quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Voa a águia em sombras de vento

Voa a águia em sombras de vento
Em silêncio, sobre um infinito olhar
Em vislumbre de jovial sentimento
Em que sob o sol mostra a graça
Deixando felicidade por onde passa
Deslizando no movimento o seu voar

Sobre o ruído de imensa solidão
Desfolhando panóplias de vontades
Voando na graça de ateias solenidades
Em vertigens de teias de emoção
Dedicando em frondosa tentação
Luar de aurora de outras verdades

Batendo as asas em graça enfeitada
Mostra à vindoura gentileza fina
Fazendo dos ares beleza invejada
Dizendo aos benfiquistas com carinho
Somos campeões em força divina
E em grandeza de pureza no caminho
Somos vencedores em cada jornada

9 comentários:

  1. AHAHAHAHAH
    AHAHAHAHAH
    ATÉ QUE ENFIM.....

    Mas que honra ser a primeira a comentar aqui no novo cantinho do arrumador poeta.
    parabens arrumador
    já o devias ter feito á mais tempo

    aqui nasceu o cantinho
    do poeta arrumador
    recebe um grande beijinho
    desta tua amiga Flor
    ..

    ResponderEliminar
  2. Existem coisas que não têm explicação.

    São aquilo que se diz na giria: Coisas do coração e do pensamento.

    Fazendo o blog pensei: A Flor do Olimpo vai ser a primeira a comentar aqui.

    Acertei em cheio o que me enche de alegria e orgulho.

    Adoro-te rapariga

    Fica bem
    .

    ResponderEliminar
  3. Felicidades para este novo blog, para já a foto que o identifica é linda, imagino os poemas que aí véem eheh

    Já sou seguidor como não podia deixar de ser, uma perguntinha inocente que espero não ser indiscrição...porque o Belo Voar da Águia não tém lá o widget dos Seguidores?

    Com tanta audiência caro Águia Livre...

    Saudações Gloriosas
    CDAG

    ResponderEliminar
  4. Boa, Águia!! Muito sucesso para este teu novo cantinho. De certeza que o terás, ou não fosses um ENORME Homem, um ENORME Poeta.

    Continua assim, a embalar-nos com tal escrita, que seja verso seja prosa, é sempre POESIA!!!


    beijinho*

    ResponderEliminar
  5. Muitos parabens pelo cantinho!
    É uma sensação muito especial ler a palavra dita de uma forma tão bonita!

    Porque não tenho essa arte,deixo o meu modesto contributo de um soneto do grande Manuel Maria Bocage!

    Temo que a minha ausência e desventura
    Vão na tua alma, docemente acesa ,
    Apoucando os excessos da firmeza.
    Rebatendo os assaltos da ternura :

    Temo que a tua singular candura
    Leve o tempo fugaz, nas asas presa
    Que é quase sempre o vício da beleza,
    Gênio imutável, condição perjura:

    ResponderEliminar
  6. PARABÉNS Águia_livre!!

    Muitos parabéns!! Mais uma admiradora que o vem felicitar e que vai ser visita habitual!!! Já está nos favoritos!!

    Muitos parabéns e o meu desejo de um enorme sucesso neste seu novo blog =)))

    Beijinhos grandes!!!
    (Bolas, fui "praí" a 10º, ando sempre atrasada =(( lol)

    ResponderEliminar
  7. Não é poeta quem quer, como tu sabes, e ser poeta é ser maior

    Mas tu és poeta e maior, e fazes muito bem teres este blog só para divulgares a tua sabedoria em liberdade

    obrigada por esse prazer

    ResponderEliminar
  8. Com amigos/as destes quem não se sente feliz?

    Mas escusavam de exagerar, lol

    Fiquem bem
    .

    ResponderEliminar
  9. Sim, provavelmente por isso e

    ResponderEliminar