quinta-feira, 28 de maio de 2020

Primavera - Esperança

Gifs de janelas (con imágenes) | Flores bonitas, Fotos lindas ...
( imagem da net )
...
Abrem-se as janelas
Sopra o vento
Passa sereno, lentamente
Como se não houvesse gente
Olhando através delas
Nasce o sol
Aquecendo o coração
Docemente
É primavera, nascem as flores
Crescendo alegremente
Esvoaçam borboletas, novos amores
Ouve-se o silêncio do medo 
Nas pessoas fechadas
Confinadas
Insatisfeitas, vidas privadas
De liberdade
Livremente, querem respirar 
O ar de um novo tempo 
Sem lamento
Que haja esperança, alento
A pureza, a alegria, fraternidade 
O abraço, o beijo, o amor
A Pandemia vencida
Uma nova vida
Sorrisos de felicidade
Na passagem do vento
...

" R y k @ r d o "
.

54 comentários:

  1. Que linda imagem da janela com as cortinas.ao vento. Acompanhando uma doce poesia. Que trás um elevo pra alma nós enchendo de esperança. Como dizem ela é a última que morre. Mais acima de tudo a fé tmb é importante. Parabéns poeta pela linda inspiração. Amei a poesia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tô levando essa janela pra colocar em uma parede lá.no.meu cantinho. Ok

      Eliminar
    2. Oi Ricardo. Postei hoje imagens da quarentena. Visto da sua janela de daqui e de lá.//nalpontes3.blogspot.com/2020/06/na-quarentena-o-que-vejo-de-minha.html

      Eliminar
  2. Casi casi podemos subirnos a una ráfaga de viento y salir del confinamiento, una promesa de libertad nos aguarda. Abrazos

    ResponderEliminar
  3. Maravilhosa poesia e janela se abrindo pra primavera...abraços, chica

    ResponderEliminar
  4. Que bonita esa ventana que te invita a respirar y a sentir esa sensación de libertad.
    Besitos y abrazos.

    ResponderEliminar
  5. Abramos las ventanas y la mente que buena falta nos hace. Cuídate mucho.

    Abrazote utópico.-

    ResponderEliminar
  6. A primavera é sempre sinal que a vida se renova.
    Belo poema!

    Abraço Ricardo

    ResponderEliminar
  7. Leyendo tus versos he podido sentir el frescor d ela primavera entrando por mi ventana. Un poema lleno de esperanza.Confiemos en que pronto puedan volver los besos, los abrazos y las muestras de cariño.
    Un abrazo

    ResponderEliminar
  8. A alegria da primavera é como uma janela que de repente se abre.
    Abraço

    ResponderEliminar
  9. Só a imagem já trouxe uma aragem nova.
    Que assim seja poeta.
    Cuide-se sempre

    ResponderEliminar
  10. Londissimos versos, esperança, amor, renovação e aí chegando a Primavera, aqui logo chegará o Inverno que, esperamos poder respirar um pouco mais aliviados no decorrer do tempo que parece ter estagnado diante da ansiedade e medo!
    Amei ler aqui, tens o poder de nos dar alento com sua sensibilidade querido poeta Ricardo!
    Ah, a imagem escolhida, que linda e leve!
    Abraços bem apertados!

    ResponderEliminar
  11. " lindíssimos" escrever rápido sai algumas palavras erradas, 😊🤗😘

    ResponderEliminar
  12. Que haja esperança, alento
    A pureza, a alegria, fraternidade
    O abraço, o beijo, o amor
    A Pandemia vencida

    muito bom Ricardo, o desejo versado de todos nós:)
    que o vento nos traga felicidade e tranquilidade de viver!

    ResponderEliminar
  13. Lindo poetizar... Que venha esse novo tempo sem demora, o mundo inteiro aguarda com esperança...
    Boa quinta-feira... Abçs

    ResponderEliminar
  14. Es primavera en nuestras almas, las ventanas abiertas, nuestros ojos de par en par, el alma latiendo, todo huele a viva naturaleza.

    Muy bonitos versos.

    Un beso.

    ResponderEliminar
  15. Ya se deja ver ese nuevo amanecer tras las ventanas que se abren, poco a poco…

    Hermoso y esperanzador…

    Un abrazo, y feliz tarde.

    ResponderEliminar
  16. Poema lindo e bem para memória futura. do que está a ser esta pandemia. Há que ponderar se devemos considerar o confinamento, como uma prisão, já que se mantém a liberdade, individual, se bem que muito su genéris. Abraço

    ResponderEliminar
  17. Queria-mos nós que isto fosse um vento que passasse. Mas não! Tudo mudou e ponto final. Embora me pareça que muitos brincam com a situação em questão! Um Poema brilhante, que AMEI ler! Parabéns🍀
    -
    Enquanto a vida for vida tens a minha gratidão.

    Beijos e uma excelente tarde! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. QUERÍAMOS é o que você queria escrever, mas lapsos todo o mundo tem, querida.

      Anete!

      Eliminar
  18. Um POEMA maravilhoso, Rike!!!

    Desconfinamento: mais ar livre, menos espaços fechados... a esperança aquecendo o meu coração.

    ResponderEliminar
  19. E assim há-de ser!
    Lindíssimo poema, elegante e cheio de esperança. Adorei :)
    Fique bem Ricardo, beijinho!

    ResponderEliminar
  20. aqui estamos no outono. mas os dias estão lindos. bem frios para o brasil, mas ensolarados. beijos, pedrita

    ResponderEliminar
  21. Belo poema em ligação com a realidade que nos condiciona e uma bem adequada imagem.
    Saudações poéticas amigas.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  22. Boa tardinha de primavera, Ricardo!
    Muito bonito é a grande certeza de que a Pandemia vai passar e as flores poderão ser apreciadas de pertinho uma vez mais.
    Poema primaveril tem um tom belíssimo.
    Tenha dias abençoados!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderEliminar
  23. Hola Ricardo,
    hace ya que no entro y, el primer poema que leo no es sino maravilloso y extraordinario.
    Gracias por tanta sensibilidad y belleza.

    Saludos

    ResponderEliminar
  24. Que belo poema à Primavera :)

    Abraço

    ResponderEliminar
  25. Oi Ricardo,
    Desculpe a demora, não estou bem, nada grave, mas sem cura.
    Um poema que me encantou demais.
    Muito lindo!
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  26. Que belo poema! :) Eu ia apreciar esse tempo de primavera em vez deste calor de verão. :)
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  27. Que lindo poema e adorei a janela =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  28. Esta primavera la tenemos que ver desde las ventanas.
    Bello poema por cierto.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  29. Um poema belo, expressivo e agradável...

    Bom fim de semana e que tudo corra da melhor maneira.

    Saudações cordiais.
    ~~~~

    ResponderEliminar
  30. Que o belo poema se transforme na realidade tão desejada.
    Abraço

    ResponderEliminar
  31. Uma Primavera poética muito bonita esta que acabei de ler.
    Mas não acredite o Poeta que a pandemia já foi extinta, nem pouco mais ou menos.

    Parabéns pela inspiração, mesmo neste sufoco infernal, que a mim me adormece as ideias...

    Bom fim de tarde.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Janita

      "" Mas não acredite o Poeta que a pandemia já foi extinta, nem pouco mais ou menos. ""

      Não acredito - se é que sou poeta - não. A máscara, o álcool gel, vieram para ficar
      Grato pela simpatia e carinho

      Bom fim de semana

      Eliminar
  32. que o vento leve a tempestade e nos traga novas de bonança. Um abraço.

    ResponderEliminar
  33. Olá!
    Em primeiro lugar gostaria de agradecer a sua visita e palavras deixadas em minha página!
    Bom demais chegar aqui e contemplar a riqueza da Primavera e a música de fundo que me remete a infância, quando acordava ouvindo sinfonias e canções escolhidas por meu pai!
    Gratidão!

    ResponderEliminar
  34. Boa noite Ricardo,
    Gostei deste poema, magnífico, que nos traz uma mensagem de esperança.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  35. Palavras doces, para uma realidade que, em princípio, vem tão longe...

    Que não se perca a esperança!

    Cps :)

    ResponderEliminar
  36. Comentava recentemente no Blogger que Deng Xiaping dizia que devíamos abris as janelas.
    Para deixar entrar ar.
    Nem que também entrassem moscas.
    Aquele abraço, bfds

    ResponderEliminar
  37. Linda primavera poética en tus versos amigo Ricardo. Es un placer sentir la brisa de tu sentir al leerlos. Saludos.

    ResponderEliminar
  38. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema.

    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  39. Una bella primavera dibujada en un gran poema.
    Precioso Ricardo.
    Un abrazo

    ResponderEliminar
  40. abre-se a janela e elas não entram, ponto.
    sopra uma brisa a agitar linhos e
    elas não entram. pronto!
    timidez, irra, que contenção!

    erro meu, elas pedem-me é para ir,
    com elas, cheirar flores a florir?
    mas que borboletas, estas, são!
    ai, ai que pandemoníacas coronoborboletas…

    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahaahahahaah. Fantástico

      Cumprimentos caro amigo Agostinho
      Bom fim de semana

      Eliminar
  41. Great poem and love the choice of photo too :-D

    ResponderEliminar
  42. Gostei e está muito certo para a imagem

    ResponderEliminar
  43. Poeta/Amigo, Ricardo !
    Ah... PRIMAVERA !
    Quantas recordações, neste reinício de vida !
    Seja bem-vinda, ainda que em Terras "Além Mar".
    Parabéns, pelo belo texto, uma ótima semana e
    um fraternal abraço, aqui do Brasil !
    Sinval.

    ResponderEliminar
  44. Bonito! Assim seja!
    Que o vento nos traga nova primavera; que as janelas se escancarem de par em par, sem medos, com as cortinas a adejar; e os sorrisos possam enfim brotar.

    Boa semana, amigo!

    ResponderEliminar

Gostou do que leu? Se gostou deixe uma palavrinha. Se não gostou deixe na mesma ... Leve consigo o meu agradecimento pela sua visita, quiçá, também comentário. Obrigado de coração.