo do temporal que na verdade
A sua ramagem severamente fustigou
.
Gloriosa, foi amor, haste de bondade
Agora velhinha, envolta em saudade
Parte feliz, amiga de quem a derrubou
...

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Amor sentido na solidão dos silêncios


................
São os teus olhos o meu caminho de fresca paisagem
Que me inebria os sentidos no silêncio do entardecer
Como um barco que encara as ondas na sua viagem
Assim é o teu olhar, que perfuma, todo o meu viver
.
Sendo as estrelas, um campo florido, pétalas de amor
Que espalham em meu coração o aroma da esperança
Silenciando os sentidos que embargados na doce flor
Afluem ao meu olhar o mélico sorriso de uma criança
.
Através do teu amor, qual emoção na noite silenciada
Pelos desvarios do imaginário na sua livre caminhada
Desatinos do meu coração que de afecto tanto padece
.
Afasto os lençóis, desligo a luz, e no sorriso da ilusão
Afasto a tristeza de sem ti, viver o silêncio da solidão
Sentindo como o meu ego, pensando em ti, adormece

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Queria ser



Queria ser o vento que o teu rosto beija
Queria ser o mar onde o teu corpo nada
Queria ser a chuva que devagar chega
Queria ser o sol que ilumina a chegada
.
Queria ser o segredo de onde o sol vem
Queria ser a serra onde o gelo se agrupa
Queria ser a luz que o teu olhar contém
Queria ser o sorriso que o desdém apupa
.
Queria ser a voz que cala teus segredos
Queria ser a água que lava os teus medos
Queria ser a alegria do teu sentir e viver
.
Queria ser o carreiro que dirige teu alento
Queria ser a cura para todo este tormento
Por ti amor, somente por ti, eu queria ser
...

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Janela de Amor




Na poesia emocionada do adormecer
Janela de amor, lua que não é minha
Uma lágrima que cai não por querer
Mas por desejar algo que não tinha
.
Puxando o lençol no frio do aconchego
Onde repousa o meu corpo já cansado
Saudade da virtude onde já não chego
Qual pássaro esvoaçando pelo passado
.
Mar que oferece jóias em ondas serenas
Onde se banham as gaivotas que apenas
Deliciam o mundo com o seu livre voar
.
Brotam as rosas eflúvio sem queixume
São as manhãs acordadas pelo perfume
Luz do dilúculo que nos ensina a amar

domingo, 1 de dezembro de 2019

Sonho de Amor


( imagem da net )

Meu amor como eu queria
Dar – te um abraço apertado
Beijar-te de noite e de dia
Realizar este sonho calado
.
Meu amor como eu queria
Ter-te em meu braços, até morrer
Sentir os teus seios de pura magia
No meu peito virem embater
.
Meu amor como eu queria
Encontrar-te no caminho traçado
Onde o teu corpo fosse poesia
Dentro do meu coração apaixonado
.
Meu amor como eu queria
Desfrutar do teu sublime sorriso
No teu rosto um beijo de magia
E contigo residir no paraíso
.
Meu amor como eu queria
Amar-te … amar-te … amar-te
Vivermos momentos de fantasia
E com carinho poder beijar-te
.
Meu amor como eu queria
Poder dar-te tudo minha flor
Onde por razões de ironia
Seria um sonho encantador
.
Meu amor como eu queria
Ter-te a meu lado em esplendor
Vivermos em Paz e alegria
E acordar deste sonho de amor
 ...

sábado, 30 de novembro de 2019

Saudade


( imagem da net )

Sinto a tua áurea tão pura e doce
Gravada na ferida do queixume
Se um amor lindo apenas fosse
Sorriso sem tristeza nem ciúme
.
Fosse um jardim no seu esplendor
Na grandeza dos fiéis ornamentos
Seria o clímax do cintilante amor
Errando pelos líricos sentimentos
.
Vive o amor puro, sem desnorte
Como sendo sentimento eterno
Como se sente num abraço forte
E num olhar lânguido e fraterno
.
São os sonhos, luz de intensidade
Dos carinhos que se prometeram
Onde existe, dor, solidão, saudade
Dos doces beijos que se não deram
.
Saudade, é solidão em dor e chaga
Que fere, violenta angustia, agrura
Punhal afiado que o coração rasga
Abrindo feridas de triste amargura
.
Não se conseguir olvidar o passado
E apenas viver o momento presente
É deixar viver um coração apertado
Pela saudade de um amor ausente
 ..

sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Mulher, Jóia de Luz



Mulher, a água benta de amor intenso
Seu olhar é cristal em luzente ousadia
A porta da vida num deleite imenso
O brilho cintilante que ilumina o dia
.
Mulher, a riqueza em cofre guardada
A mais valiosa pérola do vasto mundo
A melodia, a flor quando apaixonada
A jóia mais bonita em amor profundo
.
Mulher que ama, se entrega por nada
Dedicada, amorosa, frágil, idolatrada
Mãe, a doçura, a força, o aconchego
.
Mulher, o sorriso indulgente, o amor
De todos os vergéis a mais bonita flor
A calma, que equilibra o desassossego
...

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Dança a música de nós dois

...
Não chores, meu amor, não chores
Nem dentro da tristeza te demores
Pois nem todo o amor é perfeito
Limpa as lágrimas meu amor, limpa
Para que o teu coração não sinta
Como é triste afastá-lo do teu peito
.
Não cantes, meu amor, não cantes
Quando o teu sonho por instantes
É destruído por um sorriso duvidoso
Deixa em teus braços eu ser gente
Ouviu o teu cantar, comovente
Deixa viver esse sonho maravilhoso
.
Não te rias, meu amor, não te rias
Quando a intempérie dos sofridos dias
Te fere a alma e o coração
Cumpre com todos os teus desejos
Deixa  que o calor dos meus beijos
Te façam delirar e dançar de emoção
.
Abraça-me meu amor, me abraça
Deixa fluir teu amor que em graça
Deixa as vis amarguras para depois
Vem dançar, a música da esperança
Afasta a tristeza que em ti, dança
Vem dançar a música que é de nós dois
.

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Versos de Amor


Resultado de imagem para coração apaixonado

Queria dedicar-te uns versos de amor
Escritos numa folha branca sem linhas
Guardados neste coração ferido de dor
Versos onde falasse de coisas minhas
.
Seriam versos que tocassem o coração
Que em sonho lesses versos de ternura
Não sei se linhas de amor ou de paixão
Se um simples papel escrito de doçura
.
Fossem meus versos poemas perfeitos
Que entre linhas ocultassem os defeitos
Deste meu coração frágil e amargurado
.
Lerias versos emoldurados pelo destino
Saberias as palavras do infértil desatino
Onde reside o meu coração apaixonado

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Ciúme entre contrastes

( imagem da net )
...
O ciúme é dor aguda que fere e maltrata
É um sentimento de posse sem sentido
É receio de perder alguém que não é seu
Amar é emoção. Ciúme é folha de lata
Ciúme é a fronteira de um amor perdido
.
É triste atitude para alguém que diz amar
É inconstante viver em insensato calafrio
É incompreensão de uma mente insegura
É navegar pelas margens secas de um rio
Gerando pesar, tristeza, receio, e tortura
.
Amar é conhecer, perdoar sem azedume
No exagero está a triste maldição do ser
Inconsciente no desencontro imaginário
É doar, oferecendo amor sem queixume
Nunca será para viver em dor e calvário
.
Amar é fidelidade. É saber compreender
Que a vida é uma passagem tão pequena
Que se deve equilibrar no mesmo volume
Aquecer o coração em voz suave e serena
Sabendo que não existe amor sem ciúme.
.

segunda-feira, 25 de novembro de 2019

Beijos de Amor


( imagem da net )

Não quero sonhar sobre ocultas esferas
Nem dormir na agitação da voz sumida
Quando falas de amor em odes sinceras
E com doces beijos me iluminas a vida
.
Na média luz do nosso quarto amoroso
Abrindo meus olhos no luar esquecido
Sinto que acordo num espirito ansioso
Notando ter, o meu coração, derretido
.
Sento-me na cama, imaginando o além
Onde só existisse amor e não o desdém
Nem saber habitar num jardim sem flor
.
Não choro lágrimas de enervante calma
Mas sinto o suor da minha calada alma
Ao acordar, permutando beijos de amor

domingo, 24 de novembro de 2019

Silêncios de Amor


Chegaste em silêncio. Algo de mim querias saber
Olhei o teu rosto iluminado, pela pureza do olhar
Ouvi o som de teus passos que desejava conhecer
Só eu, tu, e o silêncio que escondido veio escutar
.
Ouvia-se o estrondar de um silêncio anunciado
Chegava o sossego de tantas palavras por dizer
Punha-se o sol atrás do monte, sem voz, calado
O dia fez-se noite em estrelas ávidas por te ver
.
Vi em ti, areais molhados, antítese dos desertos
Ouvi o silêncio, recebendo-te de braços abertos
Primorosa, rosto ruborizado, qual pétala de flor
.
Caminhaste até mim, alegre, sorridente, bonita
Trocámos aquele abraço, de felicidade infinita
Cingidos. Soltamos a voz em silêncios de amor
...

sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Mulher em Perfumado Encanto

Resultado de imagem para Poemas livres de amor e paixão

Tua pele de mulher em perfumado encanto
O luar que ilumina as noites do Universo
A inspiração dos poetas, o silvo do canto
Palavras que rimam em verso sobre verso
.
A pétala que perfuma os solitários recantos
A flor sem dono, que admiro e nunca nego
Luz da lua, sol de verão, poema que canto
Suave silêncio a quem o meu amor entrego
.
Sensível, carinhosa, a poesia, sentido desejo
Que estremeces, quando os teus lábios beijo
Que na candidez teu coração calas, sorrindo
.
Esse olhar que sensações vai desvendando
Que te entregas ao desejo, quando amando
A Rosa, lindas pétalas, que se vão abrindo
...

quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Impuros Desejos


( imagem da net )

Mulher, meu jardim, flor perfumada
Despertas em mim, impuros desejos
Amo esse teu sorriso de apaixonada
Como adoro os teus húmidos beijos
.
Não têm igual os teus lindos encantos
Que refrescam a noite e o amanhecer
Gosto dos teus mimos e suores tantos
Onde o meu corpo se vai enlouquecer
-
Havendo na existência um turbilhão
De tantas e incontroláveis emoções
Deixa o amor flutuar em teu coração
Na mais harmoniosa das sensações
.
Quando de ti saem gotas de prazer
Sendo o teu corpo o oásis perfeito
És a razão do meu sentido de viver
Sendo em teu olhar que me deleito
.

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Quero ter-te minha



Amo-te meu amor  e quero ter-te minha
Desfrutar da tua maravilhosa formosura
Não quero que vivas esse amor, sozinha
Que a nós dois embala, e leva à loucura
.
A tua beleza é rosa de um jardim florido
Onde as flores se cortejam em esplendor
Não te desejar, não faz qualquer sentido
Em mil poemas te hei-de grafar em amor
.
Desejo beijar os teus lábios, a boca tua
Acariciar-te a pele sedosa, sentir-te nua
Ver como de ti. brotam cícios e olhares
.
Tu és meu desejo, a mais perfumada flor
Serás o cofre onde guardarei o meu amor
Porta que abrirá com beijos aos milhares
.

quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Mulher em pétalas de amor


Escuta mulher, teu corpo é pura fantasia
Que ofereces ao mundo um amor diverso
Onde a tua inspiração é ternura e magia
Sendo em poesia, a ternura do Universo
.
És pétala que larga a mãe flor em pranto
Amor fraterno, que a flor nunca renega
Musa feiticeira, rainha de poesia e canto
Aromando o ar que por amor se entrega
.
O poeta que tanto do teu carinho escreve
Sente arrepios, quando em poema breve
Reproduz as tuas inquietações, sorrindo
.
Os mistérios que não consegue suprimir
Carinho de uma mulher que sabe sentir
O aroma das pétalas que se vão abrindo
,

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Doce Paixão


Em teu corpo se acende a volúpia dos instintos
Cuja chama abrasa as margens da doce sedução
Nossos lábios, por atracção, se tocam famintos
Nossa saliva se mistura, na canícula da paixão
*
Acaricio tua pele cuja fragrância tanto me seduz
Onde me envolvo causando-me a perda da razão
Rubro desejo nos invade e ao delírio nos conduz
Colamos os lábios, na chama inflame da paixão
*
Corpos enlaçados pela ternura do nosso desejar
Unir nossos corações que batem tão acelerados
Alvoroços nos deleitam no doce êxtase de amar
*
O desejo que nos invade é lavareda em ebulição
Que sustenta os nossos delírios tão apaixonados
E nossos suores se juntam no perfume da paixão
.

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Dois corações apaixonados

169e942e24b27a82b1cec041b8838b58.gif

Abraçados
O seu corpo queimando
Num desejo ardente
Entrelaçados
Beijam-se suavemente
Num recanto se amando
Não deixando para depois
Aquele amor tão quente
que envolve o corpo dos dois.
.
Um prazer desmedido
Incontido
Famintos, ousados
Lábios colados
Num lascivo desejo
Acontecendo um suave beijo
Onde a vontade, a apetência
Deixa os corpos colados
Terminando a resistência
De dois corações apaixonados
.

terça-feira, 5 de novembro de 2019

Pureza do coração



Um livro aberto, páginas sem letras
Onde a borboleta quer escrever
Em trocadilho de palavras 
Que nem a mariposa sabe ler
Sendo para si um deserto
As folhas em branco, escritas
Por velha caneta sem tinta

Onde ressalta a imaginação
De quem no livro já leu
Os versos por escrever
Em que  as letras exultam
Por serem a palavra distinta
.
Palavras saídas da imaginação
Quando escritas em livro aberto
Onde a luz surge por encanto
Gerando na borboleta a sua atenção
Sendo o seu pousar pura magia
Sabendo que as frases em branco
Escritas pelo carinho e fantasia
São a ternura e pureza do coração
.

sábado, 2 de novembro de 2019

Soltem-se as grades ...



Soltem-se as amarras de um tempo sem tempo
Soltem-se os cabos dos barcos atracados no cais
Soltem-se as forças de um coração em destempo
Soltem-se os rigores cerrados de um falso jamais
.
Soltem-se as vontades campestres de uma vida
Soltem-se os aromas das pétalas enamoradas
Soltem-se os gritos das almas fortes, aguerridas
Soltem-se as palavras, das  vozes entrelaçadas
.
Soltem-se as virtudes fechadas nas desilusões
Soltem-se as grades que separam os corações
Soltem-se as ondas, as marés do pensamento
.
Soltem-se os risos, abram-se os lábios sinceros
Soltem-se os perdões para que não hajam meros
Entraves à frescura, do cristalino sentimento

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

Tu, Mulher




Tu, mulher, saberás que o amor existe
Quando o homem com um olhar doce
Te disser muito baixinho, amor desiste
De deixar em mim um sabor acre-doce
.
Saberás que o coração quando ama
Fecha-se inerte numa célula de amor
Deixando a alma a arder em chama
E um coração amando em esplendor
.
Tu, mulher, saberás que no coração
Nascem sentimentos não escolhidos
Que não se fecham numa só mão
Mas sim, pela robustez dos sentidos
.
Tu, mulher, saberás que és amada
Quando o teu coração souber sentir
Ao ver a pessoa por ele, desejada
Correr para os teus braços a sorrir
.

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Espinhos de Amor



Tua boca que beijo com tanto carinho
Teus lábios são mel quando molhados
Abre os teus braços só um pouquinho
Onde relaxem os meus braços cansados
Fazendo do teu peito o meu caminho
.
Bate o vento em teu rosto acanhado
Tremem os frágeis dedos da tua mão
Talvez pela força de um beijo sonhado
Pelos teus belos lábios nunca dado
De forma a fazer bater o teu coração
.
Sê paciente se um dia eu te beijar
E em teu olhar deixar triste mágoa
E se for um beijo roubado se calhar
Será uma sede carente por te amar
Saciada em teus olhos fluindo água
.
Não me deixes nem fiques ofendida
Solta esse abraço que tens para dar
Existem ondas e marés nesta vida
Que nos deixam o peito em ferida
Que nem um abraço consegue curar
.
Talvez seja melhor a minha partida
Mesmo que te deseje com devoção
Mais vale ter um desgosto na vida
Que uma dor forte, dura e sentida
Qual espinho cravado no coração
.

