quinta-feira, 25 de julho de 2013

No silêncio do teu olhar...


No silêncio do teu olhar
Num afogo de tristeza
Neste saber em incerteza
Trago meu amor abandonado
Que meu coração faz chorar
De desventura, atormentado

No silêncio do teu olhar
Tantos carinhos queria deixar
Num sonho ingénuo e indulgente
Que desliza em frescas águas
Deste amor por ti, competente
Onde desaguam as minha mágoas

No silêncio do teu olhar
Nesse sorriso, qual pétala de flor
Deixo meu pensamento, vaguear
No teu coração cruel e malfeitor
Qual toalha de azul, cor do mar
Caem minhas lágrimas de amor
.

20 comentários:

  1. Bom dia Ricardo, Águia-livre

    Que lindo e amoroso acordar abrir o Pc e ler poema tão querido e sedutor, sendo uma luz para o resto do dia
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Rosa Maria

      Sem bem disposta deixando palavras bonitas e simpáticas
      Obrigado

      Abraço

      Eliminar
  2. Palavras para quê!O silêncio do olhar diz tudo!. Lágrimas não significam fraqueza, mas coragem ....São uma beleza os teus poemas Ricardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Lourdes Patacas

      És uma amiga carinhosa sempre com comentários cheios de bom gosto e ternura

      Fica feliz

      Eliminar
  3. Bom dia

    É no silêncio do meu olhar
    Que leio este poema
    Entro aqui por gostar
    Comento com o coração
    Com a lágrima a saltar
    De toda a minha emoção

    O que quero dizer, é que
    Já nem sei o que fazer
    Porque Poeta só há um
    És tu e mais nenhum
    O resto está tudo dito!

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Cidália Ferreira

      És uma amiga de coração

      Fica feliz
      Bjs

      Eliminar
  4. Tuas inspirações crescem em beleza sempre! abraços praianos,chica

    ResponderEliminar
  5. O silêncio diz tudo e tanto... Num olhar encontramos o que precisamos saber... os olhos tem tanto pra contar, as vezes chorando, as vezes sorrindo mas sempre apaixonados. Lindo.... um bj.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Nádia Santos

      Acordar cedinho, hein!!!

      Concordo com o que escreves...totalmente

      Fica feliz

      Beijo

      Eliminar
  6. Bom dia Ricardo! lendo a sua tristeza atráves do silêncio desse olhar, lembrei de uma frase que meu pai me disse e que ficou marcado para sempre na minha memória:
    "O silêncio é a mais árdua das repreensões"
    bjs
    Ritinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Ritinha

      Um sábio o teu pai...sem qualquer dúvida

      Que em teu coração exista sempre Paz e Amor

      Fica feliz

      Eliminar
  7. Oi Ricardo!
    Seu silêncio na poesia é Divino, pois ele fala pelo nosso coração.
    Levantei agora e reeditei uma poesia escrita em 2010, muito visualizada.
    Quando me visitar, leia as postagens populares, são as mais visualizadas do blog, a primeira está com 8.879 visualizações até hoje.
    Vou pra cama outra vez....
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Dorli

      farei como diz.. as suas visitas são perfume neste cantinho

      Bom soninho...

      Fique feliz

      Eliminar
  8. Outro grande poema, Ricardo, mas quando falaste em "toalha de azul" fiquei a pensar se ela não seria do FCP...;-), mas, claro que não. É o azul do mar imenso a invadir novamente o teu belo poema.
    Parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Laura Santos

      De quem? Do FCP? Ai Jasus me valha e me guarde nas esteiras dos puros pensamentos, loool

      És linda

      Fica feliz

      Eliminar
  9. Lindo poema de amor, pena que é sofredor, amor que não se pode esperar que seja correspondido é mesmo muito doído!
    Abraços poeta!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ivone

      Pois.. acontece aos melhores, loool

      Fica feliz

      Eliminar
  10. Sensível e de uma beleza que mostra a intensidade da alma do poeta.
    Aplausos!
    abraço com carinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Kunt/Elza ...

      Obrigado pelas palavras amigas...

      Fique feliz

      Eliminar