quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Aos montes subir

Quero aos montes subir
A aragem sentir
Conduzir-me no alento
Sorrir em pensamento
Voar nas asas do encanto
Acreditar na verdade
De um amor que quero tanto
Sentir-me sob esse manto
Indiferente a momentos de pranto
Sentir que existe a saudade
A ventura, realidade
O desalento
Que me faz sorrir
Me diz sem fingir
Que vagueando ao sabor do vento
Quero aos montes subir

6 comentários:

  1. Olá querido Amigo, lindo o escreves, maravilhoso poema... Adorei!... Beijinhos de carinho e ternura,
    Fernandinha

    ResponderEliminar
  2. @Fernandinha

    É sim bonita a presença da querida amiga aqui neste cantinho.

    O resto são pequenos escritos.

    Beijinhos
    .

    ResponderEliminar
  3. olha que para arrumador de veicles não escreves nada mal não senhor!! :-))obrigada pela visita ao meu espaço!

    ResponderEliminar
  4. @Helena de Tróia

    Achas mesmo?

    Obrigado pelo Visita
    .

    ResponderEliminar
  5. Sobe, que nesse estado de ventura, vai parecer-te leve a escalada e ainda te sentirás mais feliz.

    ResponderEliminar
  6. L

    E será que encontro algo ao chegar ao cimo?
    .

    ResponderEliminar