quinta-feira, 5 de junho de 2014

Meu desejo, minha negra, doce amora

....... /// ......

Teus olhos cor de mel em noite de luar
Fascinam meu pensamento, luz de fogo
São meu sonho e o meu cálido acordar
Iluminam meu coração em cálido jogo

Tuas faces rosadas são flores, margaridas
Ruborizam meu viver em fresca candura
Pelos meus sedentos desejos enriquecidas
Meu sorriso em noites de pureza e ternura

Teu corpo de sereia em mar azul do céu
Vestido de amor, florente luz em teu véu
Que ilumina meu viver, genuína firmeza

Qual delírio, fresca luzência de aurora
Meu desejo, minha negra, doce amora
Sonho beijar tua boca de fina pureza
...

24 comentários:

  1. Bonita essa comparação da amada com a natureza.
    A natureza é divina, e a mulher tb.
    Lindo =)

    ResponderEliminar
  2. Não é facial fazer versos tão lindos amigo Ricardo.
    Suas inspirações são lindas e profundas.
    bjs
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde

    Poema Divino, na profundidade das palavras. Uma inspiração Soberba.

    AMEI

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  4. Lourdes Piedade Patacas5 de junho de 2014 às 14:09

    Em delírio fica quem lê este poema !!!
    Com o desejo de um beijo na fresca e doce amora negra.....
    Que ternura, ADOREI.

    ResponderEliminar
  5. Um soneto que nos entra no coração através de palavras doces como a amor negra
    Abraço

    ResponderEliminar
  6. El deseo de un beso que plasma un profundo amor.
    Besos Ricardo

    ResponderEliminar
  7. Lindo e profundo poema. Bom ler ao som de uma deliciosa musica. Saudades daqui. bjsss

    ResponderEliminar
  8. Belo soneto, amigo Ricardo. Um abraço daqui do país da Copa. Contagem regressiva: falta 07 dias. Tenhas uma boa tarde.

    ResponderEliminar
  9. Belíssimo soneto!!!
    Abraços.....Araan

    ResponderEliminar
  10. Boa tarde,
    Sua inspiração é enorme para criar poemas maravilhoso, Faces rosadas como as flores, com olhos cor de mel, é exímio.
    Abraço
    ag

    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Lindo demais,Ricardo! Bela inspiração! abraço,chica

    ResponderEliminar
  12. Quando um coração transborda de amor, faz passar para a escrita verdadeiras obras de arte... Poema, lindo...lindo...lindo...! Parabéns!

    E assim se prende o meu coração aos teus escritos, que são um balsamo para a minha alma.

    Beijo

    ResponderEliminar
  13. Um poema qual maravilha encantadora. Que talento fantástico que nos presenteia com tão belos escritos
    Abraço

    ResponderEliminar
  14. prende-se um coraçao-....só????????poema que prende a alma,a mente ,sentimentos, tudo continua amigo a brindar-nos compalavras destas....

    ResponderEliminar
  15. Terno , doce e intenso amor num excelente soneto!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  16. Olá!
    Vim por aqui...entrei atrás das amoras silvestres da minha infância e deparei-me com um lindo soneto de amor.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  17. Oi Ricardo,
    Poesia metafórica linda com beijos e amoras.
    Adorei
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  18. Que sublime poema!

    ResponderEliminar
  19. Olá Ricardo, teu soneto é apaixonante. Bjusss

    ResponderEliminar
  20. Amei a metáfora com o amor e a amora,Ricardo.Uma pérola como tudo o que escreve.
    Desculpe a demora da visita,mas minha conexão estava péssima.

    Beijos e uma semana de alegrias

    Donetzka

    Face Book:


    https://www.facebook.com/donetzka.cercck

    Twitter: @donetzka13


    Blog Magia de Donetzka





    ResponderEliminar
  21. Uma metáfora poética muito bem conseguida.
    Parabéns.
    Um abraço e bom Domingo

    ResponderEliminar
  22. Amigo Ricardo
    Um belo soneto que é um hino aos olhos,às faces e ao corpo de sereia da mulher amada!
    As minhas felicitações.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar