terça-feira, 14 de julho de 2020

A criança - a guerra - a fome


...
A vida é um mistério, no destino escondida
Uma praia sem areal, um oceano sem água
É felicidade, alegria, tristeza, amor, paixão
.
É um muro pintado, em grafite, na desonra
É um caminho de pedras, dura infelicidade
São lágrimas caindo. nuns olhos de solidão
.
É a fúria da guerra, a dor da aflição massiva
Torpe imagem, de uma bárbara desigualdade 
A ignorância, o desamparo, mágoa, maldade
.
É a falta de dignidade num feroz mundo cão
Onde homens, são incapazes, de sentir amor
Violam-se crianças, assassina-se por desamor
.
Crueldade insalubre, em falta de sentimento
Em que alguém se julga ser dono de alguém
São os mentores da morte, na honra perdida
.
Não se respeita a fragilidade de uma criança
Que chora de fome, que sorri, sem esperança
De ser feliz, no lado certo do enigma da vida

...
" R y k @ r d o " "
.....

64 comentários:

  1. Estão aí umas verdades nesse poema.
    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  2. Las fronteras son lineas que no se ven pero esa línea marca paz, guerra, hambre o bienestar, lástima que los humanos podamos llegar a ser tan crueles entre nosotros mismos.

    Abrazote utópico.-

    ResponderEliminar
  3. Todo o mal infligido a uma criança é algo que me incomoda muito e malditos sejam os que o fazem.

    Gostei do poema que bateu bem fundo.

    Beijos e um bom dia

    ResponderEliminar
  4. Aunque nos narras una dura pero real verdad en tu poema, este me gusto.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  5. Poema reivindicativo por la lucha de los derechos de los más débiles. Siempre hay que alzar la voz por las injusticias. Un buen lunes
    Abrazos.

    ResponderEliminar
  6. Tão triste e tão dolorosamente real.
    Abraço, saúde e boa semana

    ResponderEliminar
  7. ¡Qué tristeza da que ocurran estas cosas! Se me parte el alma.
    Un abrazo

    ResponderEliminar
  8. Tristeza! temas que se misturam e nos fazem emocionar...Linda poesia! abraços, chica

    ResponderEliminar
  9. O seu magnífico poema é um grito de alerta contra tanta desumanidade. Muito reflexivo, meu Amigo.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  10. Um belo e inspirado poema. As crianças são as grandes vítimas do desatino do Homem.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde, Rike!
    O meu aplauso para mais uma DIGNISSIMO Poema, onde o tema são as Crianças! Lindo...Intenso e comovente! AMEI 🍀🍀
    ~~

    Beijo e uma excelente Semana.

    ResponderEliminar
  12. Uma realidade que causa muita infelicidade.

    ResponderEliminar
  13. O mundo está cheio de injustiças!!
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  14. There is so much sadness in the truth.

    ResponderEliminar
  15. Verdade é, Ryk@rdo, que às vezes assim nos parece. Cantaste, de forma magistral, um dos lados mais tristes e escuros da vida. Mas vamos em frente, com a certeza de que podemos mudar o mundo! Meu abraço, amigo; boa semana.

    ResponderEliminar
  16. Infelizmente tão verdade...

    Beijos e abraços.
    Sandra C.
    bluestrass.blogspot.com

    ResponderEliminar
  17. life is mystery...many sad than happy, many bitter than sweeter....

    ResponderEliminar
  18. fico sempre pensando nos refugiados sírios, impedidos de entrar na europa, vivendo anos de modo precário em acampamentos. o ser humano é podre. beijos, pedrita

    ResponderEliminar
  19. La vida la escribimos mal, pero llevamos mas de dos mil años haciéndolo así y no mejoramos. Un abrazo

    ResponderEliminar
  20. Uma triste realidade!
    Muito tocante e seu poema!
    Parabéns!
    Que Deus o abençoe infinitamente!

