segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Sinto o teu amor, beijando minha alma ...

...* ...

Como pétalas de amor que chegassem
Sobre o meu calmo dormir, carinhosas
Auras de cores meus sonhos fechassem
Em aclaradas estrelas, luzes formosas

Fantasias de bondade me acalentassem
Num sorriso entontecido, afectuosas
Num amanhecer feliz me acordassem
Entre aromas de lírios e doces mimosas

Devaneios de vida, meu corpo satisfaz
Bálsamo de framboesa, perfume de lilás
Num entrelaçar de sonhos, coisa pouca

Quando a noite cai em quimera e calma
Sinto o teu amor, beijando minha alma
Deixando calafrios doces em minha boca
.....................................

17 comentários:

  1. Um poema que obriga o imaginário de qualquer mulher, a viajar ... Lindo de morrer!
    Parabéns Ricardo!

    Beijinhos e dia feliz

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. A doçura deste poema entontece qualquer mulher...deixando-a a sonhar com tal paixão inebriante...causando calafrios no corpo e mente...LINDO...adorei...um abraço caloroso para ti Ricardo e um resto de semana feliz

    ResponderEliminar
  3. Devaneios de vida, meu corpo satisfaz
    Bálsamo de framboesa, perfume de lilás
    Num entrelaçar de sonhos, coisa pouca

    Quando a noite cai em quimera e calma
    Sinto o teu amor, beijando minha alma
    Deixando calafrios doces em minha boca
    .
    Sinto, choro e não digo mais nada porque a emoção não me permite, que poema LINDO, LINDO, LINDO
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Sua capacidade de versar amor é impressionante. Fico sempre babando ao te ler!! *-*

    Beijoo'os
    flores-na-cabeca.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Mais um poema sublime onde o amor toma conta do coração e da vida

    Abraço mano

    ResponderEliminar
  6. depois de uns dia de ausêncai ca estou outra vez, e com um belo poema obrigada Ricardo

    ResponderEliminar
  7. Poema de encantamento e sedução amigo Ricardo.
    Muito lindo.
    bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  8. Lourdes Piedade Patacas17 de novembro de 2014 às 18:47

    Lindo poema , num entrelaçar de sonhos
    coisa pouca....
    mas deixando calafrios doces
    beijando a alma....Adorei

    ResponderEliminar
  9. Brilhante poema...muitos parabéns
    um beijo

    ResponderEliminar
  10. Sempre em eterna inspiração, Ricardo...!
    Lindo, e depois com esta música de fundo....:-)
    xx

    ResponderEliminar
  11. Um poema lindo demais... as caricias na alma são maravilhosas. Adorei.
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  13. {Quando a noite cai em quimera e calma
    Sinto o teu amor, beijando minha alma
    Deixando calafrios doces em minha boca}...........Um balsamo para meu coração... Aqui sim, sinto-me feliz e relaxada, ao ler belos poemas de amor, e ouvindo esta divina musica.
    Parabéns Sr Ricardo, por me fazer tão bem, por me permitir lê-lo. Deixei-me ir pelas suas lindas palavras Obrigada.

    Deixo-lhe a minha admiração.

    ResponderEliminar