segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Gostava que a chuva chegasse em trovoada

...................................
Faz tanto calor. Eu queria que chovesse
Ver as serras verdes, limpas de negrura
Ver pessoas sorrir, embora não esquecesse
Como os incêndios devastam a serra pura
.
Torpes as afeições de baixos compêndios
Que devastam serras, chamas impiedosas
É sofrido lutar contra nefastos incêndios
Sabendo serem de mãos vis e criminosas
.
Gostava que a chuva chegasse em trovoada
Que acalmasse as mágoas de gente cansada
Dando algum sossego ao seu triste coração
.
Que chegue essa água por todos tão desejada
Trazendo amor em tónico de água abençoada
Que "enxugue" as lágrimas doridas de aflição
.

5 comentários:

  1. Maravilhoso e oportuno!! Só de um coração sensível como o seu. Parabéns.

    Bjos Poeta.

    ResponderEliminar
  2. Maravilhoso, oportuno e sensível! Adorei

    Beijos, Ricardo
    Boa noite

    ResponderEliminar
  3. Ricardo.

    Você ainda me segue?Encontrei seu blog novamente na lista de leitura.

    Perdi muitos seguidores ao recomeçar me blog em 2013.

    Estou com esse mesmo problema de não aparecer a lista seguidores e coloquei um botão provisório para você clicar,seguir e comentar,ou não saberei.

    Meu último post lá é sobre como colocar esse botão provisório.

    Visite,clique no botão e comente,ok?

    Feliz final de domingo

    Beijos

    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka

    ResponderEliminar
  4. Poema poderoso e brilhante, inspirado na tragédia que assolou o país!

    Com palavras e emoções em plena sintonia, arrasaste! ADOREI!

    Abraço!

    ResponderEliminar