domingo, 27 de outubro de 2013

A Luz do Túnel...

(Imagem da net)

Entrei no túnel da aventura desejada
No destino assisado que me conduz
Na fé de reaver essa mulher amada
Visionando ao fundo reluzente  luz

Memórias seguiam na minha mente
Sorrisos de amor quase esquecidos
Mas a luz dizia-me bem ali à frente
Que eram verídicos os beijos tidos

Marchei assim num espirito de amor
Brilhava ali a tua  luz em esplendor
Aclarando esse amor que nos juntou

Sovina tristeza me alertou à chegada
No fim do túnel, não subsistia nada
E se havia uma luz, essa se apagou
.

18 comentários:

  1. Bom dia Ricardo

    Maravilhoso poema..
    Mas muito mau quando a "luz ao fundo do túnel de apaga"...por vezes é o que nos dá esperança.

    Tem um excelente Domingo de paz!
    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Lindo e triste, mas sempre haverá uma luzinha , por pequena que seja...abraços, lindo domingo!chica

    ResponderEliminar
  3. Bom dia poeta querido !
    Depurando seu lindo poema em forma de luz...ilumina sim mentes com sentimentos ...
    Feliz domingo !!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Estou aqui mais uma vez adicionada a linhas e agulhas com criatividade,te convido para um convite especial.
    Hoje estarei no blog da Catiaho com uma interessante matéria,te aguardo por lá
    http://reflexosespelhandoespalhandoamigos.blogspot.com.br/2013/10/falando-de-customizacao.html#comment-form

    ResponderEliminar
  4. Decepção lindamente descrita...Ricardo, grande beijo!

    ResponderEliminar
  5. Fica um vazio tão grande quando a decepção toma conta do nosso ser ao final de uma caminhada que se pensava chegar à luz. Os amores desencontrados são assim. Um triste soneto! Um triste (des)encontro!
    Fica um sorriso neste resto de domingo e uma estrela para iluminar tua semana,
    Helena

    ResponderEliminar
  6. O poema é bonito, o´fundo musical lindo ...e cuidado porque a luz ao fundo do túnel poderá ser a do comboio.

    Bom domingo, rrss

    ResponderEliminar
  7. LINDO! LINDO!
    Seus sonetos me fascinam, amigo... Feliz Domingo pra ti!!!

    ResponderEliminar
  8. Um momento triste esse, mas quem sabe essa luz não brilhe sempre... Bjus e bom domingo

    ResponderEliminar
  9. Divinal poema!!!!!! Foi o acordar de um sonho....lindo mas com o desfecho menos desejado!!! Alma poética!!!!!! AMEI!

    gaby

    ResponderEliminar
  10. Que belo, Ricardo! E essa desilusão no final, quando pensamos que existe uma luz ao fundo do túnel , e afinal não existe é nada...
    Temos poeta! Quer dizer, já tínhamos, mas acho que estás a escrever cada vez melhor.
    Parabéns!
    xx

    ResponderEliminar
  11. Nem sempre ganhamos o presente mais desejado meu querido.

    Segue porque na estrada tem pedra mais delas farás um dia teu castelo de felicidade...busca para encontrar o bem maior pois devemos amar e nunca sofrer por algo que não nos compreendeu e não amor o suficiente para viver o grande amor.

    Meu beijo e siga sempre em direção do grande sol

    Cristal

    http://reflexosespelhandoespalhandoamigos.blogspot.com.br/

    visita uma poesia minha neste blog

    ResponderEliminar
  12. Boa tarde Ricardo.. a poesia fica bela assim, com o começo cantante e chegando ao final como decepção.. lindo dia amigo

    ResponderEliminar
  13. Nao gosto quando as luzes se apagam... mas a poesia é linda...

    ResponderEliminar
  14. Oi Ricardo.
    Uma decepção imensa e sofrida perceber que a luz se apagou e evou consigo a esperança de um lindo encontro de amor. Uma semana abençoada
    Abraços

    ResponderEliminar
  15. E onde fica a ideia de que há sempre luz no fim do túnel?
    Uma poesia que parte do otimismo para o pessimismo, mas ficou bela em sua essência melancólica.
    bjkas doces e boa semana Ricardo.

    ResponderEliminar
  16. Sempre haverá uma luz no fim do túnel, só precisamos continua a caminhada.
    Te desejo uma semana abençoada.

    ResponderEliminar
  17. Lindo, meu amigo!

    E quanto lamento
    a chegada ao fim do tunel e a luz ter desapareceu
    talvez na esperança de a procurares e a seguires.

    Mas não a procures
    É cedo
    É sempre cedo
    Será sempre cedo!

    Querido, estou a teu lado!

    maria Luísa

    ResponderEliminar
  18. Ressalvo "desaparecido" em relação à luz

    Mª. Luísa

    ResponderEliminar