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Coração em Lírico Esplendor



Sinto no coração uma dor tão fina
Que me fustiga todos os sentidos
Dores de amores, quiçá perdidos
Quando meu coração os imagina
.
É o coração um sábio esconderijo
Que esconde as dores, a felicidade
Perdi a chave que por fidelidade
O fecha mais do que eu lhe exijo
.
É chama, afeição, lírico esplendor
Fogoso como lava sólida do vulcão
Angústias de um saturado coração
Sofrendo as incidências do amor
.
Suave arejo que embala os amores
Fechados nos silêncios da saudade
Quando o amor por ti é na verdade
O causador das suas infindas dores
.

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Paixão Esquecida



Em meu coração desejo o seu carinho
Convencido que a sua afeição eu terei
Diga-me ao ouvido, muito baixinho
Odes de amor que sabe que guardarei
.
Não me olhe mostrando o seu desdém
Pois sabe que para mim é a escolhida
O meu coração que padece, por bem
A angústia de uma paixão esquecida
.
Queira ser a minha musa entre as flores
Pinte os nossos caminhos de belas cores
Saiba que o meu coração padece de dor
.
Em cada hora, minha paixão cresce mais
Mesmo sofrendo não esquece que jamais
Negará que o seu afecto é o seu salvador
.

domingo, 27 de outubro de 2019

Exausta Saudade

( imagem retirada da net )
.
Soletradas as letras do teu nome fascinante
São os elos que me ligam à límpida verdade
Sendo que, te amo, como mulher e amante
Não consigo dispersar dessa feliz realidade
.
Difundir as letras como um delírio disforme
Em que o amor é palavra inserta na saudade
Cada momento em que soletro o teu nome
Algo me diz que te amarei até à eternidade
.
Sabes que te amo, com insânia, inconsciente
Num desejo esgotado, olvidado, sem alegria
Como um pesar cansado, agudo, permanente
.
Por tanto te amar, o meu coração, algum dia
Sentirá as inquietações, sendo que de repente
Cairá exausto por te amar mais do que devia
...

sexta-feira, 25 de outubro de 2019

São teus olhos, pérolas por lapidar



São os teus olhos, pérolas por lapidar
São teus lábios, dois recortes de amor
É o teu sorriso a beleza do verbo amar
São teus cabelos, pétalas de fina flor
.
Amo o teu plácido olhar, puro, tranquilo
O teu sorriso de mulher sincera, tão doce
Amo o teu corpo esbelto, figura de estilo
Amava beijar-te num só beijo que fosse
.
Quero-te muito para além do sol dourado
Que se põe atrás da montanha imaginada
Onde o amor, é vento, que sopra sereno
.
Meu amor por ti, é um sonho apaixonado
Onde a ilusão se compõe por tudo e nada
E te enlaça num abraço sincero e obsceno
.

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

Passeando sob o luar



Era uma noite estrelada
Aromando um luar isento
Era uma flor encarnada
Sorrindo à vida e ao tempo
.
Era um sorriso envergonhado
Amordaçado por um lenço
Era o teu olhar perfumado
Onde tudo era tão intenso
.
Era uma noite quase terminada
Sorriste. Tua boca parecia dizer
Amor, não penses em mais nada
Quero só o teu carinho merecer
.
Era uma lua quente, iluminada
Que na realidade me fez sentir
Que apenas sonhava e mais nada
Que ao acordar me fez sorrir

Abraço entre flores campestres



Campos de amor. Flor dançando
Ventos serenos, sol que ilumina
Dois corações que se amando
E o sorriso no olhar da menina
.
Cai a noite, num beijo de amor
Duas sombras, dois seres ao luar
Uma flor, abraçando outra flor
Trocam promessas com o olhar
.
Radiantes fazem o seu caminho
Mão na cintura, passos receosos
Cingem - se com tanto carinho
Felizes, e de sorrisos amorosos
.
Seus olhares mostram o desejo
Da forma que o coração sentiu
No silêncio trocam doce beijo
Num abraço que o amor uniu
.

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Nós, a Floresta, e os silêncios





Caminhamos sós pela silenciosa floresta
Arvoredo, matagais, ervas simples, giesta
Inalando o perfume da noite aromatizada
Tu a meu lado, carinhosa, olhar tranquilo
Ouve-se o cantar da coruja, do feliz grilo
Sente-se o amor no silêncio da caminhada
.
Olho os teus olhos azuis, mostram fadiga
Teus lábios que beijo em doçura atrevida
Perante o olhar do morcego que esvoaça
Felizes, mãos dadas, dedos entrelaçados
Vozes em silêncio, apetites apaixonados
Corpos unidos, alheios à noite que passa
.
Olhamos o brilho da lua, radiosa lá no alto
Onde os céus da vida, são ruelas de asfalto
Por onde trilhamos, corações em frenesim
Tudo obedece a uma noite de afecto e paz
Sem palavras dizemos que o amor é capaz
De nos embriagar para uma vida sem fim
.

terça-feira, 8 de outubro de 2019

Doçura de amor


Olho o céu. As nuvens parecem caminhar
Ao sabor do vagabundear do pensamento
Olham-me serenas. O que estarão a pensar
Talvez saibam a força do meu sentimento
.
Gostava de as abraçar com um abraço de luz
Para que nossos sentimentos tão desunidos
Não fossem agravo no que de amor traduz
Aliviando a dor porque choram os sentidos
.
Vive-se a vida vagueando através do sonho
Onde se busca a felicidade com fim risonho
Imaginando um doce beijo aromado de flor
.
Onde os teus cálidos lábios me incendeiam
Como as nuvens que olho e me presenteiam
Deixando em meu coração a doçura do amor

quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Mulher:- Coração de bondade



Mulher de corpo frágil e alma forte
Que sabe sentir, sofrer, ser amada
Desculpa o homem no desnorte
Quando a alma se sente desnudada
.
Mulher de sorriso aberto, bondosa
Que sente no coração a vil amargura
Que perdoa, que abraça carinhosa
Seu homem de honestidade impura
.
Abre o coração e ama como ninguém
Que sofrendo, sorri sem olhar a quem
Que aconselha o filho no seu rumo
.
Recebe em troca uma palavra agreste
Que de pureza e amor seu corpo veste
Perdoando a maldade sem aprumo

domingo, 22 de setembro de 2019

Sonhos em sentimentos traidores



Infiéis angústias esbatem em meu peito
Espalhando imundas e tristes desditas
Qual fogo que me queima por despeito
Por palavras sonhadas e nunca ditas
.
Inquietam-me os sonhos que meu ego sente
Em miseráveis e infames lamentações
Perturbando minha alma e a minha mente
Empurrando-me para abismos de vis razões
.
Procuro no meu sofrido e inquieto passado
Quais os sonhos, no meu dormir, sentidos
Fico triste por nem um me ter lembrado
Dos momentos felizes por nós vividos
.
Recordo algumas mágoas e tristes aflições
Que deformam a verdade do meu viver
Onde as impróprias e cruéis tentações
Me comovem, tramando todo o meu ser
.
Incertos sonhos por dúvidas são enegrecidos
Onde a negrura se modifica em triste mágoa
Sofridos sentimentos por desalento vencidos
Ficando a noite de uma escuridão gelada
.
É a noite escura cúmplice do desconforto
Onde os sonhos viajam em falsos andores
Infeliz ego que ideado por um incerto conforto
Me embala a mente em sentimentos traidores
...

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Lágrima



Vivida a vida crispada de decepção
Fui-me aproximando devagarinho
Gravei-te em meu coração
Que, por ti, sofre sozinho
.
Aquele primeiro beijo trocado
Me fez voar através do infinito
Recordo o 2º, o 3º, outro dado
E nenhum deles foi o mais bonito
.
O último sim, soube a carinho sincero
Como todos dado por felicidade
Hoje sinto aquilo que não quero
Por me fazerem tanta saudade
.
A saudade é crua e deveras dorida
Nem sei como definir essa saudade
Talvez que eu ao longo da vida
Saiba chorar lágrimas de felicidade

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Sonho de Amor


.
Chegou ao meu espírito, a noite
Estrelas iluminando os meus pensamentos
Os meus sonhos, onde és a luz
O anjo branco que me guarda
E me guia por entre as ruelas da vida
Plantando flores em vasos de sentimento
Raízes de pureza e ternura
.
Chegou a noite, fria, escura
Olho as estrelas fugidias
Que na sua luz me dizem
 que são quentes e não frias
Cintilam por entre as nuvens enfeitadas
Pelos raios de amor, da emoção
que dá luz ao meu coração
.
Chegou a noite, o luar, a voz calada
Onde se misturam sentimentos vádios
aborrecidos, tristes, vazios
Por entre túnicas de amor e luz
Transporto no peito essa pétala de flor
E o sabor de um beijo sadio
Sonho contigo … meu amor
.

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Destino ... solitária vivência.



Quando penso nos sonhos, outras eras
Em que passeei pelos veredas do tempo
Até me parece que vagueei sobre esferas
Sentindo-me livre, solto, como o vento
.
Até parece que vivi uma vida diferente
Onde fui jovem, vivi outras Primaveras
Vida que tão depressa, tão de repente
Passou a estradas solitárias e severas
.
Tantas vezes penso, olhando o destino
Onde fui um jovem solto, libertino
Quiçá um passageiro dum trem sem fim
.
Ri, saltei, chorei em tarde fresca e calma
Deixei correr as lágrimas saídas da alma
Tantas vezes, escondidas, dentro de mim
...

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Inocência de Luz


Pela encosta sopra a irreverente brisa
Esfriando os alicerces do pensamento
Que sorrateiramente chega e não avisa
Que o sorriso é o reflexo do sentimento
.
São as lágrimas que um poeta derrama
Tinta escura colorindo a página deserta
Fogo ardente na altivez da forte chama
Emoções de amor que na alma desperta
.
Sendo o silêncio a ternura da paisagem
Numa solidão de intempérie selvagem
Dos passos dúbios que ao amor conduz
*
Não haverá escura noite sem claridade
Nem estrelas que escondam a verdade
Pois é assim a inocência da sua fina luz
...

quinta-feira, 2 de maio de 2019

Silêncios iluminados


As estrelas cintilam no céu iluminando a noite
Mostrando o caminho às almas apaixonadas
Que caminham pelas esquinas da integridade
No silêncio que agrega as frias vozes zangadas
.
Que luz mais bela que o sentimento ilumina
Deusas que bradam nomes dos seus amores
Estrelas que anunciam os inspirados dias
Expondo ao mundo os seus jardins e flores
.
Habitam os céus ninfas que por amor cantam
Ocultas nos doces pergaminhos no seu espaço
Ouvem-se os sussurros da luz que permanente
.
Ilumina os destinos dos desnortes e silêncios
Tirando do corpo inerte o intento do cansaço
Que tantas vezes acalma uma alma fulgente

domingo, 14 de abril de 2019

Nobre alma de um poeta


A letra que inspira e que se usa
No vento suave da quimera
Entra em nós poesia intrusa
Com cheirinho a Primavera
.
Floresce em pétalas de amor
Em cada verso que escreve
É o poeta uma carente flor
Eterno amor que não prescreve
.
Nascem flores, canta o passarinho
Como se não houvesse amanhã
Nas árvores constrói o seu ninho
Onde o amor não é palavra vâ
.
É a poesia nobre afeição escrita
Nas folhas brancas do Universo
Cada linha, uma palavra bonita
Escrita na ternura de um verso
.
Cativante, em harmoniosa melodia
No alcance da virtude, feita meta
Em que versos são linda poesia
Saídos da nobre alma de um poeta
...

sexta-feira, 15 de março de 2019

Coração sofredor por amor.


Coração, meu irmão, que tanto já sofreste
Um dia quase paraste, deixando de bater
Voltaste à vida e a dor por amor venceste
Preferindo continuar nesta vida a sofrer
.
Ficar quedo numa cama isolada, sem calor
Onde o teu pulsar ficou tonto ao abandono
Leito vazio que superaste pela fé do amor
Acabando por acordar dum profundo sono
.
Solitário, carente, sentindo a dor destemida
Que te atacou como um estranho sem amor
Quase que abandonaste o destino e a vida
Provando o infortúnio, dum amargo sabor
.
Cansado, perdeste a força na pesarosa ilusão
Entregando-te nas viagens do nobre sentido
Infinitos desalinhos da fortuita desilusão
És um coração cansado, mas não vencido

segunda-feira, 11 de março de 2019

AMO-TE SIMPLESMENTE

( imagem da net )


Minha vida. Meu amor. Meu delírio profundo
Meu coração vadio, minha alma encarcerada
Verte lágrimas pelos meus olhos, no mundo
Por te desejar em noite de melodia perfumada
.
Amo-te pela força da vida, em cada segundo
Cada hora, cada minuto, doce luz abençoada
Sorrio deste indizível amor de que me inundo
Na pureza do sentido de quem não quer nada
.
Amo-te, sei como o teu olhar me enlouquece
Debruço-me ante o teu sorriso que esquece
O quanto por amor está o meu, em desnorte
.
Amo as tuas fraquezas, e lágrimas de solidão
Que machucam e desorientam o meu coração
Que te amará, muito para além, da  morte
...

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Lareira de amor iluminando a Aldeia



Através das estrelas que na sua clareira
Interrogam quem as olha e não vê nada
Num devaneio de uma luz abençoada
Olha-se a chama que se solta na lareira
.
Através da chama que na lareira crepita
No soalheiro da aldeia de gente honrada
Parece gritar que não seja abandonada
Pois arde pelos sentimentos da desdita
.
Cantam-se as músicas na dança e quesito
Da felicidade das pessoas que se adoram
Onde as danças são poemas de esperança
.
Chamas altas como ninguém tinha visto
Lareira que as gentes da aldeia devoram
Por em cada pessoa existir uma criança

domingo, 24 de fevereiro de 2019

Domingo e os reflexos do silêncio



Dia de domingo. Surgem os silêncios sem fim
Voam as aves, sorriem as pessoas, o sol brilha
Sinto o barulho do silêncio sorrindo para mim
Sabendo que em meu peito meu amor fervilha
...
Um calor sereno entra pelas frinchas da janela
Vem acordar-me deste sono feliz, tão tranquilo
Dormindo não penso mas sonho tanto com ela
Um extenso mar. Ouve-se o cantar de um grilo
...
Puro carinho, este silêncio infinito, de ternura
Faz-me sorrir por me lembrar da tua candura
Mulher simples, voz de encanto doce e amena
...
Sinto em meu coração a estima que porventura
Esteja na solidão o amor de uma afeição serena
Reflexos do teu silêncio, que em mim, perdura
...

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Lágrimas que me saciam a sede


Olhas as estrelas através dos olhos meus
Errando eu pela vibração dos olhos teus
As minhas mãos acariciando o teu sorrir
Esse rosto banhado pelas quentes águas
Reflexo dos sentimentos feitos mágoas
Que em teu belo coração se fazem sentir
.
Noite clareada pela fulgência das estrelas
Por onde vagueia a minha cansada mente
Crepúsculo, como é bela a luz que precede
Mélico cintilar de ternura, que docemente
Presenteia o carinho de um amor presente
Em puras lágrimas que me saciam a sede
.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Coração irrequieto, sonhador

...
Coração irrequieto, espiritual, transparente
Que passeia pelo arco-íris, isolado, sonha
Amadurecendo na vida na timidez decente
Fazendo a alma florescer amável e risonha
.
Coração palpitante, no desassossego do peito
Como a estrela, na luminância da noite, vive
Imaginando um dia encontrar o amor-perfeito
Na ilusão da vida, assim o coração sobrevive
.
Sorri no delírio imaginário e sereno da alma
Sentindo-se válido e amparado na influência
Ouve os sussurros da restrição que o acalma
Sentindo-se valorizado pela doce consciência
.
Caminha sobre o aroma das pétalas das flores
Guarda os segredos das suas infinitas paixões
Enfrenta tempestades, vis ventos e dissabores
Tendo dificuldade em fugir, das más tentações
.
É meigo, elegante, sedutor por fino encanto
Calmo, eufórico, robusto, em fundo pulsante
Expele lágrimas na amargura do desencanto
É largo na bondade e nas alegrias, esfuziante
.
É aquecido pela luminância da dócil emoção
Fechado pelos elos platónicos do doce amor
E assim vos mostro como é o meu coração
Sempre apaixonado, afectuoso, e sonhador
...