segunda-feira, 1 de junho de 2020

Ser criança: - A dor - a imagem da ganância


São as crianças o aroma da flor
O perfume de papás e avós
São elas o mais alto esplendor
A maior doçura que temos nós
.
Muita gente tem a abastança
Em que nada os consome
Esquecem que muita criança
Apanha os restos da festança
Para não morrer de fome


Mandam-se naves para o espaço
Gastando biliões, rios de dinheiro
Esquecendo de oferecer um regaço
A crianças que devem estar primeiro
.
Olhai este mundo cruel e de dor
Em que existem crianças sofrendo
Sem roupa, subnutridas, sem amor
E sem comida estão adoecendo


Senhores do mundo que podendo
Não gastem dinheiro, queiram ver
Que existem crianças sofrendo
E de fome acabam por morrer


É linda a inocência da criança
A todas vamos dar o coração
Para que vivam com esperança
De comer um pouco de pão

...

" R y k @ r d o
.

40 comentários:

  1. Criança sofrida, mesmo assim com tanta delicadeza, Olhos que revelam carência e um grito de socorro.
    É tão triste nos depararmos com pessoas tão insensíveis ao olhar de uma criança que sofre e passa fome.
    Façamos a nossa parte!

    Fiz minha parte tirando uma da rua, filha do coração, linda amorosa e só me dá alegrias!
    Hoje uma linda moça, meu melhor presente. Abraços amigo!

    ResponderEliminar
  2. Boa tardinha de paz, amigo Ricardo!
    Que sofrimento dá só em olhar as fotos!
    Costelinhas de fora mostrando bem nosso desleixo por anos a fio.
    Que Deus se apiede dos infantes famintos, maltratados, não amados! ...
    Um post que emociona no conjunto.
    Tenha um mês abençoado!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderEliminar
  3. Duelen los niños, el hambre duele pero mas si hablamos de niños, me cuesta entender que siendo que llevamos muchos años y desde muchos países enviando dinero para paliar el hambre en los lugares donde se tomaron las imágenes que traes no se haya conseguido nada, porque hablamos de miles de millones. Un abrazo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ester


      El interés en los niños que no sean desnutridos, solo intereses en los meses de elecciones. Entonces ............... el desinterés habitual y el olvido

      Salud

      Eliminar
  4. É sempre bom lembrarmos que este dia mundial da criança também é sobre as mais desfavorecidas. Bonito poema.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  5. Chega a cortar o coração...
    A desigualdade social é gigantesca.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  6. Um retrato triste mas muito real do quanto sofrem as crianças por esse mundo fora.
    Gastam- se milhões que bem distribuídos podiam minimizar o sofrimente de tantas.
    Felizmente ainda há muitas que são amadas.
    Feliz dia.

    Abraço Ricardo

    ResponderEliminar
  7. Tão triste3 ver essas crianças assim,não? Linda poesia, triste realidade!Que elas também possam ser felizes! abraços, chica

    ResponderEliminar
  8. Um poema realista e forte... Infelizmente, há tanta injustiça no mundo!
    Um abraço neste início de Junho... Feliz semana...

    ResponderEliminar
  9. Boa tarde amigo Rikardo,

    versos doridos expressando a triste realidade. A desigualdade social é cruel e fere os corações sensíveis, a trsiteza grita no olhar dessas crianças.

    Boa tardinha com muita paz.

    Saudações.

    ResponderEliminar
  10. Aqui, amigo, o Dia das Crianças é em 12 de outubro. Mas achei muito oportuno esse teu poético manifesto, em favor delas. Descuidar das crianças, com certeza, é descuidar do futuro! Meu abraço, boa semana.

    ResponderEliminar
  11. Fiquei emocionada e tocada com este poema! Tão verdadeiro!❤

    Beijos. Rike!

    ResponderEliminar
  12. Bem verdade, mas também somos aquele país que permite que ciganas casem com 10 ou 14 anos e dizem os entendidos que estamos na UE e no século XXI...

    A Unicef também pediu 3 milhões para vacinar as crianças em Angola e Portugal não foi vendido a Angola?!

    As pessoas andam com as prioridades trocadas há muito tempo

    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  13. Uno-me ao teu clamor pelas crianças!! Elas são as nossas preciosidades e nossas alegrias.
    Cuidemos do nosso futuro com todo amor e solidariedade!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  14. Hoje é o Dia Mundial da Criança,
    no mundo muitas delas morrem de fome
    tudo isso sendo por causa da ganância
    do homem rico que explora o homem pobre!

    Belo poema cuja as imagens mostram a realidade da pobreza ignorado pelos podorosos que governam o mundo actual.

    Boa noite caro amigo Ricardo. Um abraço

    ResponderEliminar
  15. Bravo Ricardo!
    Uma bela triste poesia para os invisíveis de nossa sociedade fracassada, que ainda convive e se omite diante a miséria e fome de crianças pelo mundo. Uma imagem que causa dor e tristeza.
    Um belo grito social amigo, assim é a poesia nesta função também.
    Meu abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
  16. Oi Ricardo,
    Eu poderia ser mais uma nessa triste estatística, mas meu pai verdadeiro por ocasião da doença da minha mãe ser internada com tuberculose veio até a casa da sua irmã no e me deu de presente pro meu tio, quando o vi ouvindo radinho, saí correndo e pulei no colo dele. Aí meu pai me disse: toma que essa é sua. Abracei seu pescoço e beijei sua face, modesta a parte eu era uma linda boneca que ele ganhou de presente, dela nada quero falar, apenas que era irmã da minha mãe.
    Apanhei tanto dela, mas fui eu quem cuidou dela na sua doença com banhos, insulina, papinha na boca e meu filhinho de 4 anos, adotei-o com 2 meses, estava quase morto(meu 1ºmarido morreu devido ao cigarro). Voltei e cuidei dela até a morte. Meu filho não se casou, levou um trampo da sua "AMADA" e hoje só fica. Ele é um encanto de filho (crioulo dos olhos verdes e bem alto), é economista, contabilista e bom emprego.Eu me casei novamente aos 45 anos com um marido maravilhoso.
    Esqueci, trabalhei na Prefeitura de Santo André e São Bernardo.S.P.
    Minha vida foi sempre amor.

    ResponderEliminar
  17. tão verdadeiro quanto triste este mundo em que as crianças e os idosos são constantemente esquecidos, estranhas prioridades de gente mais preocupada com o seu próprio umbigo.

    ResponderEliminar
  18. Muito forte, mas por isso mesmo, merecedor de todo o encanto!

    Cps :)

    ResponderEliminar
  19. Ainda nos dias de hoje,muito se tem negado às crianças. O primeiro direito dela é a vida. E quantos abortos acontecem todos os dias?
    Ter um lar,ser cuidada,sobretudo,ser amada e protegida. E quantos casos de abuso e de pedofilia dentro das famílias são denunciados?
    Sua poesia grita direitos que são negligenciados todos os dias.
    Abraço

    ResponderEliminar
  20. As crianças são sempre as que mais sofrem...
    Belo poema, Ricardo.
    Boa semana.

    ResponderEliminar
  21. Tus versos duelen, que triste realidad, pobres niños que con esta pandemia han de estar sufriendo aun mas........Saludos amigo.

    ResponderEliminar
  22. Cenário pungente Ricardo '.´)

    Um bom dia.

    ResponderEliminar
  23. Se há definição de imagem repugnante....

    ResponderEliminar
  24. Así de triste y gris es este mundo, gente gorda de dinero y falta de sentimientos por un lado y por por otra parte muchos niños mueren de hambre, de frío y sin esperanza, mientras un solo niño o niña pase hambre en el mundo, este mundo no podrá ir bien y en algo estamos fallando todos.

    Abrazote utópico.-

    ResponderEliminar
  25. Gostei e fizeste um poema que deveria ser esfregado nas trombas de muitos reinantes e não só.

    Beijos e um bom dia

    ResponderEliminar
  26. Triste realidad que nos golpea a diario, con todas las sacas gordas se podría alimentar a los más vulnerables del mundo.. sigo sin entender este mundo donde a veces me pregunto si de verdad hay dios.
    Besitos fructuosos.

    ResponderEliminar
  27. Que bom seria que todas as crianças pudessem viver dignamente o tempo da infância. Sem as carências de toda a ordem que afetam tantos meninos e meninas no mundo inteiro.
    Um bom dia!
    M.

    ResponderEliminar
  28. Como dizia José Saramago é mais fácil chegar a Marte que ao seu semelhante.
    Um abraço e boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  29. Uma triste realidade que o mundo não quer ver....

    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  30. This is very sad but very true :-(

    ResponderEliminar
  31. Bonito poema! As crianças crescem e no futuro se lembram como foram tratadas.
    Abraço!

    ResponderEliminar
  32. Comemorar o dia da criança vendo estas imagens parece tão absurdo... 😔

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os olhares da Gracinha

      Mas tão verdadeiro não é verdade?
      Cumprimentos sadios

      Eliminar
  33. Triste y tan cierto... el mundo debería estar mejor repartido. Un abrazo.

    ResponderEliminar
  34. Olá Ricardo, gostei dos versos mas as imagens... quase partiram o meu coração de mãe e avó.
    E tanto, mas tanto, se gasta em guerras absurdas...
    Beijo.

    ResponderEliminar
  35. Um poema lindo e muito certo para o dia da criança

    ResponderEliminar

Gostou do que leu? Se gostou deixe uma palavrinha. Se não gostou deixe na mesma ... Leve consigo o meu agradecimento pela sua visita, quiçá, também comentário. Obrigado de coração.