quarta-feira, 10 de dezembro de 2008


Vagueio pela escuridão
Talhada por luzes vigilantes
Vejo estrelas fugidias
Aparecem nas noites,
Escondem-se nos dias
Tão belas, tão distantes
Longe do alcance da minha mão
Tão perto da minha ilusão
Estás tu… estrela cintilante

10 comentários:

  1. O céu já desanuviou por aí. Já viste as estrelas estarem e desaparecerem. Hão-de voltar.
    :)

    ResponderEliminar
  2. Nossa q lindo!!! passei pra conhecer seu blog!!! parabéns, é vc mesmo quem escreve as poesias???

    ResponderEliminar
  3. Vim agradecer sua visita no meu espaço e pedir para vc tb pegar o selinho que deixou ontem no meu blog,vc tb merece.

    Bom dia.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  4. qual (quem) será a estrela do arrumador de veicles lol se existem tantas por aqui.....
    ..

    ResponderEliminar
  5. a bela a estrela que cintila para nós
    beijos

    ResponderEliminar
  6. @Verónica

    Todas as poesias aqui expostas são originais

    Podem ser pobres mas são feitas por mim.

    Beijinho
    .

    ResponderEliminar
  7. @Pelos caminhos da vida

    Obrigado pela visita.

    Volte sempre

    Beijinho
    .

    ResponderEliminar
  8. @margaridabenfiquista

    A "minha" Flor do Olimpo

    Beijinho
    .

    ResponderEliminar
  9. @Carla

    Obrigado pela visita

    Volte sempre

    Beijinho

    ResponderEliminar