terça-feira, 25 de novembro de 2008


Recados e Imagens - Paisagens - Orkut


Sinto calafrios de inspiração
Fecho os olhos vejo fantasia
São os medos da razão
Que fazem ecos da união
Entre a noite e o dia

Sinto poemas na forma pensada
Que me elevam à felicidade
De olhos abertos não vejo nada
Talvez por alma endiabrada
Por carícias de uma saudade

Juntar letras, versos por efeito
São desígnios que nos ultimam
São ápices saídos do peito
Com maior ou menor jeito
São frases que da alma, rimam

Sentir o estridor da emoção
Escrever com fugaz alegria
É sentir no coração
A voz, em força da razão
Fechar os olhos e ver fantasia

3 comentários:

  1. São poemas como este que nos enchem a alma e nos fazem sentir baladas no coração. Parabéns águialivre por tanto talento.
    Beijinho
    Isabelinha

    ResponderEliminar
  2. Mais uma belíssima pérola =))


    Grande poeta!

    Beijinhos**********************

    ResponderEliminar