terça-feira, 5 de maio de 2009

Teu olhar é carícia ...

Teu olhar é carícia em corpo vadio
Sentimento de alvura doce e fina
Água fresca correndo como um rio
Ao encontro de uma alma divina

Calma e sagrada luz que resplandece
Do teu ser em gotas de alva frescura
Que areja, acalma e de amor aquece
O esplendor que do teu corpo, fulgura

Torna em retiro de pensamento e luz
A teu lado entre sorrisos, caminhando
Retira pétalas de rosas em chão de jus
Olhares líricos de quem está amando

Aragem da tua passagem sorridente
Ternuras de ventania em pleno estio
Amor em sorriso calmo e estridente
Teu olhar é carícia em corpo vadio
.

4 comentários:

  1. “Amigo é coisa pra se guardar...” Como diz o poeta. Meu nobre amigo aqui de volta ao seu belo espaço para agradecer de coração sua gentileza em nos honrar com a sua visita e valoroso comentário. Saiba que muito nos fortalece, sua presença é sempre agradável e especial. Obrigado mesmo.... Apareça sempre lá! Confesso que admiro bastante o seu trabalho, parabéns pelo tema publicado “Teu olhar...”, belissimo poema, lindo visual, parabéns, magnifico, ótimo, precioso e interessante. "O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis". Fernando Pessoa. Encontrar-nos-emos sempre por aqui. Felicidades. Desejo uma semana repleta de realizações e de muito sucesso extensivo aos familiares, muita paz, saúde, brilhe sempre, bênçãos, proteção e alegria. Que a luz divina oriente e ilumine o nosso caminhar... Um abraço fraterno.
    Valdemir Reis

    ResponderEliminar
  2. Muito bom seus poemas.
    transformar sentimentos em palavras, e palavras em versos fazer brotar a poesia é coisa de poucos. E você é um deles.
    Um abraço,
    Dalinha

    ResponderEliminar
  3. Caro amigo Águia Livre, mais um para o rol dos grandes poemas

    ResponderEliminar