quarta-feira, 1 de abril de 2009

Sensações

Caminho pelas veredas do alento
Sorrindo quando penso em ti
Sinto os teus cabelos ao vento
Em sentidos parados que vivi

Vivo a esperança do imaginar
Sentidos e jornadas na idade
Olvidar as areias soltas do pensar
Quando a mente chora de saudade

A magia do caminho que trilho
Em sorrisos de querenças serenas
Encontra raízes de empecilho
Nas promessas quentes e amenas

Salutar espírito de infiéis sabores
Afagos de anelado e nobre trejeito
Faz de ti, aromático odor de flores
Fragrância que afago junto ao peito
.

13 comentários:

  1. Lindo e amoroso, como sempre
    Beijinho

    Luiza

    ResponderEliminar
  2. Com tantas sensações boas, os empecilhos vão sendo superados, desejo.

    abraços

    ResponderEliminar
  3. Delícia. Nem sei como é que uma pessoa tão desajeitada é capaz!

    ResponderEliminar
  4. A mente chora de saudade...a minha tb chora muito...
    Lindo uma vez mais...
    Aproveito para lembrar que hoje e o dia mundial da consciencialização do autismo, passe em meu blog please :-)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Oie lindinho, que versos mais delicados... lindos! Cheios de doçuras...
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Para q. as minhas palavras cheguem até ti + doces...deixei no meu blog
    "Ovos de Páscoa".
    Foi muito bom ler-te.
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  7. Temos poeta :)
    Gostei!
    Vou voltar*
    beijos!

    ResponderEliminar
  8. Belo poema, de quem é dono de uma grande sensibilidade.
    Lindo mesmo!
    Parabéns,
    Dalinha Catunda

    ResponderEliminar
  9. Tocante...
    Toca a alma...
    Toca o coraçao...
    Emociona...

    belissimo

    bjs

    ResponderEliminar
  10. O sol rasga os panos do horizonte
    Em pacífico brilho de sua magnitude…
    Cadenciado ondular que em mar bronze,
    Excelsa beleza no marulhar da virtude!

    A rocha na ânsia do dia, bebe sedenta do mar,
    Firmada num profundo e desigual chão azul …
    Cristalizadas águas reflectem o planar,
    Das majestosas e imperais… gaivotas do sul!

    Gostava que comigo
    Desse asas á sua imaginação,
    No… “Portal da rocha… penedo do guincho!”

    Um bom fim-de-semana,
    Com muita inspiração
    E na mente… um sorriso!

    O eterno abraço…

    -MANZAS-

    ResponderEliminar
  11. Poema cheio de ternura! Lindo!


    Bom fim de semana...bjo!

    ResponderEliminar
  12. Sempre bom vir aki.. cada poema uma magia!
    Beijuss!Tarde boa de sabado Âguia!

    ResponderEliminar

Gostou do que leu? Se gostou deixe uma palavrinha. Se não gostou deixe na mesma ... Leve consigo o meu agradecimento pela sua visita, quiçá, também comentário. Obrigado de coração.