domingo, 28 de novembro de 2021

Voltarei à minha terra

( imagem da net )
... 

Um dia, já velhinho, voltarei aquele lugar
Aquela terra onde o destino me viu nascer
Poder sentir o aroma que me faz recordar
Ensejos de amor, que não quero esquecer
.
Caminhar pelo campo, mesmo de bengala
Sei que as minhas pernas me irão permitir
Voltar a ver o lugar que o meu coração fala
Ser único no bem de tudo dar e nada pedir
.
Algum dia irei obedecer a esse chamamento
Qual amor que sufoca este meu pensamento
Que pela magia do campo voltarei a passear
.
Mesmo que caminhe tropeçando nas flores
Elas sabem que são e sempre foram amores
E me darão o gosto, do seu aroma desfrutar
............................................................

Quem, residente fora do seu País, ou mesmo dentro dele, mas em terra/região diferente, nunca sentiu saudades de um dia regressar à terra que o viu nascer e/ou viu crescer?

Para todos um domingo muito feliz, extensivo às vossas famílias

...

"" R y k @ r d o ""

...

82 comentários:

  1. Que todos consigam voltar, ao lugar onde foram felizes.
    Belíssimo soneto.
    Bom fim de semana
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. One of the best decision i ever made was contacting Dr Otonokpo to help me get my lover back, I was life filled with happiness after i contacted Dr Otonokpo because he didn't just bring my lover back to me he also made our love for each other more unique and superb. If you need to spice your relationship with more love and attention contact Dr Otonokpo on his Email Address otonokpotemple@gmail.com, call/whatsapp him via his contact +2348114129781 and be happy just like i am, thanks Dr Otonokpo for your great work

      Eliminar
  2. Esos lugares donde iniciamos nuestra andadura es bueno pasearlos de vez en cuando sin esperar mucho. Un abrazo

    ResponderEliminar
  3. Lindo demais,Ricardo! E a foto fala muito!
    As saudades e vontade de para o seu cantinho natal retornar... Adorei! abraçoa, lindo fds! chica

    ResponderEliminar
  4. Muito bonito!
    Eu como vivo onde nasci, estou bem. Nem tenciono sair daqui.
    Quis a vida proporcionar-me esse miminho.

    Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  5. Ternura en tus letras y verdades tan bien. Un feliz fin de semana.
    Un abrazo!!

    ResponderEliminar
  6. Talvez não tenha de ser uma dia muito distante? Talvez aproveitar enquanto se pode?! Abraço

    ResponderEliminar
  7. Muito belos, seus versos, Ricardo!!! Por certo, é um grande gosto poder andar por terras que foram nosso lar um dia... tem um cheiro, um sabor, uma nostalgia carregada de sentimentos que permeiam nossos corações.
    Nem precisa ser mais velho para sentir isso... quando me casei fui morar numa cidade no estado de Minas Gerais, chamada Poços de Caldas, um amor de cidade, mas cada vez que visitava a minha terra natal, chamada Campinas, meus olhos brilhavam, adorava pisar neste solo, adorava ver os prédios...demorei muito a me habituar até em fazer compras na cidade onde morava, tudo queria sempre comprar e fazer na minha Campinas... sei o quanto amamos onde nascemos e vivemos nossa infância, adolescência... mas hoje vivo numa cidade bem perto de lá, então posso desfrutar da minha terra e da cidade onde moro, que tão bem me acolheu. Divaguei... rsrsrs
    Bom fim de semana, amigo, um abraço
    Valéria

    ResponderEliminar
  8. eu vivo na cidade que nasci. beijos, pedrita

    ResponderEliminar
  9. Eu nunca vou à terra, vou sempre a Lisboa e não pretendo viver lá.

    Além de desterrada, até a maternidade Magalhães Coutinho e a freguesia do Socorro deixaram de existir....

    Gostei do poema.

    Abraço e bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  10. No hay que esperar a que seas mayor para ir a ese lugar que añoras, hazlo ya en este presente que vives pues el futuro nadie lo tiene seguro.Saludos

    ResponderEliminar
  11. Yo no he vuelto.
    Me fui cuando tenía un año y no he vuelto.
    No tengo recuerdos de allí.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  12. Hai trattato un tema importante: l’amore per la propria terra. Chi lascia il suo paese natio porta con se un enorme dolore e l’amore che nutre per la sua terra si rafforza. Versi bellissimi e molto profondi. Buona giornata.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parole molto belle che amavo leggere. Questo è quello che sto dicendo. La terra in cui nasciamo e cresciamo non viene mai fuori dal pensiero quando, per ordine e ragione diversi, dobbiamo andare altrove. Il desiderio di tornare è sempre presente. Buon fine settimana

      Eliminar
  13. O sonho de voltar à terra natal é algo tão belo e idílico! Principalmente se essa terra natal for um lugar bucólico, rural. Infelizmente, minha primeira infância foi passada em uma cidade grande, uma metrópole. Mas, para minha felicidade, passei a outra parte da infância em uma cidade menor, do interior de Minas Gerais. Poder viver em uma cidade pequena durante a infância é um tesouro!
    Abraço,

    O Guardião de Histórias

    ResponderEliminar
  14. Tenho dois amores ,a minha terra e Lisboa
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tenho esses mesmos dois amores. Até porque vivo coladinha a Lisboa. rsrssr
      Abraço

      Eliminar
  15. Morar em outra terra faz com que a pessoa tenha o desejo de regressar. Porém,há casos onde esse desejo não existe. Isto é,a pessoa passa a sentir parte do lugar (atual) onde vive.

    ResponderEliminar
  16. Que lindo é reencontrar o lugar a que se pertence.
    É um poema adorável, Rykardo.
    Beijos da Espanha e feliz final de semana

    ResponderEliminar
  17. Belíssimo poema, Ricardo.
    Felizmente moro no meu País e na cidade onde nasci.
    Adoro o meu Rio de Janeiro.
    Tenha um abençoado fim de semana.
    Um grande abraço
    Verena.

    ResponderEliminar
  18. Como eu nunca deixei a minha terra, não sei o que é experimentar tal sentimento... mas imagino que seja algo que se deseja muito. Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  19. Imagino como deve ser o sentimento de alguém longe do seu país, porque mesmo nas minhas pequenas viagens em meu Estado mesmo, ou seja , em meu território, quando retorno e avisto a minha cidade despontando ao longe , é grande minha emoção.
    Excelente poema, caro Ricardo.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Espero que concretize esse seu desejo!
    Bom fim de semana!

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  21. Um poema carregado de sentimento e saudade, da boa. Também gostava de voltar à minha terra Natal, está aqui a 8 Quilómetros de mim, Só que aqui tenho as minhas raízes .. Gostei do teu poema!!
    -
    Existe uma beleza inexplicável, no ar
    -
    Beijo e um excelente fim de semana!

    ResponderEliminar
  22. Realmente, um poema carregado de saudade e muito intenso
    Gostei

    ResponderEliminar
  23. Está muito bonita, revela a saudade de quem está longe.
    Bom fim de semana
    Coisas de Feltro

    ResponderEliminar
  24. Querido poeta R y k @ r d o nossa que lindo poema me identifiquei ,ameiii ler !
    Que as energias do Amor, do Bem
    e da Paz cheguem até você!
    Meu carinho e gratidão sempre !
    Bjinhos e um feliz fim de semana 💖🙏 🌷

    ResponderEliminar
  25. Siempre se ama el lugar de nacimiento y siempre se desea volver.

    Besos

    ResponderEliminar
  26. Um poema bastante intenso, cheio de saudade..

    ResponderEliminar
  27. „SE PUDESSE NÃO TINHA FOLGAS PARA ESTAR SEMPRE A TREINAR“
    Isto é, o que Jesus quer.
    Tu queres voltar às tuas raízes.
    Eu quero que não haja aqui 🇩🇪 um quarto „lockdown“

    ResponderEliminar
  28. Boa noite, Ryk@rdo
    Sei bem como são essas saudades! Saí da minha terra com 10 anos de idade, já lá vão 44 anos e nunca mais voltei. Tenho umas saudades imensas, avassaladoras. Saudades de tudo. Do cheiro, do som, das cores,do espaço. Um dia talvez volte. Ou não... Passou tanto tempo! Dá um medo de ser estrangeira na minha terra! Dá um medo de não reconhecer os meus lugares... Enfim...
    Abraço

    ResponderEliminar
  29. Muito bonito!!

    Bom fim de semana.
    http://www.opecadomoraemcasa.pt/

    ResponderEliminar
  30. Adorei a imagem e o poema, tenho saudades de visitar a querida terrinha onde nasci e cresci,os quase 5ookm que me separam tornou-se uma distância infinita, desde o falecimento do meu marido ainda não tive coragem de lá voltar,que ele tanto gostava.
    Enfim....
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  31. Bom dia de muita paz, Ricardo!
    Voltar às origens é salutar. Ainda mais quando os lugares continuam pacatos, sem perigos visíveis de segurança pública.
    Muito bonito e emotivo poema.
    Tenha um final de semana abençoado!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderEliminar
  32. Como o entendo!
    Hoje vim à aldeia, onde nasci e onde vivi 11 anos cuidando dos meus pais e é um misto de emoções!
    Bom fim_de_semana 👏💞

    ResponderEliminar
  33. Muito lindo seu poema , Rycardo . Um momento de nostalgia que todos temos . Que o sonho se realize . Abraços .

