quarta-feira, 5 de junho de 2013

Diz-se...Mor.


Falar de amor
Viver o desejo interior
Forma bíblica, de verdade
Doçura na intimidade
Pegar numa flor
Em panegírico, ósculo sedutor
Amor de dignidade
Em trocas de igualdade
Com o mesmo valor
Em permanente ventura
Gritando ao orbe em clamor
Sentindo pureza, ternura
Nos seus olhos, fidelidade
Num sonhador dialeto
Mulher feita afeto
Num beijo de felicidade
Em equidade

Diz-se ... Mor
.

5 comentários:

  1. Mais um Poema divino que entra em nosso coração e acalma o nosso ser.

    ResponderEliminar
  2. Mais um poema maravilhoso que relata uma verdade de todos os dias.Como é lindo o amor.

    ResponderEliminar
  3. Oi, Ricardo, linda poesia cheio de romantismo, seu blog é lindo, já sou seguidora aqui. Agradeço tmb por seguir o meu cantinho. bjss

    ResponderEliminar