sexta-feira, 14 de março de 2014

São teus braço lençóis de linho...

......................
São teus braços lençóis de linho
Onde relaxa meu corpo cansado
São a direcção do meu caminho
O presente, o futuro e o passado

Em teus braços encontro a ternura
Do meu adormecer à luz do luar
O carinho, a suavidade mais pura
A alegria, sorriso do meu acordar

Se o sonho fosse a nossa vontade
Num desejo de amor e felicidade
Eleito pelo sabor de um beijinho

Seriam as trovas de amor sonhado
No meu repousar, sono desejado
São teus braços lençóis de linho
............

13 comentários:

  1. Chegar aqui e ler poemas/sonetos tão carinhosos enche de alkegria o coração de qualquer mulher.
    Lindo de ler amigo Ricardo.
    Parabéns pelo seu livro que bem merece pois os grandes poetas como o Ricardo têm que ficar com os seus poemas em livro para a posteridade.
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde, Ricardo. Que pureza de poesia e amor mais abençoado.
    Um soneto onde a emoção e ternura são ingredientes principais.
    Vez em quando os sonhos se realizam e são um verdadeiro deleite, basta crer nisso.
    Tenha uma abençoada tarde de paz!
    Lindo fim de semana, amigo.
    Beijos na alma!

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde,
    No caminho já percorrido, no presente e no futuro avançamos com esperança que os sonhos se realizem.
    Poema lindo como todos os outros seus poemas o são.
    Abraço
    ag

    ResponderEliminar
  4. Lindo soneto na linha dos melhores onde a ternura é o estilo principal.
    Parabéns pela edição do livro, que bem merece pois os seus poemas são de uma ternura intensa e sensibilidade impar
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Ricardo, envio-te o meu abraço de parabéns pelo teu livro que vai sair. Não te esqueças de mim que quando for a Portugal quero ficar com um.
    Sabes que adoro os teus poemas sempre cheios de uma forma de ser e estar na vida muito próprios de ti. Mereces tudo do que existe de melhor

    Grande abraço amigão

    ResponderEliminar
  6. Para mim Poeta, és um pensador,
    És alegre, ou és tristeza,
    É para muitos, leitura de amor,
    E outros, todo tu és Beleza.

    Isto apenas para dizer que és o melhor Poeta, para mim...

    Beijo

    ResponderEliminar
  7. É ruim a gente chegar depois
    dos outros. Agora eu fico assim,
    com cara de bobo sem saber o
    que falar, pois tudo o que era
    bonito, como diria o Palhaço
    Poeta,
    já foi dito e só restou o
    abraço que emocionado eu lhe
    dou, poeta.

    silvioafonso




    .

    ResponderEliminar
  8. Parabéns pelo livro, linda capa, de um livro que será composto com belíssimos poemas.
    E a deitar em braços assim, sonhar sonhos de ternura.
    abraço

    ResponderEliminar
  9. A doçura do amor num soneto excelente.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  10. Um belo soneto Ricardo!
    Como são agradáveis os lençóis de linho, e essa ternura que consegues sempre imprimir ao que escreves.
    Estou à espera de um post sobre o livro, grande poeta!
    xx

    ResponderEliminar
  11. Boa noite, Ricardo, que soneto maravilhoso. Soube através do blog da Cidália, sobre o seu primeiro livro.receba em seu coração a alegria que sinto por você. A capa é lindíssima, penso que não poderia haver escolha melhor. Desejo a você um futuro promissor como escritor que és. Grande abraço.

    ResponderEliminar
  12. Bello poema entre abrazos y sueños
    Besos

    ResponderEliminar
  13. Amigo Ricardo
    Que soneto tão romântico!
    É bom ver que, apesar de já estarmos no século XXI, ainda há pessoas com espírito sentimental!
    Muitos parabéns.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar