quarta-feira, 5 de junho de 2019

Inocência de Luz


Pela encosta sopra a irreverente brisa
Esfriando os alicerces do pensamento
Que sorrateiramente chega e não avisa
Que o sorriso é o reflexo do sentimento
.
São as lágrimas que um poeta derrama
Tinta escura colorindo a página deserta
Fogo ardente na altivez da forte chama
Emoções de amor que na alma desperta
.
Sendo o silêncio a ternura da paisagem
Numa solidão de intempérie selvagem
Dos passos dúbios que ao amor conduz
*
Não haverá escura noite sem claridade
Nem estrelas que escondam a verdade
Pois é assim a inocência da sua fina luz
...

9 comentários:

  1. Bom dia Ricardo!
    Um poema absolutamente brilhante!! Amei!

    Beijos e um dia feliz.

    ResponderEliminar
  2. Poema Sublime. Aplausos ao Poeta Ricardo.
    :))

    Hoje:-Por vezes existem dias sem cor.

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta - Feira

    ResponderEliminar
  3. Bonito poema
    Gostei de ler
    Abraço

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Jogo da BALEIA AZUL faz vitimas...

    ResponderEliminar
  4. Maravilha para começar a semana.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
  5. O poeta a convocar a Luz para esconder as sombras. Um belo soneto, Amigo.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  6. Extraordinário poema amigo!
    Arrasas sempre e emocionas quem te lê!

    Pergunto, para quando o lançamento do próximo livro?

    Abraço!

    ResponderEliminar