terça-feira, 4 de novembro de 2014

Pelas memórias que não se esquecem ...

... * ...
.
Quando a crueldade é o fio condutor
Lembram-se as desventuras da vida
Fecham-se as pétalas de qualquer flor
Que nos campos se encontre esquecida

Correm nos rios águas enfurecidas
Recordações e periferias desvanecem
Soam vozes de utopia, enraivecidas
Pelas memórias que não se esquecem

Vêem-se estrelas irritadas com o luar
Acontecem sonhos tristes ao acordar
Na ousadia da alvura do amanhecer

Machucam-se em palavras dolorosas
Ditas em momentos de forças dolosas
Que fazem um lindo amor, desfalecer
...............................

24 comentários:

  1. As memórias ficam guardadas amigo Ricardo e se foram por momentos ruins,insistem permanecer em nossos corações.
    Muito lindo.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  2. memorias tristes,éo que se passa coogo mas n realidade failiares ....um beijo

    ResponderEliminar
  3. Rosaria Marques Marques4 de novembro de 2014 às 13:21

    Machucam-se em palavras dolorosas
    Ditas em momentos de forças dolosas
    Que fazem um lindo amor, desfalecer....« Profundo e sentido » Uma realidade. Belo poema. Um bj. fraterno.

    Quando a dor cortante o coração maltrata e tristes gemidos ferem nossa alma, apenas a música e seus sons de prata, rápido nos trazem outra vez a calma!
    William Shakespeare

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde Poeta
    Hoje trás-nos um poema com palavras de profunda tristeza, mas, belíssimo...Existem palavras que machucam mais que o 'tapa', que por vezes o sentimento desmorona.
    Oxalá seja apenas um poema.
    Apesar de me parecer de muita tristeza, gostei muito da forma como conseguiu dar sentido às palavras em verso.. Não sei que lhe diga mais. Parabéns tristemente belo!

    Deixo-lhe um beijo de conforto, se assim o entender.

    ResponderEliminar
  5. Lourdes Piedade Patacas4 de novembro de 2014 às 13:39

    Quando as águas enfurecidas passarem, vem a esperança da doçura
    que deixa florir outras petalas , esquecendo as
    que outrora se fecharam.,
    ", Jardim de rosas que ousam mostrar suas delícias" UM ABRAÇO

    ResponderEliminar
  6. Maravilhoso poema, apesar de triste.
    Bj

    Elisabete Lima

    ResponderEliminar
  7. Um grito enraivecido solto da tua alma..palavras tristes e dolorosas num poema que não deixa de ser belo...nunca deixes desfalecer o amor...é o motor da vida e a fonte da tua inspiração...um abraço e um resto de dia feliz.

    ResponderEliminar
  8. Um amor desfeito pela crueldade das palavras. Existem tantos assim pelo mundo fora.
    Palavras sentidas num grito de verdade. ASMEI

    ResponderEliminar
  9. Amor machucado pelas fraquezas cruéis dos sentidos com efeitos na alma poética, traduzidas num poema muito bem feito e maravilhoso de ler.
    Felicidades

    ResponderEliminar
  10. A raiva e as palavras ditas sem pensar torna o amor problemático, mas em nome das memórias que não se esquecem, o amor tudo recupera.
    O desalento feito grande poema!
    xx

    ResponderEliminar

  11. ___*-:¦:-◕◕◕_______◕◕◕-:¦:-*
    _*-:¦:-◕_____*◕_◕*_____◕-:¦:-*
    *-:¦:-◕_______*◕*_______◕-:¦:-*
    *-:¦:-◕__________________◕-:¦:-*
    *-:¦:-◕_________________◕-:¦:-*
    _*-:¦:-◕_____◕.♥.◕____◕-:¦:-*
    ___*-:¦:-◕___________◕-:¦:-*
    _____*-:¦:-◕_*-:¦:-*_◕ -:¦:-*
    ________*-:¦:-◕_◕-:¦:-*
    ____________*-:¦:-*

    Con un fuerte abrazo^^

    ResponderEliminar
  12. Um coração machucado faz o poeta derramar a dor em cada verso. Lindo mas muito triste
    Um abraço

    ResponderEliminar
  13. Olá Ricardo!
    Mas que poema terrivelmente belo!! Por vezes as palavras ao tão cruéis que deixam mágoa no coração. Lindo... mas claro, triste!

    Beijo

    ResponderEliminar
  14. Um poema tão bonito... mas tão, tão tristinho!!
    Bj

    ResponderEliminar
  15. Sr Ricardo, você tem o dom de nos tocar o coração com os seus poemas... este é de uma tristeza que arrepia só de imaginar. Lindo
    Bjs

    ResponderEliminar
  16. Doeu um pouco, mas, uau, lindo, lindo!!

    Beijoo'o
    flores-na-cabeca.blogspot.com

    ResponderEliminar
  17. Apesar de triste é um lindo soneto. Bjus poeta ;))

    ResponderEliminar
  18. É tão lindo
    tão bem feito
    e tão triste

    e isso faz o texto ser perfeito.
    Obrigado por nos dar essa leitura.

    brendovieira.blogspot.com

    ResponderEliminar
  19. A sua poesia fala da vida de uma forma perfeita.
    Desejo que se encontre bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  20. Que as pétalas te perfumem o caminho, sempre.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Amor violento assim, amor que fere e mata, será mesmo amor?
    Gostei do poema.
    Um abraço

    ResponderEliminar

  22. ............../▒/|▒||▒||▒|\▒\
    ............/▒/---------------\▒\
    ...........|▒|----------------|▒|
    ..(¯v¯ )|▒|.(¯v¯)---------|▒|-(¯v¯)
    (_(¯v¯)|▒(_≻✿≺)(¯v¯)-|▒(_≻✿≺_)
    (_≻✿≺_)▒(_^_)(_≻✿≺_)▓(_^_)
    …(_^_)░▒▓░▓░(_^_)▓░▓▒/
    ........\▒▓░▓░▒▓░▓░▓░▓▒/
    .........\░▓▒░▒▓▒▓░▒░▓▒/
    ..........\░▓▒░▒▓▒▓░▒▓▒


    feliz fin de semana^^
    con un fuerte abrazo^^

    ResponderEliminar
  23. Há acontecimentos que nunca se esquecem, apenas ficam adormecidos no coração e por vezes, apenas por pequenas coisas, eles são acordados e voltam a machucar a nossa alma.
    Belissimo poema.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  24. Oi Ricardo querido

    Lindo poema...
    Uma dor aparentemente profunda, mas escrita de uma forma delicada e suave.
    Parabéns.

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar