segunda-feira, 22 de julho de 2013

Não recordes mais...


Não recordes mais o erro passado
No campo existem rosas e espinhos
Quero que saibas, estou a teu lado
Tens meu amor e todos os carinhos

Não chores mais factos acontecidos
O sol se esconde deixando luz escura
Meus erros que fiquem  esquecidos
Quero ser teu amor, tua suave ternura

Não chores mais promessas erradas
Que não cumpri, são águas passadas
Do teu acreditar, sou pleno defensor

Não chores mais o eclipse obscurecido
De juramentos que te tenha prometido
Aceita apenas meu coração e meu amor
.

26 comentários:

  1. quem guarda mágoas e não perdoa quem errou perde a oportunidade de ser feliz. Como sempre, Ricardo, belos sonetos. Abçs.

    ResponderEliminar
  2. BOM DIA

    Vou esquecer erros do passado
    Não vou chorar factos acontecidos
    Sou tua defensora, por ter gostado
    Deste cantinho tão enternecido

    Sempre, sempre fantástico em tudo o que escreves: ADOREI!
    Beijo.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde, Cidália

      Bonita quadra, a mostrar toda a tua sensibilidade poética

      Fica feliz

      Eliminar
  3. Do passado não recordes mais
    O futuro desconhecido
    Te abriga dos temporais
    Não estejas desprevenido!

    Recordar é viver
    Com esperança e fé
    Sua visita venho agradecer
    Sem fazer lamiré!

    Bom dia e um abraço para você,
    amigo Ricardo águialivre.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde amigo Eduardo

      E assim rima um grande poeta

      Obrigado pela visita

      Grande abraço

      Eliminar
  4. Poema lindíssimo num pedido de desculpa que certamente será aceite
    Beijo

    ResponderEliminar
  5. No amor não tem espaço, nem lugar para mágoas, ressentimentos, erros... quando nos entregamos a um amor temos quer ir com a alma e o coração limpos e abertos, sem olhar o que aconteceu no passado. Lindo soneto, puro amor. Um bj Ricardo e bom dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, boa tarde, Nádia Santos

      Concordo na íntegra com a tua opinião... sem dúvida que assim terá de ser

      Fica feliz

      Beijo

      Eliminar
  6. Está perdoado.Viva o amor

    Abreaço

    ResponderEliminar
  7. Oi amigo:
    Eu sigo meu ditado:
    Eu perdoo, mas esquecer é impossível, não inventaram ainda nenhuma borracha para apagar nossos pensamentos, principalmente os ruins.
    Um lindo dia
    Lua Singular

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde Dorli

      A vida é um pouco assim como dizes

      Mas no perdão pode estar a chave do esquecimento, ou pelo menos, na suavidade de alguma mágoa que possa existir

      Fica feliz

      Eliminar
  8. Bom dia!!!
    Pois é! Dificil esquecer... e perdoar um dom maravilhoso!
    Dificil quando se tem uma promessa no meio, tal quel citou:
    "Não chores mais promessas erradas"... como não chorar?
    Ah! o amor!
    bjs
    Ritinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ritinha

      A frase é mesmo essa:... Ah! o amor!

      Fica feliz

      Eliminar
  9. Olá
    Poema maravilhoso,adorei!
    Gostei deste:

    [Não chores mais promessas erradas
    Que não cumpri, são águas passadas
    Do teu acreditar, sou pleno defensor]
    (identifico-me)

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Águia de Luz

      Sempre presente e sempre uma simpatia

      Fica feliz

      Beijo

      Eliminar
  10. Olá Ricardo

    Linda poesia, o essencial é viver o presente e esquecer o passado. Bjs amigo.

    ResponderEliminar
  11. Depois de ler um poema tão bonito o melhor mesmo é esquecer as promessas passadas
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sara Miló

      Concordo... é mesmo.. esqueça-se então

      Abraço

      Eliminar

  12. Olá Ricardo,

    Sempre vale a pena tentar superar as dores de amor. Todos falhamos em matéria de amar, mas o amor tudo pode.
    Belo soneto.

    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Vera Lúcia

      Nem mais... é isso mesmo

      Fique feliz

      Abraço

      Eliminar
  13. Às vezes quem erra tem de dar o braço a torcer e pedir perdão, o outro ou aceita os erros ou não, mas tem, de uma forma ou de outra, de ser sempre "bola para a frente" e não ficar a "remoer" o que passou. O grande erro está quase sempre no prometer...é como com os nossos políticos, lol.
    Gostei, Ricardo, um soneto muito "terra a terra".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Laura Santos

      Sempre uma perfeita comentadora. parabéns pela graça e desenvolvimento

      Fica feliz

      Abraço

      Eliminar