quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Sensações claras como fina água corrente

.... * ...
.
Sensações claras como fina água corrente
Periferias do pensamento que nos domina
Brotam como pétalas de flor à nossa mente
No destino que nos deleita e nos doutrina

Sorrisos que habitam de amor fortalecidos
Ósculos de água em lábios de afeição doce
Olhares de fascínio em corações derretidos
Mélico acordar como se o ontem nada fosse

Caminhar em jardins de cristalina fantasia
Dando largas ao aroma do vigor da alegria
Deixando que as flores reflictam no depois

Encantos de maresia em corpo desnudado
Valoriza as virtudes de um e de outro lado
Quando o amor vence a desunião entre dois
............................

20 comentários:

  1. É sempre fascinante ler os poemas que aqui nos são oferecidos. Delicio-me em visitar este blogue poético e maravilhoso. Parabéns por mais uma pérola linda
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. "Caminhar em jardins de cristalina fantasia dando largas ao aroma do vigor da alegria".
    Lindo demais.amigo Ricardo.
    bjs
    Carmen Lúcia

    ResponderEliminar
  3. Parabéns pelo SOBERBO poema com que nos brindaste!

    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Encantos de maresia em corpo desnudado
    Valoriza as virtudes de um e de outro lado
    Quando o amor vence a desunião entre dois
    ,,,
    Mais palavras para quê? Puramente maravilhoso.
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Feliz quinta-feira neste Outubro Rosa!
    Maravilhoso texto, um encanto.
    Beijinho em seu coração .
    Nicinha

    ResponderEliminar
  6. Novamente um poema portentoso...palavras e emoções ricamente escolhidas para causar maior impacto em quem te lê...fiquei fascinada com tanta magia poética...parabéns és um grande mestre Ricardo..um abraço com carinho

    ResponderEliminar
  7. O amor quando verdadeiro tudo supera... Lindo de viver! Bjus poeta

    ResponderEliminar
  8. Rosaria Marques Marques2 de outubro de 2014 às 18:22

    Mais um poema mt emotivo. Palavras que tocam o coração. Um suave bailado em cada estrofe. Apetece ler e reler. Um abraço, amigo poeta.

    ResponderEliminar
  9. Mais um lindo soneto de tua criação, amigo Ricardo.

    ResponderEliminar
  10. Deixemos o amor falar!

    Excelente poema!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  11. Mas que poema MARAVILHOSO.

    {Encantos de maresia em corpo desnudado
    Valoriza as virtudes de um e de outro lado
    Quando o amor vence a desunião entre dois} ...E quando existe amor,tudo vence!

    Gostei demais.
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Poema cheio de amor como amoroso é o coração do autor.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  13. E basta querer o amor vencerá sempre a desunião.
    Belo poema, Ricardo!
    A partir de amanhã não comentarei mais. A minha irmã está em primeiro lugar!...:-)
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Laura Santos

      Seja o que for o que se passa com a tua irmã, sem dúvida que a família estará primeiro que tudo...Mas vou sentir MUITO a tua falta
      Fica feliz
      xx

      Eliminar
  14. Oi Ricardo,
    Nossa mente é rica em emoções que por muitas vezes são só quereres d'uma vida vazia de amores e de bem- querência.
    Linda poesia, nos transporta para um mundo ilusório de sonhos.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  15. Este poema é de uma pureza imensa...tal como a água!
    Simbologias de vidas...de regeneração ...a alegria é tipo semente que tudo converte e cultiva os sentimentos e amor!

    ResponderEliminar
  16. um soneto onde se clama o amor e um pouco de sensualismo.

    muito bom.

    :)

    ResponderEliminar
  17. Boa tarde, Tal como os olhares de fascínio ou a agua da corrente, seu lindo poema é puro e lindo.
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar