quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

O GRITO DO SILÊNCIO DOS AFLITOS


Olho o além-mar. Ouço os ruídos do silêncio
O deslizar das ondas. Rochas parecem mover-se
Em namoro com a água que ondula tão airosa
Num vai e vem em cadência sigilosa
Não sabendo quando e onde deter-se
.
Um barco mareia no silêncio do meu olhar
Navega envolto no nada de coisa alguma
Diluem-se as ondas. Respiro o ar da solidão
Sinto compassada a minha respiração
Ao ouvir os gritos do silêncio da espuma
.
Ouço o rebentar do sossego da ondulação
Os desatinos dos silêncios dos meus gritos
O vento acaricia o meu corpo de malícia
E do além traz-me a silenciosa noticia
Que o ciciar das ondas, é o grito dos aflitos
.

20 comentários:

  1. Bom dia. Um grito mudo saído de um sensível coração. Adorei. Belíssimo. Parabéns.


    Hoje:-Carta de amor...

    Bjos
    Dia Feliz

    ResponderEliminar
  2. Um poema de alta categoria!! Muitos parabéns meu Amigo.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
  3. Se existem Poetas que dão gosto ler, é você. Um encanto para o coração.

    Hoje escutei a sua musica de fundo. Encaixa divinamente com as suas poesias. Parabéns por tudoooo :)))

    Beijinhos m...

    ResponderEliminar
  4. Um grito pedindo socorro!
    Belas palavras de um grande poeta que é você
    Adorei Ricardo e agradeço a sua visita e comentário.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  5. Ola Ricardo,
    O silencio são voos dos meus sonhos onde anoiteço...são partes desnudas da minha alma. Sua poesia reflete esse estado de mudez.
    A sua musica de fundo é uma das minhas prediletas, linda.
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Oi Ricardo,
    É nesse silêncio que se encontra para espantar a solidão que vai consumindo com as maravilhas que têm no seu coração.
    Amei...
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  7. Um belo poema e muito obrigado pela visita e comentário no meu blogue.
    Continuação de boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  8. Boa tarde meu Amigo, Ricardo!
    Olha, como sempre, já nos habituaste a bons poemas/sonetos. Como sempre, existem uns melhores que outros. É como tudo na vida, e como os dias, nunca são iguais.

    Hoje, presenteaste-nos com mais um poema, absolutamente "arrasador" LINDO DEMAIS! Um grito silenciado! Os meus mais sinceros parabéns.

    Beijo e um dia feliz.

    ResponderEliminar
  9. Olá Ricardo
    Lindo poema, um forte abraço.

    ResponderEliminar
  10. Bonito poema Ricardo. Porque em Lagos só terei o Smartphone, e não sei andar pelos blogues nele, despeço-me desejando um Santo e feliz Natal, com saúde e muito amor.
    Abraço

    ResponderEliminar
  11. Visitei e sentei-me a saborear os pedacinhos de alma que por aqui estão. Parabéns pelo espaço. Parabéns pelas belíssimas imagens em palavras que nos deixa.
    Gostei imenso. Voltarei, seja bem vindo, sempre que queira, no meu "lágrimas".
    Beijo de luar

    ResponderEliminar
  12. Olá, Ricardo
    Olhando o mar ao longe podemos aperceber-nos de uma infinidade de acontecimentos, uns reais, outros fruto da nossa imaginação.
    E é nesse estado de alma que se ouve, acima do ruidoso silêncio, o “grito dos aflitos”.
    Fazendo-se acompanhar por um fundo musical muito sugestivo e apropriado… eis um belíssimo poema.
    Parabéns!

    Continuação de boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
  13. Sensibilidade aflorafa! Muito Linda! Abração, chica

    ResponderEliminar
  14. Grata pela sua visita e palavras.

    Não sei falar de mar, não gosto de mar, mas sei apreciar o contexto de uma boa poesia. Foi o caso.

    Dias felizes.

    ResponderEliminar
  15. Cheguei aqui desde Macau.
    E vejo muitas caras conhecidas.
    Vou ficar por cá.

    ResponderEliminar
  16. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema.

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  17. Maravilhoso poema versos que mexem com a gente, Ricardo obrigada pela visita abraços.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  18. Bom dia, tudo bem?
    Excelentes versos, estes que escreveu. Adorei o texto!

    Beijão,
    Vinicius
    omeninoeolivro.blogspot.com

    ResponderEliminar
  19. Enquanto o barco navega,
    nas agitadas ondas do mar
    mais o ruído desassossega
    o silêncio do seu bem estar!

    Tenha uma boa tarde cara amigo poeta Ricardo-águialivre, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  20. Uma pérola de inspiração é como classifico essa fantástica poesia, a qual foi feita em um momento sublime de sentimentos e vindos de um coração revestido de amor.
    Beijos carinhosos!

    ResponderEliminar