terça-feira, 9 de setembro de 2014

Germinam amores de aptidões perfumadas

......................
Em campos de liberdade e de sonho contido
Germinam amores de aptidões perfumadas
Que entram na mente dando cor ao sentido
Que molham os olhos em gotas enfeitadas

Orvalho de chuva que escorre na lembrança
Olhar esquecido na alvorada de outro tanto
Flores de amor que enfeitam em fina dança
O coração de quem ama uma flor do campo

Caricias de vida que afloram ao pensamento
Amor que vence caminhos de amor sem tempo
Murais, triunfo na arte da ternura e sedução

Caminham pelos campos e jardins de pureza
Delirando com o devaneio da tua fina beleza
Fazendo ser um campo de amor, meu coração
..............................

20 comentários:

  1. Campo, flores, amor, coração, leveza do ser.

    LINDO DE MORRER ESTE POEMA

    Abraço amigo Ricardo

    ResponderEliminar
  2. O que era feito de um campo de amor, se não existisse um coração como o teu? Repleto de amor, carinho e sensibilidade!! = lindo demais ! SOBERBO

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Simplesmente...perfeito...poema que traduz fielmente a tua sensibilidade...palavras escolhidas que vão direitas ao coração..parabéns Ricardo...

    ResponderEliminar
  4. Não existem palavras que possam enfeitar mais um poema de amor tão profundo e que arrepia qualquer coração romântico
    É mesmo lindo, li várias vezes porque é mesmo encantador
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Encantadora forma de imaginar o amor em campos de flores. E haverá flor mais bela que duas almas se querendo e amando?
    Poema maravilhoso
    Abraço

    ResponderEliminar
  6. sabes ma coisa amigo?UM GRANDE OBRIGADA,hoje, transportaste-me para a minha meninice,quando me rebolava nos campos de trigo,quando ia-mos para a escola.....que saudades dos cheiros dos campos humido, e dessas brincadeiras tao simples , mas que nunca me sai da memoria, e dos meus cinco sentidos,UM BEIJO ENORME PARA TI OBRIGADA

    ResponderEliminar
  7. Muito linda tua poesia e adorei o vídeo que mostraste por lá! abraços,chica

    ResponderEliminar
  8. Rosaria Marques Marques9 de setembro de 2014 às 17:53

    Que sejam teus dias perfumados de amor ! Que no céu as borboletas pareçam pétalas de rosas tornando teu caminho cheio de paz!....Poema encantador.Bem aventurada essa tua inspiração. Um beijo.

    ResponderEliminar
  9. Assim é

    Sonho contido em campos de liberdade
    É o que enfim nos torna seres humanos
    Porque é o sentido da vida na sociedade
    Que nos move e está em nossos planos.

    Quando dessa natureza escorre orvalho
    Que molha o penoso caminho um tanto
    Lembre que na existência não há atalho
    Que minimize o sofrimento um quanto.

    Porém se carícias essa vida te oferece
    Lembre-se que um amor a tudo vence
    E se triunfas ninguém jamais esquece.

    Andando pelo jardim então não pense
    Com o que aquela belezura se parece
    Fazendo do que existe um non sense.

    ResponderEliminar
  10. Ula-la que bonito olha esse final que beleza

    Caminham pelos campos e jardins de pureza
    Delirando com o devaneio da tua fina beleza
    Fazendo ser um campo de amor, meu coração

    Agradeço seu carinho de sempre
    Bjusss
    Rita!!

    ResponderEliminar
  11. Lindo como sempre amigo Ricardo.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  12. Tão lindo... Até arreia os pelinhos!!!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  13. Mas uma vez cá estou
    Olhe, o seu poema é tão bonito que me tocou o coração. Parabéns
    Bj

    ResponderEliminar
  14. Oi Ricardo,
    Todas as suas poesias são lindas, essa então, é para sonhar.
    Não estava em casa...
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  15. Que lindo, amo ler sonetos, são tão bem rimados!
    Abraços amigo Ricardo!

    ResponderEliminar
  16. Este poema é tão harmonioso e jovial ... Para cada momento existe uma atmosfera e toda a natureza encarrega-se de dar isso e muito mais e são ingredientes da nossa expressão e nas acções como seres humanos que somos… Os rios, as árvores, as flores, as plantas, os frutos, os animais, constituem uma palete de cores com que podemos pintar outra natureza, ou seja a nossa...

    Parabéns pelas belas metáforas :)

    ResponderEliminar
  17. um soneto de amor muito bem rimado e construído.
    muito melodioso e bem escrito.
    beijo

    :)

    ResponderEliminar
  18. Os sonhos não gostam de conter-se, precisam de liberdade para germinarem e crescerem.
    Que belo campo de amor a crescer dentro de um coração. Um coração não aguenta a aridez.
    Lindo, Ricardo, e o último terceto está soberbo!
    xx

    ResponderEliminar