    ResponderEliminar
  34. Volvemos siempre a la.primera querencia , es volver a.la.raíz de donde.somos y agradecemos el haber nacido y ser parte de tada esa aldea primaria y que nos da las bases a la vida en.adelante.

    Y esperar el.termino de lo terrenal en paz.

    Tengas un lindo finde🌸🙏🌺🍃🍃

    ResponderEliminar
  35. Bello poema siempre se extraña lo que dejamos y mas si nos vamops de nuestro pais. Te mando un beso

    ResponderEliminar
  36. Nostálgico y hermoso poema. Volver a esa tierra que nos vio nacer es para el alma necesario aveces. Saludos amigo.

    ResponderEliminar
  37. A nossa Terra, o lugar que nos enraizou, é sempre onde torna o sentimento, o pensamento, a vontade de estar...
    Poema repleto de nostalgia e beleza.
    Parabéns.


    Abraço
    SOL da Esteva

    ResponderEliminar
  38. Um poema muito comovente porque felizes os que podem voltar ao berço de quem os viu nascer. Já eu...acho que nunca mais voltarei a ver a minha terra vermelha.
    Beijos e um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  39. Volver a los orígenes, creo que es un deseo casi universal cuando va llegando esa edad.
    Un poema que me gustó leer.
    Saludos cordiales.

    ResponderEliminar
  40. Todos desejamos voltar... um dia... será que está diferente ou não?
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  41. Olá, amigo Ricardo.
    Um belíssimo poema aqui nos presenteia!
    Onde o desejo de um dia...voltar às origens está bem presente nestas belas palavras.

    Gostei muito!
    Votos de um excelente fim de semana!
    Abraço amigo.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  42. Que lindo poema, Ricardo!
    Eu tenho muita saudades da minha terra natal, foram os melhores anos de minha vida ao lado da família. As melhores lembranças dos verdes campos de minha terra natal. Depois de muitos anos voltei lá, é uma emoção sem tamanho, reviver tudo o que passamos no começo de nossas vidas.
    Fico emocionada ao lembrar.

    Beijos e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  43. Lindo lindo. Este tipo de saudade é um sentimento que descoheço. Sempre vivi em minha terra natal.

    ResponderEliminar
  44. ¡Qué emocionante debe ser volver a la patria después de muchísimos años! (cuando se ha vivido décadas en el extranjero), ¡Pero también qué triste! si formaste tus raíces en suelo ajeno, dejando allí a tus amados hijos y nietos...pienso que cuando alguien ha echado raíces y formado un hogar en tierras lejanas, es mejor ya no volver al pasado, es mejor ya no volver a la patria, porque ya nada será igual, y todo estará cambiado. Ya nadie te reconocerá, tus amigos de infancia y juventud se habrán marchado. Es mejor quedarse donde viste crecer a tus hijos y nietos, porque ellos en realidad son nuestra verdadera patria. Un abrazo grande.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Es una verdad indiscutible. Pero está la voz del corazón. Y esa voz difícilmente puede callarse.El anhelo de ese pequeño lugar vive y siempre vivirá en nuestros corazones. Pero sí, es difícil abandonar a hijos, nietos, amigos, que principalmente hijos y nietos. nacieron en otro país y se arraigaron allí. Situación difícil sin lugar a dudas. Recibe un abrazo.

      Eliminar
  45. Bellísimo poema. Y muy emocionante.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  46. Parabéns, Ricardo. Gostei muito.
    Havia escrito um comentário mais alongado, mas perdi-o nesta confusão do modo de publicar.
    Muita Saúde e muito obrigado pela sua amabilidade.
    F. Carita Mata

    ResponderEliminar
  47. Boa noite Ricardo,
    Belíssimo poema que poetisa de forma magnífica os sentimentos de quem vive noutros horizontes, longe da terra onde nasceu e quer regressar.
    Tenho a graça de poder ir às minhas origens várias vezes, para visitar a minha mãe. Mas já estou muito habituada à região onde moro, desde muito criança, que é a bela Sintra. Os meus pais também cá moraram muitos anos. O sonho do meu falecido pai foi voltar e graças a Deus viu o seu sonho concretizado.
    Beijinhos e um ótimo fim de semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ailime

      Residi cerca de dois anos no Sabugo. Visitei muitas vezes Sintra. O Castelo, o Centro, lojas e inclusive conheço por dentro algumas quintinhas, que são grandes quintas, em Sintra. UM dia que visitei estava um nevoeira e uma humidade que não se via nada à distância de dois metros. Sintra é lindíssima. Tem bom gosto em aí residir

      Beijinhos e feliz fim de semana

      Eliminar
  48. A veces lo pienso..sin embargo ya llevo viviendo más de la mitad de mi vida en España, y a pesar de sentir nostalgia a veces de mi país, creo que quiero quedarme aquí cuando ya no esté-
    Precioso y nostálgico poema!
    Un beso.

    ResponderEliminar
  49. Amor à terra natal
    É o reconhecimento
    À origem do nascimento
    Que lhe deu amparo. Ao tal
    Carinho, o amor filial
    É muito justo, por grato
    Ao imponderável fato
    De nascer naquela terra.
    E esse amor se encerra
    No peito de quem ali é nato.

    Parabéns pela postagem. Abraço fraterno. Laerte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. SILO LÍRICO

      Simplesmente deslumbrante
      Obrigado pela gentileza
      Aquele abraço... poético

      Eliminar
  50. Muito lindo!
    Eu embora goste do lugar onde moro, a minha terra natal é o meu lugar de eleição. Terra onde nasci, passei a minha infância e parte da juventude. Espero um dia, tal como muitos naturais já o fizeram, voltar.
    Bom fds.

    ResponderEliminar
  51. Um poema comovente, Ricardo. Moro em outro país há 12 anos e é verdade que em algum momento queremos voltar ao lugar onde nascemos e onde vivemos a maior parte de nossas vidas. É muito emocionante lembrar de todos esses momentos.

    Um ótimo final de semana.
    Abraço

    ResponderEliminar
  52. Un hermoso poema que relata la nostalgia que tenemos cuando estamos lejos no solo del lugar donde nacimos también a los amigos de la infancia.
    Mi nostalgia no es tan fuerte al estar muy cerca.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  53. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema.

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  54. O meu desejo é sempre voltar ao meu lugar. Ainda não consegui.
    Ps.Não é só o meu marido, as minhas adolescentes também têm mais sossego, agora! heheh.

    ResponderEliminar
  55. Un accentuato desiderio della terra natia, che si desidera rivedere nell'età tarda per riprovare antiche emozioni del passato..
    Poesia apprezzata,un saluto,silvia

    ResponderEliminar
  56. Lindo poema, prezado Rykardo!
    Expressou de forma especial o desejo de voltar a ver os lugares queridos da infância.
    Bom domingo e nova semana!

    ResponderEliminar
  57. Olá Rykardo!

    Retorno final do ano, para lá poder descansar em minhas férias.
    desejo-lhe uma semana ilunada.
    Abraços Loiva

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga Loiva

      De coração, desejo-lhe uma férias felizes junto de quem o seu coração ama
      Bom e feliz Natal. Feliz passagem de ano

      Tenha um domingo feliz

      Eliminar
  58. Poema maravilhoso sobre as nossas raízes. Um bom início de semana meu querido amigo Ricardo.

    ResponderEliminar
  59. Sempre morei na cidade em que nasci, mas volta e meia visito os bairros, as ruas em que morei!
    Um poema muito belo e verdadeiro, a vontade de muitos, é voltar às raízes, a sua cidade.
    Uma feliz semana, Ricardo.
    bjus

    ResponderEliminar
  60. VIAJEI NESSE POEMA!
    PARABÉNS, RICARDO.
    ÓTIMA SEMANA, QUERIDO.

    ResponderEliminar
  61. These are some beautiful lines. Lovely Post dear! xoxo
    Allurerage 
    Thetrendybride 

    ResponderEliminar
  62. Saudades?
    Honestamente, não.
    Vontade de ir a Portugal, com passagem por Londres?
    Muita.
    Abraço, boa semana

    ResponderEliminar
  63. A terra da nossa infância e as gentes serão especiais para sempre.

    É curioso regressar à casa onde nascemos.
    E se na nossa memória, era ENORME...
    A verdade é que passados alguns anos, já crescidos, a mesma casa agora aos nossos olhos, fica e é minúscula.
    E embora as memórias continuem felizes, é um pouco o desmoronar do "nosso" castelo. É como se a casa tivesse diminuido com o passar do tempo. :-)

    Bem, foi o que senti na minha visita. Além de saudades e boas recordações.

    ResponderEliminar
  64. Eu quero e desejo voltar, não só a pisar a terra, como também a ouvir as ondas do mar a abraçar a areia!
    Gostei muito!

    Abraço
    Liliana
    Ideias Recicladas e... não só!

    ResponderEliminar
  65. One of the best decision i ever made was contacting Dr Otonokpo to help me get my lover back, I was life filled with happiness after i contacted Dr Otonokpo because he didn't just bring my lover back to me he also made our love for each other more unique and superb. If you need to spice your relationship with more love and attention contact Dr Otonokpo on his Email Address otonokpotemple@gmail.com, call/whatsapp him via his contact +2348114129781 and be happy just like i am, thanks Dr Otonokpo for your great work

    ResponderEliminar

Gostou do que leu? Se gostou, deixe um comentário. Se não gostou deixe na mesma ... Leve consigo o meu agradecimento pela sua visita. Obrigado de coração.