sábado, 1 de novembro de 2014

Quando desejas sentir os teus lábios na minha boca

( Imagem da net )
,,, * ...
.
Quero olhar-te nos olhos, dar-te um beijo delirante
Abraçar-te e escutar o teu arquejar de fina donzela
Sentir o teu sorriso de amor que despontas vibrante
Nas ingratas arestas das persianas da minha janela

Quero ver-te na aura celeste da minha sensibilidade
Envolvendo carinhos de elevado amor e sentimento
Onde a minha dor seja a bem-estar da tua felicidade
E o meu sorriso seja teleguiado pelo teu pensamento

Quero ofertar meus carinhos e sentimentos vividos
Na delicadeza dos teus beijos molhados e sentidos
Quando nosso abraço expirar numa vontade louca

Descerrada alma que sabe ouvir versos em serenata
Que perdoa a minha carência na forma mais sensata
Quando desejas sentir os teus lábios na minha boca
..............................

12 comentários:

  1. Manuela Pimenta ( Marisol)1 de novembro de 2014 às 18:40

    Poema de amor que encanta qualquer coração de mulher e da musa inspiradora então deve ser o máximo. Adorei os brijos delirantes, o encostar os lábios na boca, a serenata à janela, todos os contornos de amor que o poema envolve. LINDO
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Poema delirante assim como os beijos inspiradores e apaixonantes que derretem qualquer coração apaixonado e sensível....palavras eloquentes e de forte impacto..adorei Ricardo...és o mestre da paixão e amor...beijinho e um fim de semana maravilhoso e inspirador

    ResponderEliminar
  3. Parabéns Ricardo:

    Um verdadeiro hino a quem beija com paixão! LINDO DEMAIS.

    Tem um bom fim de semana.
    Beijo
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Grandioso poeta que fala de amor com inegável sensibilidade. Continue assim
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Chega a arrepiar.... apaixonante!
    Doces bjussss ;))

    ResponderEliminar
  6. Poesia grandiosa feita de desejo profundo.
    Muito bonito, Ricardo.
    xx

    ResponderEliminar
  7. A sede e a fome de amor é uma constante
    É um viver correndo numa busca angustiante
    Daquele amor que que nos deixa ainda mais sedentos
    Mais famintos desse bem inebriante

    ResponderEliminar
  8. Hermoso poema, un brote del alma
    Besos

    ResponderEliminar
  9. {Quando desejas sentir os teus lábios na minha boca}

    ...Este titulo já diz tudo...Um poema extremamente apaixonante que me levou a recuar no tempo e recordar o quão de bom foi o meu primeiro e o segundo beijo à pessoa que amo, não que os outros não sejam lembrados, mas os primeiros são mais intensos.
    Resumindo, todo o poema está recheado de carinhosas palavras que nos levam a viajar imaginariamente.

    Não me canso se elogiar o autor deste blogue, que mesmo não sabendo quem é, nos faz imaginar que seja uma pessoa doce e meiga. (Desculpe o atrevimento) Mas te tantos que já passaram os novos são sempre melhores PARABÉNS

    Bom Domingo para si e todos os seus.

    ResponderEliminar
  10. Que doçura tão boa, beijos.

    Elisabete Lima

    ResponderEliminar