terça-feira, 19 de agosto de 2014

Saberá teu coração o quanto sofre o meu

.../...
Saberá teu coração o quanto sofre o meu
Nas noites de insónia de vivência isolada
Em que estrelas trazem gosto do beijo teu
E a luz de teus olhos de paixão imaculada

Saberão teus olhos o sofrimento dos meus
Quantas lágrimas brotam do meu coração
Com saudades dos açucarados beijos teus
Que deixaram em mim tanto amor e ilusão

Saberão os teus anseios o quanto te desejo
O gosto nunca esquecido do primeiro beijo
Trocado entre promessas na margem do rio

Saberá o teu silêncio quanto dói este amor
Que clama por ti como beijo de beija-flor
Que pela tua ausência gela de quente frio
.

33 comentários:

  1. Um poema fabuloso só possível ser escrito por um grande poeta. Tem a minha admiração
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Passou uma semana desde o último poema... Estiveste à espera do melhor momento.
    Acabo de Ler um dos poemas mais lindos que aqui alguma vez li.... EMBORA MUITO TRISTE, MAS, SOBERBO! Parabéns Ricardo.

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Poema encantador que nos embala e faz recordar os nossos tempos de namoro. Lindo mesmo
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Você é um grande Poeta. Até faz arrepiar a alma. Adorei
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Sim, sabe,
    Bjs doces

    ResponderEliminar
  6. O amor de verdade sempre sabe! LINDO! abraços,chica

    ResponderEliminar
  7. Quando a poesia está dentro da alma, o coração que é seu amigo, sente a sua força e magia
    versos cheios de encanto e mensagem
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Um poema que saiu da alma de um Poeta de elevado valor, que para além de triste, é lindo demais!!! AMEI

    Beijo

    ResponderEliminar
  9. Muito bom saber que o coração do homem tb sofre, e ele expressa a dor na poesia rs....

    ResponderEliminar
  10. Oi Ricardo,
    Quanto tempo!
    Linda poesia digna de um ótimo poeta
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  11. Amigo Ricardo, Vinicius de Morais português, tu cantas, digo, escreves o amor através de lindos sonetos!
    Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa tarde.

    ResponderEliminar
  12. Um belo soneto!
    Não sei porquê , acho que quando não se consegue esquecer o sabor do primeiro beijo é porque a coisa bateu forte!...:-)
    Parabéns, poeta Ricardo, continuas a escrever maravilhosamente e com muito sentimento.
    xx

    ResponderEliminar
  13. Um soneto cheio de amor que me encantou ler e reler.
    Mostra um recordação de verdade de um amor não esquecido.
    Abraços poéticos

    ResponderEliminar
  14. Gostei do seu blog, gostei do que ele transmite.
    Um abraço.
    HD

    ResponderEliminar
  15. Rosaria Marques Marques19 de agosto de 2014 às 19:07

    Mt. bonito o poema. Denota-se uma Nostalgia, uma saudade do primeiro beijo.

    O verdadeiro amor não é aquele
    que se alimenta de carinho e beijos
    mas sim aquele que suporta a renúncia e
    consegue viver na saudade...
    Desconhecido. Um beijo

    ResponderEliminar
  16. todos os poemas de amor saõ lindos,este entao lindo e cheio de tristeza, que fala tao directo ao coraçao..um beijo meu amigo

    ResponderEliminar
  17. Um coração em ferida, um amor saudoso.

    Emotivo!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Magnífico soneto.

    A eterna saudade de quem ama e não é correspondido!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  19. Oi amigo Ricardo,sumistes!
    Lindo poema de um amor com muitas saudades.
    bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia

    ResponderEliminar
  20. Apesar de ser um coração triste
    não dexca de ser lindo como tudo que escreve

    Um abraço com carinho de sempre

    Bjussss

    └──●► *Rita!!

    ResponderEliminar
  21. Lindo soneto de amor!
    Amei ler, sensibilidade e inspiração!
    Abraços apertados!

    ResponderEliminar
  22. Oi tio Ricardo,
    Ficamos felizes com seu carinho
    Linda poesia
    Beijinhos
    Mundo dos Inocentes

    ResponderEliminar
  23. OI RICARDO!
    UM TEXTO DE PURO SENTIMENTO.
    LINDO DEMAIS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  24. OI AMIGA
    Que lindo esse soneto de um lindo amor. O amor tude compreende. Uma quarta feira bem feliz para vc. Comcarinho.
    Ana

    ResponderEliminar
  25. um soneto escrito com uma certa melancolia.

    uma boa semana.

    beijinho

    :)

    ResponderEliminar
  26. Um soneto cheio de melancolia a qual se transforma em saudade qual gotas de chuva como prova de amor. Lindo de morrer
    Gostei muito do seu blogue.
    Bjs

    ResponderEliminar
  27. Um poeta quando escreve
    O seu coração se acalma
    Porque por amor se atreve
    A escrever o que lhe vai na alma
    .
    Um dia li esta quadra escrita pelo Ricardo águia-Livre que copiei por achar tão bonita.

    Hoje agradeço novamente ao Ricardo águia-livre por mais uma vez presentear as sua fâs com poemas de elevado valor poético como aquele que aqui se pode ler
    Bjs

    ResponderEliminar
  28. Um poema tão lindo que me deixou emocionada porque me tocou o coração.
    Abr

    ResponderEliminar
  29. Lourdes Piedade Patacas20 de agosto de 2014 às 16:01

    Já tudo foi dito , sobre o maravilhoso e emocionante poema pouco mais tenho a dizer, sobre o sentimento das noites de insónia em que tudo se transforma em bons ou menos bons pontos de interrogação, conforme as recordações; chegando a tocar nos flocos do nevoeiro, para saber se as estrelas trazem o gosto dos beijos açucarados que deixaram saudades. Adorei , parabens Ricardo

    ResponderEliminar
  30. Quanto amor, nostálgia e saudade nas palavras deste belissimo poema.
    Um beijinho
    Maria

    ResponderEliminar
  31. El amor, la melancolía, el dolor, todo crea un poema hermoso.
    un beso.

    ResponderEliminar
  32. Me ha gustado tu bloc, he encontrado cosas muy interesantes, te invito a visitar el mío esta semana mesas marineras, restaurantes curiosos y una receta refrescante espero que te gusten mis propuestas y me encantaría que si no eres seguidora te hicieras para seguir compartiendo nuestros blogs
    Elracodeldetall.blogspot.com

    ResponderEliminar
  33. Boa tarde,
    Poema bem conseguido das grandes saudades.
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar