domingo, 15 de junho de 2014

Nevoeiros de amor.

... / ...
.
Lembrei-me de ti
Decifrei o arco-iris
Nas suas sete cores
Enfeitadas em notas musicais
Debulhei a chuva
Te ofereci o odor da terra
Toquei o infinito
Na tua procura
Qual amor de quimera.

Por ti soltei lágrimas
Rompi a barreira do tempo
Vagueei pelo mundo
Na solidão da tua voz
Encontrei flocos em flor
Nas promessas que li
Em linhas escritas
Na bruma do esplendor
Vi que seguias sem mim
Entre nevoeiros de amor
.

18 comentários:

  1. lindo poema meu amigo,mas cheio de solicitude

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cristina

      Obrigado...Gostei da palavra solicitude
      Beijinho e feliz Domingo...

      Eliminar
  2. Poema muito bem contruído, no sentimento das palavras! Gostei.


    ""Por ti soltei lágrimas

    Rompi a barreira do tempo

    Vagueei pelo mundo

    Na solidão da tua voz

    Encontrei flocos em flor

    Nas promessas que li

    Em linhas escritas

    Na bruma do esplendor

    Vi que seguias sem mim

    Entre nevoeiros de amor""

    Deixa saudades!

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Não existem barreira para o amor sejam elas físicas ou não.
    Uma Ode a paixão.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  4. Apesar de todos os desencantos,
    de todos os obstáculos, das dificuldades.
    ainda sim é preciso manter
    a esperança que vive em você!
    Estou passando para semear amor
    é tudo que sei fazer ,
    e tudo que posso fazer de melhor na minha vida.
    È semeando amor que cultivo amizade ..
    È semeando amor que encontraremos
    a paz tão sonhada
    Deus abençoe seu Domingo.
    E sua semana também.
    beijos e meu eterno carinho.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  5. E por entre nevoeiras ela se vai...

    Nada como gritar por seu nome, as palavras chegam a todo o recanto.

    Belo.


    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Lindo e apaixonado, apesar de triste. Um bj

    ResponderEliminar
  7. Magnífico e melancólico poema.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. Mais um lindo poema com muita inspiração amigo
    Ricardo.
    bjs
    Carmen Lúcia..

    ResponderEliminar
  9. Oi Ricardo,
    Quanta inspiração tem essa poesia de amor.
    Linda demais
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  10. Pois, o nevoeiro, por vezes, não deixa ver...
    Saudações poéticas!

    ResponderEliminar
  11. Mais uma leitura empolgantge.
    Felizmente encontrei um tempinho.
    Beijo. D

    http://acontarvindoceu.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  12. Un hermoso poema, de amor y recuerdo
    un beso Ricardo

    ResponderEliminar
  13. Belo poema, abração.
    Márcia (Poções de Arte).

    ResponderEliminar
  14. "Vi que seguias sem mim
    Entre nevoeiros de amor"

    Isso é triste...

    ResponderEliminar
  15. "Vi que seguias sem mim
    Entre nevoeiros de amor"

    Ser profundamente amado por alguém nos dá força; amar alguém profundamente nos dá coragem.
    Lao-Tsé... Lindo poema, sente-se uma enorme nostalgia... abraço amigo

    ResponderEliminar
  16. Amigo Ricardo
    Um bonito poema sobre a saudade de um amor, que anda meio perdido,à procura de uma luz!
    Parabéns
    Um abraço
    Beatriz...

    ResponderEliminar