sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Quadras que escrevo - IV

Na sua camilha a velhota rezava
E com a sua colcha se cobria
E dos seus olhos uma lágrima saltava
Enquanto para todos paz e amor pedia

Enquanto o seu coração descerrava
E viajava pelos campos em pensamento
O homem sorrindo lembrava
Os anos perdidos queimados no tempo

Devagar se percorrem caminhos eivados
De ervas daninhas esvoaçando
Procurando a egressão com mil cuidados
Esquecendo o passado e os males secando

Tendo como égide a palavra amor
Caminhava pela vida em passos seguros
Sentindo na pele os raios de calor
Tentava escorias sentimentos obscuros

Em montes de croças feitas cidade
Onde vivia gente sem raça nem cor
Eram pessoas de pura ingenuidade
Com seus corações inundados de amor

13 comentários:

  1. Não posso gabar-te que fazes pior.
    :)))

    ResponderEliminar
  2. A tua presença, é um estimulo para mim.

    Pareces ser ... única

    (*.*)
    .

    ResponderEliminar
  3. Em montes de croças feitas cidade
    Onde vivia gente sem raça nem cor
    parece existir aqui um caso de am..
    entre o aguia-livre e a Lenor

    ahahahaah!
    fica bem
    ..

    ResponderEliminar
  4. @margarida

    Não sejas mázinha!!!!

    A Lenor é uma visita diária que muito aprecio.

    Fica bem.
    .

    ResponderEliminar
  5. e que quadras fabulosas escreves, isso é um dom.

    ResponderEliminar
  6. @margarida

    Mas gostas ou não das quadras?

    Beijinho
    .

    ResponderEliminar
  7. Gostei das quadras.É bom ler-te.
    Sabes...só rimo,por exemplo,ovinho c/ soninho,etc.Ao ler vários blogues de poesia...pasmo mesmo. :)
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  8. Olá Isa

    Rimar é fácil

    Beijo com desejo

    Caricia com malicia

    e por aí fora

    Gostei de a ver por aqui

    Bom Ano de 2009
    .

    ResponderEliminar
  9. Bem, hoje não fui uma visita diária: fui uma visita horária.
    :)))

    ResponderEliminar
  10. Querido Águia Livre, belíssimo poema... Fiquei agradavélmente supreendida, andas sempre a brincar, hoje sem dúvida foi a sério... Parabéns Amigo!... Um abraço de carinho,
    Fernandinha

    ResponderEliminar
  11. Claro que gosto, tu sabes que gosto do que escreves
    beijoca
    ..

    ResponderEliminar