segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

Amor Vazio


( imagem da net )

Como não te amar, se tanto te odeio
Como dizer que não te amo se te desejo
Como dizer-te coisas feias de permeio
Quando tudo o que quero é o teu beijo
.
Como dizer-te que chegou o fim
Quando o teu sorriso me encanta
Como não te querer junto a mim
Quando minha loucura é tanta
.
Como te dizer que este ódio não existe
Quando o meu coração se sente perdido
Como é que o desejo é dor que persiste
Num amor que nunca deveria ter nascido
.
Colo os meus olhos ao teu límpido olhar
Nas palavras que nunca te soube dizer
Gerando em meu coração este mau estar
Que tanto, por amor, se deixa sofrer
.
Sinto dor, num cansaço sem explicação
De tão vácuo de palavras e forte receio
Tantas vezes me é dito pelo coração
Como não te amar, se tanto te odeio

27 comentários:

  1. Maravilhosa inspiração!... Diz-se que do amor ao ódio, por vezes é só um passo... e às vezes, assim se transforma o amor não correspondido!...
    Adorei ler! Um poema, muitíssimo bem construído!...
    Um grande abraço! E os meus votos de um muito feliz 2020, com muita saúde, alegrias, projectos, sucessos... e belíssimas inspirações, por aqui!
    Ana

    ResponderEliminar
  2. Sentimentos controversos..Linda inspiração! abraços, ótima semana! chica

    ResponderEliminar
  3. Um poema instigante, maravilhoso! Parabéns!:)
    -
    Vagueando nas asas do vento
    Beijo e uma excelente semana!

    ResponderEliminar
  4. A vida é feita desses sentimentos, e a fronteira é tão ténue que muitas das vezes nem sabemos de que lado está...

    Belo poema de um amor sofrido.

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. é lindo da que pensar parabens desejo um feliz 2020 bjs

    ResponderEliminar
  6. Boa noite, Ricardo!
    O desamor dá cansaço...
    Tenha dias felizes!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderEliminar
  7. Gostei destas encantadoras palavras
    Abraço
    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Uma ultima selfie

    ResponderEliminar
  8. Sentimentos contraditórios, conflituosos.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  9. Contradicción en el amor, del odio al amor tan solo hay un paso...... Un precioso poema. Un placer leerte. Saludos.

    ResponderEliminar
  10. Há um misto de emoções quando o AMAR tem (in)certezas!!! Bj e o meu aplauso

    ResponderEliminar
  11. Que lindo poema, gostei muito de ler! :) Boa semana.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  12. dois sentimentos muito próximos.... Amor e ódio
    Tem um excelente 2020
    Beijo

    ResponderEliminar
  13. Um misto de contraditórias emoções num poema belíssimo, Ricardo
    Um abraço

    ResponderEliminar
  14. Voltamos com gratidão por todos vós, desejando um óptimo 2020. Para poder chegar a todos, hoje, numa breve visita. Bem hajam por não nos terem abandonado.

    Hoje : A fé de voltar...

    Bjos
    Votos de uma óptima Terça - Feira.

    ResponderEliminar
  15. Ricardo, gostei do seu poema sobre emoções intensas expressas em antíteses muito interessantes... Lembrei Pablo Neruda...
    Ótimo convívio poético para 2020...
    Tudo de bom.
    ~~~

    ResponderEliminar
  16. Como não ler, se é tão bonito.
    Abraço

    ResponderEliminar
  17. Há quem diga que amor é sempre amor e que é melhor amar alguém do que não sentir nada!
    Mas um amor não correspondido dói!
    Abraço

    ResponderEliminar
  18. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema.

    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  19. As contradições do amor, num fantástico poema.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  20. Un bello poema este que de nuevo nos dejas.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  21. Sublime!!!!
    Como sempre arrasas e não preciso de dizer mais nada!!!~

    Beijinho grande!

    ResponderEliminar
  22. O amor inspirando com maestria o versar, a poética do sentir.

    Um abração.

    ResponderEliminar
  23. Os encontros e desencontros do amor.
    Mostrar que não se ama quando se ama de verdade.
    Complexo o ser humano.

    Belo poema, amigo Ricardo.

    Abraço

    Olinda

    ResponderEliminar
  24. Bom dia Ricardo!
    A complexidade de amar é incrível!
    Parabéns pelo belo poema.
    Abraços!

    ResponderEliminar