    ResponderEliminar
  21. estamos no século XXI e ainda nos comportamos como selvagens primitivos e, como sempre, são os inocentes que têm que pagar com suas vidas
    abraço

    ResponderEliminar
  22. felizmente ainda é também esperança, sonho, humanidade, a possibilidade de renascer a cada novo dia. Distraídos com toda a maldade, toda a raiva passam-nos por vezes despercebidos, como nos passa despercebido o sofrimento dos outros - ou fingimos que não vemos por ser mais conveniente. A vida é um caminho de escolhas, e nem sempre fazemos as certas.

    ResponderEliminar
  23. Uma pandemia incompreensível e sem fim à vista
    Boa semana

    ResponderEliminar
  24. Para dar solução à parte feia e má da humanidade tínhamos que viajar no tempo até ao momento anterior a Adão e Eva serem expulsos do Paraíso, e ficar para sempre lá.
    Ou então ir evoluindo na demanda do Bem, no presente e rumo ao futuro.
    Obrigada pelos aplausos!
    :)

    ResponderEliminar
  25. Tremendo poema, una realidad terrible que se vive día a día.
    Hermoso y triste a la vez!
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  26. Fiquei sem palavras perante a grandiosidade deste poema e emoções poderosas!

    Senti um arrepio e isso comprova o poder da tua poesia!

    Parabéns ...genial poema!

    Beijinhossss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luisa Martins

      Que felicidade enorme "ver-te" aqui a comentar. Até me emocionei.
      Tão simpática, como exagerada. És uma amiga divina que moras em meu coração
      Beijinhosssssssssss

      Eliminar
  27. Palavras que mexem muito com os sentimentos!!
    Boa semana.
    http://www.opecadomoraemcasa.pt/

    ResponderEliminar
  28. Infelizmente as crianças são tratadas como ovelhas fora dos países do Ocidente se não fizerem parte de uma família rica... Basta ir a Marrocos e constatar então se for rapariga, vale menos que uma ovelha....

    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  29. Muito triste e dolorosamente real...a realidade nos assusta.
    😢😢😢😢😢😢😢😢

    ResponderEliminar
  30. So many emotions in this sad but beautifully written poem.
    Children should never have to suffer. There are no exceptions.
    Keep writing your thoughts 🌷☕

    ResponderEliminar
  31. Versos com grande reflexão... A guerra é algo terrível e destruidor... Por que não a paz?!
    Boa semana... Meu abraço...

    ResponderEliminar
  32. Excelente, acho que é pouco como comentário. Mas de facto, não encontro outra forma de transmitir o que sinto quando leio esta realidade transposta desta forma poética.

    Cps :)

    ResponderEliminar
  33. Leia a crónica de Tolentino Mendonça que hoje publico.
    Com a pandemia regressou a fome.
    Mesmo a um Continente tão abastado como a Europa.

    ResponderEliminar
  34. Maravilhosos versos, apesar da trágica realidade que apresentam.
    Uma semana feliz e em paz!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  35. Muchos hechos o verdades contenidos en la oración de este poema.
    Eres observador, escríbelo.

    ResponderEliminar
  36. Excelente poema a transbordar de verdades duras e dolorosas.

    Saudações cordiais

    ResponderEliminar
  37. É a despoesia, desumano versar de inumana gente, sanha inversa ao amor, desamor que grassa para a desgraça geral. Até quando?

    Um abraço. Tudo de bom.
    A ARTE DA VIDA. APON HP 💗 Textos para sentir e pensar.

    ResponderEliminar
  38. É verdade, a vida é um mistério e injusto.
    Uns com tantos e outros com tão pouco. Ricos infelizes e pobres felizes.

    Abraço

    ResponderEliminar
  39. RIK

    um poema que me comoveu até âs lágrimas, por ser verdade e tão doloroso.

    :(

    ResponderEliminar
  40. Uma triste, muito triste, realidade...
    Boa semana!

