sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Searas de pensamentos contidos na alma

............................
Searas de pensamentos contidos na alma
Margens verdejantes em simples existir
Água fina que em amor refresca e acalma
Qual sentimento que sabe chegar e partir

Segredos ao ouvido em voz calma e amena
Como rios de verdade que correm no errado
Geram euforia em adversa vontade serena
Quando as águas se revoltam no seu estado

Sorrisos são cultivo de sentimento e amor
Corrente de apetência por perfumada flor
Margem de ousadia esquecida de obrigação

Afloram aos olhos gotas de mágoa ferida
Separando áureas de energia triste, dorida
Como ondas em rio, corre água no coração
....


18 comentários:

  1. lindo amigo trouxeste-me a imagem de um rio onde eu ia em miuda....obrigada pelos bons pensamentos que me dás....lembranças da minha meninice..um beijo

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde

    Um poema excelente, onde se denota a saudade de algo que teria sido bom,Assim como é bom recordar... Maravilhoso, adorei

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. gostei é lindo ,mas que sorte eu tenho dois amigos poetas muito belo saudaçõs Benfiquistas laurinda ,anjo.

    ResponderEliminar
  4. Deixei-me ir na corrente do rio...ao sabor das tuas palavras...enlevada por um turbilhão de emoções...sentindo esta magia pura deste teu admirável poema...adoreiiii...nunca percas a tua essência Ricardo...é ela que te confere grande valor e te faz ser quem és...parabéns

    ResponderEliminar
  5. Lindo de mais. A frescura do rio em contraste com alguma mágoa existente no coração. Bonito poema
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Parei na primeira quadra.
    As searas de pensamentos
    Margens verdejantes
    Sentimentos de quem sabe chegar e partir.

    ResponderEliminar
  7. Searas de pensamentos para refletirmos muito.
    bjs amigo Ricardo e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  8. Poema tão maravilhoso que faz levitar a alma
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  9. Entrei aqui e deparei-lhe com um poema cheio de rimas poéticas magnificamente compostas como searas de pensamentos. Belo de poético
    Abraço

    ResponderEliminar
  10. Caro Poeta
    O título deste soneto,só por si,já é um micro - texto!
    Escreve cada vez melhor!
    Belo soneto de amor.
    Parabéns
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar
  11. O seu poema é de um encanto fora do normal. Nem tenho palavras para o descrever. Brutal!
    Bem dizia a minha amiga.
    Bj
    Tenha um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  12. Maravilhoso!
    Parece que por esta altura as searas já devem ter sido cortadas, mas restarão delas em ti essa maravilhosa recorrdação.
    xx

    ResponderEliminar
  13. \...e refazer-se
    na querência
    infinita do bem \

    beijo

    ResponderEliminar
  14. Rosaria Marques Marques12 de setembro de 2014 às 23:50

    Deliciosa recordação transportada para este poema.
    Gostei mt. Bom fim de semana. Novas e boas recordações para partilhares com quem te lê.
    Um bj.
    Com as janelas da alma; nossos olhos, observamos o mundo e eles transmitem com fidelidade o que vai em nosso coração.
    Mirna Rosa

    ResponderEliminar
  15. Sorrisos são cultivo de sentimento e amor
    ---------
    Sorrisos são ternuras à distância.
    ----
    Que a felicidade ande por aí.
    MANUEL

    ResponderEliminar
  16. Bom dia, poema lindo revelador da saudade, correm suavemente ou mais violentamente como as agua do rio que acariciam as margens envolventes.
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar