sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Teu olhar, Luz que rompe a noite escura...

( Imagem da net)
.
Teu olhar, luz que rompe a noite escura
Que ilumina o meu coração forte e capaz
Empresta ao luar, tua beleza e formosura
Brilhando com as estrelas em amor e Paz

Teu coração de amor que ama e seduz
O pensamento na solidão do meu existir
Sentindo em meu trilho a estrela, tua luz
Que me faz sonhar e por ti, amar e sorrir

Tua presença exala o perfume da rosa
Mostras esse teu ar de culta e poderosa
Rasgos de teus lábios, amor em desejos

Sorriso que me dás sem que nada te peça
No carinho em que o desejo ri e tropeça
E se sente feliz na doçura dos teus beijos
*

15 comentários:

  1. Bom dia

    DIVINO...COMO SEMPRE...PARABÉNS!

    Gosto muito da segunda estrofe ....
    Embora esteja um soneto lindíssimo. AMEI

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Um olhar que ilumina a noie mais escura! Lindo! abraços,chica

    ResponderEliminar
  3. Oi Ricardo,
    Que poesia mais tocante! Sempre apaixonado.
    Adorei
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  4. Amigo!!!
    Todo pra mim... me vi em cada linha, em cada palavra descrita, do amor que sinto por meu Grandão!
    A sua paixão e seus desejos são muito bem descritos.
    Eu adorooo!
    bjs
    Excelente final de semana
    Ritinha

    ResponderEliminar
  5. Que lindo!!!

    Homem romântico tem a capacidade de transformar palavra em poesia =)

    ResponderEliminar
  6. Poesias sempre apaixonantes de um coração
    transbordando amor.
    Lindo amigo Ricardo.
    bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderEliminar
  7. um olhar, e o mundo se faz luz. Lindo demais!

    ResponderEliminar
  8. Lindo poema,sobre o olhar,um grande sentimento!
    Parabéns!!
    Boa tarde amigo,beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. Um soneto apaixonante Ricardo, parabéns! Um abraço.

    ResponderEliminar
  10. Bonito soneto, Ricardo.
    "No carinho em que o desejo ri e tropeça" Um belo verso!
    xx

    ResponderEliminar
  11. Olhares que são Luz que encadeia.

    Lindo, mesmo.

    beijos

    ResponderEliminar
  12. Existem olhares assim... que iluminam... e ainda bem que existem...

    ResponderEliminar
  13. Sou do blog FOLHAS DE OUTONO .
    Bom dia meu poeta !
    Muito amado vc vai continuar sendo,mesmo eu afastada deste universo virtual,sempre que der passarei por aqui para ler e reler teus escritos do qual sou uma admiradora,para meu crescimento literário...

    P.s.Aproveito para deixar uma nota.A identidade da minha conexão,tem uma CRIPTOGRAFIA DE 128 BITS.No entanto ,esta página da qual estou a comentar,incluí outros recursos que não são seguros.Esses recursos podem ser visualizados por outros enquanto navegam e podem ser modificados por um invasor para alterar à aparência da página.
    A conexão usa a TLS 1.2
    A conexão foi criptografada e autenticada utilizando;
    AES_128_GCM e usa ECDHE_RSA como o mecanismo de troca de chave.
    Por isso deixo dito que a identidade deste site do qual uso foi confirmada por ;
    VERISIGN CLASS 3 SECURE SERVER CA-G3.
    Desculpem o transtorno em ter que deixar essa nota em cada comentário que faço nos blogs dos amigos.Motivo por comentar em anônimo,mais sou do BLOG FOLHAS DE OUTONO.
    Só poderei voltar a navegar quando o problema for solucionado.Que deve levar um tempo.Problema esse que está em outras redes do qual deixo como exemplo:blogs-facebook-e-mails e outros mais...

    ResponderEliminar
  14. Olá, Ricardo!

    Como está? A família?

    Vou dizer-lhe um segredo, mas prometa-me que não o contará a ninguém: o "EU" está muito bem, muito distinto, mas um sorriso ali, não ficaria nada mal. Fica para a próxima. Promete?

    Li o seu poema, e tive de o ler com muita atenção, e mais que uma vez, porque fala em Luz, e eu fiquei surpreendida, pela positiva com tanta luz, que é o pseudónimo, que uso nos meus blogues. (sou tão pretensiosa, às vezes)!

    Gostei do soneto, mas "ELA" não pode só mostrar-se poderosa e culta, tem de o ser, na realidade, para além de outros atributos, que deve possuir, mas o seu "eu lírico" sente-se muito feliz por ela lhe dar tanto, sem o Ricardo pedir. No entanto, peça-lhe, também, para que o envolvimento se mantenha e a relação não esfrie. Claro que estamos no campo das hipóteses, e falando, liricamente, como é lógico e bom de ver.

    Desejo-lhe um agradável fim de semana, embora o frio não nos dê tréguas.

    Um abraço real, e não lírico.

    ResponderEliminar
  15. Olá, Ricardo. Bela inspiração! Olhares que iluminam. Isso se chama amor. Adorei! bjos e boa semana.

    ResponderEliminar