sábado, 12 de abril de 2014

Quantas vezes no sonhar, acontece..

( Imagem da net )
.

Quantas vezes no sonhar, acontece
Palavras que acordados, omitimos
Como água nítida que desvanece
Nas emoções que de amor sentimos

Quantas vezes ao acordar, um sorriso
Do sonho que tivemos e não queremos
Deixando que o coração em prejuízo
Se lembre dos sonhos que não tivemos

Quantas vezes queremos, sonho abraçar
Sem querer ou saber, por onde começar
Nos desejos que nossos sentidos adoram

Quantas vezes desejamos não acordar
Nem do sonho nos queremos lembrar
Ao sentir como nossos olhos choram
.

12 comentários:

  1. Bom dia poeta, mais lindo soneto teu. Um abraço e feliz final de semana.

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde Ricardo, que soneto lindo que me fez chorar por me lembrar de alguns sonhos que já tive.
    Maravilha das maravilhas a tua forma de fazer poesia onde mostras o coração maravilhoso que tens. És uma pessoa sem igual que me delicia com poemas tão bonitos e encantadores.
    Beijinhos no coração

    ResponderEliminar
  3. Ao sentior como nossos olhos choram

    Uma verdade indesmentível amigo poeta Ricardo. Por vezes nem é bom nos lembrarmos dos sonhos.
    Lindo poema como são sempre os aqui escritos e nos oferecidos
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Olá Ricardo, Poeta Amigo

    Quem de nós nunca sonhou assim?
    Quem de nós não quereria acordar
    Um bom sonho que nunca tenha fim
    Para nos fazer sorrir e neles ficar a pensar...

    Soberbo soneto que nos deixa a flutuar em sonhos... Parabéns.

    Beijo, bom fim de semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Este Poeta depois que se " Formou" Está cada vez melhor nos seus escritos... Deixa qualquer pessoa apaixonada pelas suas poesias.

    Parabéns Ricardo! Estás cada vez melhor.

    Beijo

    ResponderEliminar
  6. Belíssima construção sobre sonhos.
    Me fez refletir sobre os muito sonhos bons, ou os que são pesadelos. Dormindo ou acordado.
    abraço

    ResponderEliminar
  7. Nos sonhos guardamos grades segredos.
    Lindo amigo Ricardo.
    Bjs e um ótimo domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  8. Um belíssimo soneto que me fez lembrar Florbela Espanca, a maior sonetista que conheço.
    "Não costumo acreditar muito nos sonhos...porque de todos se acorda" F. Espanca
    Gostei muito!
    xx

    ResponderEliminar
  9. Que maravilha com tantas verdades,Ricardo!

    Quantas vezes ao acordar lembro de agradecer a Deus por ter poetas como você que embelezam meus dias!

    Parabéns,amigo!

    Abraços,aplausos e beijos do Brasil!

    Donetzka

    ResponderEliminar
  10. Cada dia tem o seu segredo: delicioso, mágico.
    é isso que nos estimula a sonhar
    e a depositar nossas esperanças no amanhã,
    sabendo que, o hoje é uma fonte .
    Acredite no Tempo, na Amizade,
    na Sabedoria, e principalmente no Amor.
    Que Deus abençoe seu Domingo.
    Beijos no coração afagos na alma.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  11. Bom dia Ricardo

    Deixaste-me emocionada. Obrigado pela partilha do meu livro.
    Beijo

    ResponderEliminar
  12. Amigo Ricardo
    Nem sempre os sonhos são como gostaríamos!
    Um belo soneto,cheio de emoções!
    Parabéns.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar