domingo, 29 de abril de 2018

A beleza dos Cabelos Brancos



São os sonhos, desejos, fantasias, amores
Tudo se ganha quando chega a mocidade
Soltam-se sorrisos em aromas de flores
Como lágrimas de amor em tempestade
.
Senti no peito tantos carinhos e dissabores
Subi ingremes socalcos, vivi a mocidade
Recebi beijos, ofereci abraços, vivi amores
Esqueci que a vida enferma na dura idade
.
Passaram os dias, vivi a essência das horas
Vi nascer as noites, esqueci-me das auroras
A idade foi chegando. Fugiram os encantos
.
Fica em nós a saudade dos delírios e cenas
Jovem rosto, agora pele enrugada e apenas
Disfarçada na beleza dos cabelos brancos
.

10 comentários:

  1. Bom dia, Ricardo!
    O meu aplauso para o teu soberbo poema...Uma realidade da vida! AMEI!! :)
    Especial:- Ciúme das Pétalas... {POETIZANDO...}
    .
    Beijinhos e um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Sensibilidade em poesia! Adorei e há que se saber respeitar cada fio assim...abraços,chi9ca

    ResponderEliminar
  3. Bom dia. Poema sublime, trazendo um misto de recordações. Adorei :))

    Hoje:- "Poetizando..." Outros tempos, e formas, de falar ao coração

    Bjos
    Votos de um Feliz Domingo.

    ResponderEliminar
  4. A todos os velhinhos e a saudade dos meus:
    "Fica em nós a saudade dos delírios e cenas
    Jovem rosto, agora pele enrugada e apenas
    Disfarçada na beleza dos cabelos brancos"
    ... bj

    ResponderEliminar
  5. O passar da vida vai deixando as suas marcas e saudades.
    Belo e sentido poema.
    Bom domingo
    Um abraço
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  6. Ao contrário de muitas pessoas, gosto de cabelo grisalho.
    Boa semana

    ResponderEliminar
  7. Sublime poema! Inspirado numa realidade da nossa vida!
    Se chegarmos a essa realidade já nos podemos dar por felizes!
    Um poema construído com alma e com uma mestria ímpar!
    Parabéns amigo!
    Um abraço e feliz semana!

    ResponderEliminar
  8. Um poema muito belo e cheio de sensibilidade para com os mais idosos.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  9. Lindo Poema! Uma verdadeira homenagem a essa etapa da vida, que alem de brinda-nos com a beleza dos cabelos brancos, também nos traz sabedoria pelas vivências outrora vividas.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  10. O soneto embora nostálgico é um poema que nos fala da mocidade e da velhice, no entanto, temos de pensar que todas as idades são bonitas, e é isso que o autor nos "diz" ao falar da beleza dos cabelos brancos.
    Bonito trabalho!
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar