terça-feira, 25 de novembro de 2008

Ver-te mais além

Recados do Orkut


Olho o fogo que rebenta
Vejo, sinto, esqueço
Estremeço
Não sei se mereço
O começo
Do divagar
Pensar
Que além é o destino
O fim
Do caminho
Palavras caladas
De pequeno nadas
Que me fazem orbitar
As lamurias do pensar
Mas trilho
Porque hei-de alcançar
A encruzilhada
De amor fechada
Mas no luar do nada
Por entre foguestes iluminados
Te quero ver passar

2 comentários:

  1. Grande poeta que faz das palavras mensagens unicas
    O coração comanda a alma por isso está de parabéns pelo grande talento que possui.
    Beijinho
    Filipa Santos

    ResponderEliminar
  2. Olá Amigo, belíssimo poema... Adorei Poeta... Beijinhos de carinho e ternura,
    Fernandinha

    ResponderEliminar