quarta-feira, 4 de março de 2009

Devaneios de pensamento


Teu cabelo ondulando ao vento
Teu olhar fausto de amor austero
São arrepios de indizível lamento
Desejos do beijo que de ti, espero

Teu aroma que desvaira o meu ser
Teus passos que cativam meu sentir
São "ordens" que me apraz obedecer
Por do teu coração não querer sair

Tua presença achaca o meu plangor
Por ver teu sorriso mau e indiferente
Pareces troçar do meu grande amor
Nem reparas neste coração plangente

Quando te arredas de minha senda
E finges inimizar o meu encanto
Ficas gravada na mente, como lenda
Deste homem que te ama tanto
.

11 comentários:

  1. Linda poesia
    Verdadeira declaração de amor
    Parabéns
    Vim conhecer o seu espaço e adorei
    Boa tarde pra vc
    Bjos

    ResponderEliminar
  2. Linda declaração de amor.
    Parabéns.
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Fico feliz por gostarem deste cantinho

    Voltem sempre

    Bjs. AL.
    .

    ResponderEliminar
  4. QUERIDO AMIGO, LINDA DECLARAÇÃO DE AMOR... SIMPLESMENTE SUBLIME... UM ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
    FERNANDINHA

    ResponderEliminar
  5. Se fosse o vento a ondular no cabelo, era eu. Mas como é o cabelo a ondular ao vento, já não sou. Todavia, gostei na mesma.
    :)

    ResponderEliminar
  6. O Amor, ás vezes também é humildemente sofredor.... não deveria, mas é-o, necessáriamente!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  7. O amor, é um manancial de sensações: Alegria, Paz, dor, sofrimento, ansiedade.

    Porventura se não se souber coabitar com essas situaçõs em conjunto não existe o verdadeiro amor.

    O amor será sempre o maior e mais verdadeiro enigna e se calhar jamais será dimistificado.

    Gostei da vossa sempre bonita visita

    Bjs. AL
    .

    ResponderEliminar
  8. Também no amor, onde há alegria há tristezas. Já dizia Nietzsche: "Se disser sim a uma alegria, estará dizendo sim a todas as tristezas. Porque tudo está docemente encadeado..."

    Agradeço tua visita ao "Dor Extrema Prazer Extremo", fiquei feliz!

    Doces besos *;-)

    ResponderEliminar
  9. Como é bom falar de amor...a melhor inspiração que alguem pode ter.
    Um belo poema
    abraço

    ResponderEliminar
  10. Sublimes versos escapam das almas dos poetas
    Viajando até ao fundo dos céus como balões …
    Suspensos ficam no tecto brilhando poesias inquietas
    Reflectindo olhos orvalhados em prados de emoções

    Dedicado a todos
    Os poetas e poetisas
    Deste mundo,
    Os que já adormeceram,
    E aos outros
    Que ainda nem sono têm...

    Bem hajam!

    Um resto de uma boa semana...

    O eterno abraço…

    -MANZAS-

    ResponderEliminar