    Blogue recanto c/tempero

    ResponderEliminar
  41. Disse bem na poesia: um enigma com um pouco de cada e que constrói o nosso VIVER!!!... 😘

    ResponderEliminar
  42. É triste ver a forma como as crianças deste mundo são tratadas,é uma triste realidade,teu poema é bastante verdadeiro!! Continuação de excelente semana,muitos beijinhos!!

    ResponderEliminar
  43. Cruas realidades. Duras penas. Futuro nada risonho!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  44. Bem Ricardo, depois do que li e senti, só consigo... deixar um abraço.
    Tenhamos esperança em um mundo melhor.
    Parabéns poeta.

    ResponderEliminar
  45. Todos los avances que hemos conseguido respecto a la técnica y no hemos logrado acabar con tan injustas desigualdades.

    No es justos que haya personas muriendo de hambre y otros en cambio depilfarren su capital en bienes supérfluos.

    Besos

    ResponderEliminar
  46. Olá Ricardo!
    Hoje confesso que uma lagriminha caiu do canto do olho!
    Fascinante!
    Parabéns poeta de luz!
    Abraço!🌼🌻🌼
    Megy Maia🌈

    ResponderEliminar
  47. Muy bueno, me encantó.
    Como siempre.
    Besos al álmá

    ResponderEliminar
  48. Oi Ricardo,
    Desculpa minhas lágrimas, pois elas quase retratou a minha vida, Nunca quebrei os ossos porque mamei na mamãe, do contrário....
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  49. Una verdad muy triste mi amigo,
    me llego al alma.

    Besitos dulces
    Siby

    ResponderEliminar
  50. Dizemos que a vida é bela, mas, para muitos ela é um tormento, desde o diza do nascimento até àquele dia em que essa mesma vida decide que o caminho chegou ao fim. E as crianças? Que dizer daquelas que, mal nascem, logo são jogadas no lixo? Aquelas que, mesmo não vivendo em tempos de guerra, enfrentam batalhas de grande violência dentro de casa? E o que dizer de tantas outras que, tendo o amor dos pais, não têm um leitinho que os aconchegue na hora de dormir? E ainda temos as outras que moram em belas mansões, têm todos os brinquedos que desejam, comida em abundância, mas o olhinho sem brilho reflecte a falta de um beijinho antes de adormecer? Tanto sofrem as crianças, memo sem guerras, Amigo! QuNdo olho os meus netos, acredita, penso muito nessas crianças que nunca tiveram " o direito de serem meninos " . Lindo, mas triste, este teu poema. Um beijinho e...Cuida-te!
    Emilia

    ResponderEliminar
  51. É verdade Ricardo!Infelizmente esta é a realidade,nem precisa de guerra pra ver isso...a guerra só piora a situação já ruim...Temos que dar graças a Deus por termos uma vida boa e ajudar sempre a quem precisa!Um abraço!

    ResponderEliminar
  52. ¡Hola, Rycardo!
    La vida es dura, nadie dijo sería color de rosa. Sin embargo en medio de todo lo que viene aconteciendo, es importante recargar baterías y seguir adelante con nuestras vidas.
    Bonito post.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  53. Triste realidad amigo, saludos a la distancia.

    ResponderEliminar
  54. A guerra tem acompanhado a humanidade ao longo dos tempos com o rasto indelével de destruição e morte. Poema muito oportuno que a todos deve alertar.
    Abraço poético.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  55. Um belo poema e uma boa chamada de atenção - cada vez mais necessária.
    Obrigada e um excelente dia
    M.

    ResponderEliminar
  56. Ahora que la hambruna nos toca más de cerca, espero que la gente se conciencie y haga algo contra esta desigualdad.
    Besos.

    ResponderEliminar
  57. Boa noite de muita paz, Ricardo!
    Que todas crianças tenham o mínimo para sobreviverem dignamente!
    Tenha dias abençoados!
    Abraços fraternais

    ResponderEliminar

Gostou do que leu? Se gostou deixe uma palavrinha. Se não gostou deixe na mesma ... Leve consigo o meu agradecimento pela sua visita, quiçá, também comentário. Obrigado de coração.