quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Lágrimas que me saciam a sede


Olhas as estrelas através dos olhos meus
Errando eu pela vibração dos olhos teus
As minhas mãos acariciando o teu sorrir
Esse rosto banhado pelas quentes águas
Reflexo dos sentimentos feitos mágoas
Que em teu belo coração se fazem sentir
.
Noite clareada pela fulgência das estrelas
Por onde vagueia a minha cansada mente
Crepúsculo, como é bela a luz que precede
Mélico cintilar de ternura, que docemente
Presenteia o carinho de um amor presente
Em puras lágrimas que me saciam a sede
.

6 comentários:

  1. Boa noite, Ricardo!
    Poema lindo de mais. Sempre ao mais alto nível poético! AMEI

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Boa noite de paz, Ricardo!
    O carinho de um amor presente é muito lindo e cabe numa poesia como ele.
    Tenha dias felizes e abençoados!
    Abraços fraternos de paz e bem
    🙏🙏🙏

    ResponderEliminar
  3. Bom dia Poeta. Parabéns pelo poema brilhante. Adorei :))

    Hoje:- És a bebida que sorvo em mar deserto.

    Bjos
    Votos de uma óptima Sexta - Feira

    ResponderEliminar
  4. Bom dia!
    Lindo poema, muito lirismo aqui.
    Bom domingo!

    ResponderEliminar
  5. Esplêndido poema e de ti não se espera outra coisa senão inspirações divinas!

    Continua assim a arrasar e a encantar quem te lê!

    Beijinho gigante

    ResponderEliminar