sábado, 20 de dezembro de 2008

Vejo-te no meu pensamento
Pareces triste, porquê?
Não és tu o infinito do sentimento?
Sim és.
Por isso te amo tanto.

1 comentário: