segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Guio-me pelo teu olhar, meu farol

*** / ***
.
Guio-me pelo teu olhar, meu farol
Na procura de um novo dia, talvez
Jornadeio pelo brilho da lua e do sol
A fim de te beijar uma e outra vez

Acende-se em meu coração essa luz
Que afaga meu peito de chama viva
Ironias do desejo a que me propuz
Navegando como um barco à deriva

Números fraccionados em calendários
De desvarios em pensamentos vários
São ondas que aparto na tua procura

És a luz que faroliza todo o meu viver
Silêncio que acaricia o meu adormecer
Astro de amor que clareia a noite escura


20 comentários:

  1. Manuela Pimenta ( Marisol)13 de outubro de 2014 às 13:15

    Lindo de morrer, fiquei emocionada a ver-me como o farol do amor do meu amado
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Penso que sou a mais nova seguidora deste blogue. mas, que já me "apaixonei" pela sua forma de escrever, pelas suas palavras, pela sua sensibilidade, pelo carinho que mostra em cada palavras que escreve.
    Confesso que me identifico muito nas suas poesias, e que me emociono bastante ao ler cada verso, quantas vezes saio daqui de lágrimas a escorrer.

    Este seu poema de hoje, identifico-me com ele,

    [Guio-me pelo teu olhar, meu farol
    Na procura de um novo dia, talvez
    Jornadeio pelo brilho da lua e do sol
    A fim de te beijar uma e outra vez] ....." encaixa-me na perfeição"

    ...Peço desculpa ao seu autor se exagero, mas penso que poesia é assim mesmo, para todos nos revermos, ou não! ... Mas amei o seu poema.. assim como os que já passaram... Muitos parabéns deve ser um Homem com H. G.

    Permita-me que lhe deixe um beijo

    ResponderEliminar
  3. És o luz que faroliza todo o meu viver
    Silêncio que acaricia o meu adormecer
    Astro de amor que clareia a noite escura
    .
    MARAVILHOSO.
    Beijo

    ResponderEliminar
  4. Lendo poesia e navegar no pensamento é o melhor elogio que se pode fazer aos poemas que se lêem aqui neste lindíssimo blogue.
    Amanhã em viagem para Portugal levo comigo a Paz e o sabor da boa leitura que me transmite o autor de tão elogiosos poemas
    Beijo e abraço

    ResponderEliminar
  5. Rosaria Marques Marques13 de outubro de 2014 às 14:23

    Acende-se em meu coração essa luz
    Que afaga meu peito de chama viva
    Ironias do desejo a que me propuz
    Navegando como um barco à deriva......Um emotivo poema. Li e reli e Amei.
    Não me importaria de o voltar a ler editado num próximo livro.
    Bem hajas pela partilha. Um abraço, e um beijinho fraterno.

    ResponderEliminar
  6. Muito lindo guiar-se pelo farol do olhar da amada.
    Sempre muito encantador tudo que você escreve amigo Ricardo.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  7. Que momento de pura magia! AMEI..."És a luz que faroliza todo o meu viver" destaco este verso como meu preferido...sente-se nele a chama do amor que invade o coração...parabéns por mais um brilhante poema Ricardo...que mais poderei dizer perante esta imponência?

    ResponderEliminar
  8. Uma pequena homenagem:-

    Se o meu olhar é teu farol
    O teu escrever é meu fascínio
    A tua poesia é o meu sol
    Que ilumina meu raciocínio.

    Na tua luz me silenciei
    Navegando na tua poesia
    Mas uma lágrima derramei
    Ao poder ler-te mais um dia.

    Obrigada Ricardo por mais um soberbo pema. AMEI

    ResponderEliminar
  9. Oi Ricardo,
    Um olhar é capaz de tudo: esse olhar da sua amada forma um sentimento gostoso e real
    Obrigada pelo carinho no meu blog e do Viviani
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  10. Entre a lua, o sol e o farol, está a verdade e o amor de um coração apaixonado.
    Beijo de amizade

    ResponderEliminar
  11. Apaixonante poema.

    Elisabete Lima

    ResponderEliminar
  12. Maravilhoso chegar aqui e ler um poema tão o lindo e apaixonante. Adorei
    Bjs

    ResponderEliminar
  13. O Olhar é um grande caminho e pode nos dizer muito! abraços,chica

    ResponderEliminar
  14. Olá Ricardo,

    Lindo soneto.
    Fiquei particularmente encantada com a doçura e beleza do último terceto.

    Feliz semana.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  15. Belo demais como todos os que escreve,Ricardo. Sempre o amor será nosso farol.

    Obrigada pelas visitas,amigo. Meu marido vai operar ainda em outubro e estou sem tempo para postar muito ou visitar,mas hoje escolhi você e mais 2 amigas para agradecer e me deliciar nos seus espaços.

    Beijos e linda terça_feira!

    Donetzka

    ResponderEliminar
  16. um soneto onde o amor deu o mote, e está muito bem escrito.

    um dia feliz e uma boa semana.

    beijo

    :)

    ResponderEliminar
  17. Que fantástica analogia... O Olhar como guia e o rumo até ao seu porto de abrigo ...o amor!

    ResponderEliminar
  18. Amigo Ricardo
    Que grande homenagem à mulher amada!
    Também é uma maravilha termos alguém que nos conduz e ampara,não é?
    Parabéns pelo seu soneto apaixonado.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar