domingo, 7 de julho de 2013

Perder a nobre razão ( Amar)


Amar é perder a nobre razão
É no infinito viver  e sonhar
Deixar sorrir nosso  coração
É pó oculto na leveza do ar

No amor o devaneio se dilata
Sente-se a flama em  melodia
Perde-se a razão na hora exata
Unem-se os corpos em simetria

Os sentidos soltam-se em erupção
Em beijos meigos perde-se a noção
A volúpia corre como ondas do mar

Somos loucos se o amor nos invade
Os olhos lacrimejam de  felicidade
E o mundo, não conta, pode acabar
.

44 comentários:

  1. O amor é lindo, AMEI o poema
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria da Luz

      Fico feliz por gostar das simples palavras que escrevo

      Bjs

      Eliminar
  2. Oi amigo
    Ah! O amor é lindo.
    Ninguém vive sem amar
    Obrigada
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Dorli

      Tens toda a razão. Não amar é deixar de viver...na Paz do coração

      Beijo

      Eliminar
  3. Minha mensagem de hoje
    espero de coração , que goste
    tem muito amor em tudo.
    Que ,Deus lhe de esperança
    para vencer todos os obstáculos.
    Plante em seu coração a semente do amor.
    Que ajuda a fazer feliz o
    maior número de pessoas possível,
    para ampliar seus dias risonhos.
    Que encha seu coração com a divina fé,
    para sempre .
    Que , seu Domingo seja de infinita paz
    junto com sua amada família.
    Beijos no coração afagos na sua alma ,Evanir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde, Evanir

      Palavras bonitas aqui deixou

      Adorei ler

      Beijos de carinho

      Eliminar
  4. Ricardo, seu lindo, sedutor e intenso soneto é o resumo da loucura linda que é a entrega, com amor, entre dois seres e o último terceto desse esplendoroso soneto é o êxtase dessa deliciosa loucura. Um bj carinhoso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nádia Santos

      Sempre uma simpatia adorável

      Feliz Domingo

      Bjs de carinho

      Eliminar
  5. como é bom ser louco por amor o mundo fica bem mais colorido
    beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Luna Luna

      Sem dúvida que assim é

      Volte sempre

      Feliz Domingo

      Bjs

      Eliminar
  6. Olá, Ricardo.
    Um soneto extraordinário, acompanhado, por um música lindissíma.
    Estou grato, por ter comentado no meu blogue.
    Muito grato.
    Felicidades, sempre, à vós.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva caro amigo José Maria Souza Costa

      Fiquei feliz pela sua presença e palavras amigas

      Volte sempre Aquele abraço

      Eliminar
  7. El mundo seria mas feliz mas alegre y divertido si amaramos mas. Un ABRAZO

    ResponderEliminar
  8. Boa tarde Ricardo... amar é a elevação máxima do nosso ser..
    e tão bom quando podemos compartilhar este amor lindo dia amigo abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva caro amigo Samuel Balbinot

      Tem toda a razão. faço minhas as suas sábias palavras

      Aquele abraço

      Eliminar
  9. Amar é simplesmente amar!
    Loucamente e apaixonadamente,uma sedução entre dois seres.

    Bjs amigo Ricardo
    Carmen Lúcia-mamymiulu.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carmen Lúcia

      Concordo na íntegra. Amor é amor...paixão, desejo, entrega, ternura

      Beijo amigo

      Eliminar
  10. Que delicia, até suspirei ao ler este divino Poema.
    Adorei
    Boa tarde.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cidália Ferreira

      Obrigado pelas tuas palavras amigas

      És linda

      Abraço

      Eliminar
  11. Amar es dejarse llevar...

    Saludos Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ame

      É lindo amar não é?

      Um feliz Domingo

      Saludos Ame

      Eliminar
  12. Parabéns Ricardo ...LINDO POEMA..o AMOR é DIVINAL...AMAR é SUBLIME ...UM ABRAÇO !!!

    ResponderEliminar
  13. Ricardamigo

    Foi no "Pensamentos e Devaneios" que te encontrei. Bendita a hora em que o fiz e bendita a nossa Sãoamiga que tal me proporcionou.

    Tenho, para já, de te dizer que sou mais virado à Prosa, mas que também gosto de Poesia, sobretudo quando ela é boa, o que é o teu caso. Por isso, embalado na melodia belíssima (de que nem é preciso dizer o nome...) ouso "poetar", do quer peço que me desculpes. E, pior ainda, "sonetar"...

    Amar é perder a cabeça
    por quem a tal nos leva
    por quem, mesmo que o não peça
    nos tira da bruma e da treva

    Amar é um verbo fácil
    dos que não sabem chorar
    dos que têm um jeito grácil
    dos que amam sem amar

    Amar é mais uma ilusão
    dos que abrem o coração
    dos que podem e não podem ser

    Amar é uma grande inverdade
    dos que buscam a santidade
    dos que morrem sem o querer

    Prontos (sem s), espero-te agora na minha Travessa com comentários e inscrição na minha LISTA DE (PER)SEGUIDORES. É uma ORDEM!!!!! rsrsrs

    Abç

    Henrique

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está desculpado o engano

      Pode visitar quando quiser

      Cumprimentos

      Eliminar
  14. Passei para dizer, que gostei muito deste poema, e deixar um abraço, boa noite Ricardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite Lourdes Patacas

      Obrigado

      Até amanhã

      Abraço

      Eliminar
  15. EMENDA/ADENDA

    Ganda besta rectangular que eu sou. Então o teu blogue é da Sãoamiga? Claro que não! Desculpa-me o lápis, ops, lapso.

    + abç

    Henrique

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está desculpado

      Apareça quando quiser...

      Cumprimentos

      Eliminar
  16. O que seria de nós sem o amor? É o mais lindo e nobre sentimento que faz fluir a nossa vida.
    Lindo poema amigo Ricardo.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  17. Gostei ....mais um lindo!!!!


    GABY

    ResponderEliminar
  18. O mundo pode acabar, pois quem ama, vive num mundo próprio... lindo e romântico!

    ResponderEliminar
  19. Olá Ricardo!

    Quando se ama, o mundo não acaba, recomeça.
    Lindo poema.
    Parabéns!

    Beijinhos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    http://jakeemary.blogspot.pt/2013/07/capitulo-6-de-volta-casa.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Cris Henriques

      Sei que é assim. O que escrevi foi noutra dimensão que sei a Cris entendeu

      Fique feliz

      Eliminar
  20. Ricardo, você descreveu muito bem o amor. É assim mesmo! Beijos!

    ResponderEliminar
  21. Gosto dessa ideia de infinito no amor, porque quando é, é sempre infinito, e o mundo poderá mesmo acabar que os amantes nem vão reparar...;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde Laura Santos

      É mesmo...

      Volta sempre

      Abraço

      Eliminar
  22. OI...
    Por aqui, viajando nos seus deliciosos textos...
    Adoro ler bastante tudo aquilo que escreve... bom que no final de semana as pessoas escrevem bastante e nessa horinha que deidco a ler, viajo no romantismo, na saudade, nos devaneios de meus amados escritores romanricos.
    Amo muito tudo isso!
    bjo
    Ritinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ritinha

      As tuas palavras emocionam por belas e tão simpáticas

      Fique feliz

      Bjs

      Eliminar