quarta-feira, 18 de março de 2009

Tu és uma ... FLOR

Amor, abre a tua mão
Segura as flores que te dou
Não deixes que “fuja” o chão
A quem sempre te amou

Não feches a alma e o coração
Há existência e seus louvores
Bem-querer, segura na tua mão
O meu amor, em ramo de flores

O teu carinho, minha devoção
Tua alma, deusa querida
Faz morada do teu coração
Deixando que nela, eu resida

Nestes versos mal terminados
E na mensagem de uma flor
Nas tuas mãos, dedos delicados
Segura o meu coração, meu amor
.

8 comentários:

  1. Segurar, eu seguro, mas depois tenho que pôr numa jarra com água, senão murcha.

    ResponderEliminar
  2. Flores simbolizando o amor que existe,a entrega um dos atos mais lindos!

    ResponderEliminar
  3. Simples mas bonitas quadras, que acompanham um ramo de flores!
    Romântico e bonito.
    Gostei mesmo!

    Beijinhos
    Mariazita
    (Lírios)

    No dia da poesia brasileira publiquei um poema de uma poeta portuguesa. Preciso que vás homenageá-la...

    ResponderEliminar
  4. Que lindo, feliz de quem seviu de innspiração.
    Adorei.
    Ah obrigada pelo comentário no meu blog, seja sempre bem vindo.
    Grande beijo nesse coração apaixonado

    ResponderEliminar
  5. Ponho, mas se não te dissesse sabias que ia pôr?
    Não ficaste zangado então não?
    O teu poema é sério demais e bonito demais. E como já deves andar farto de elogios, disse uma gracinha para respirares. Quem é amiga?
    :)))

    ResponderEliminar
  6. E como já deves andar farto de elogios, disse uma gracinha para respirares. Quem é amiga?


    É a L

    :))
    .

    ResponderEliminar