quinta-feira, 25 de julho de 2013

Juventude...


A juventude foi ontem
Passa...passou
É única... deve-se viver
Intensamente
Ouvir o amigo
Dançar, conviver, errar
namorar, amar, sofrer
Mas viver
Até sem abrigo
A juventude foi ontem
Passou...não volta mais
Nascem os filhos
Morrem os pais
Trabalho e cadilhos
outras coisas mais
E a juventude?
Essa já não existe
partiu num colapso de tempo
Foi apenas um momento
de meninice
Fui artista, personagem
até vivi na libertinagem
Impensada
Saudade dessa passagem
pela juventude... passada
Em que nem sei se existi
Sei apenas que estou aqui
olhando o além
Esperando o que já não vem
cabelos brancos... enfim
Saudade de quem? de mim?
Não sei... foi ontem
Passou
A saudosa juventude
De alguém...
.

11 comentários:

  1. A juventude foi ontem, passou
    Hoje vives como podes,amando
    Sentes saudades, mas não acabou
    Ainda podes dar muito,caminhando


    Tu,saudade de ti pois então
    Porque não, sentir saudade
    A Juventude não foi em vão
    Artista personagem,verdade?

    PARABÉNS POETA!

    ResponderEliminar
  2. Oi Ricardo.
    Só lhe digo uma coisa: temos que aproveitar o máximo nossa juventude, pois na velhice, dói tudo.kkk
    Não tenho saudades, porque aproveitei: tenho boas lembranças.
    Um beijo
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  3. Oi Ricardo

    O tempo passa muito rápido, é importante aproveitar cada momento com sabedoria. Um forte abraço querido.

    ResponderEliminar
  4. Meu amigo

    Passei aqui e gostei de tudo o que li, tomei a liberdade de seguir, para voltar mais vezes.

    Um beijinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  5. Oi Ricardo, ainda naum cheguei lá, mas o poema comoveu minha alma de tão lindo e verdadeiro.
    ... A juventude escorre pelos dedos, né meu amigo?

    A velhice chega devagar, avisando aos poucos... Temos que aceitar.

    beijão meu amigo poeta de além mar!

    ResponderEliminar
  6. Ainda bem que a juventude passa mas, em todas as idades há algo de bonito!

    Um poema de saudade bem ao jeito de um poeta português.

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  7. Um poema muito belo e comovente. A juventude é quando abrimos em flor para a vida. A velhice pode ser um ocaso terrível de abandono. Nunca perceberei porque há pessoas que não dão valor aos seus velhos...
    Esta é uma temática que me interessa muito, e gostei muito da forma como a abordaste.

    ResponderEliminar
  8. Boa noite amigo Ricardo!
    Gostei do poema, ficou bem harmonioso!

    Beijos!

    Fernanda Oliveira

    ResponderEliminar
  9. Ola Ricardo!

    Tudo que é bom deixa saudades mas acho que juventude esta muito mais internamente que externamente!

    Lindo poema!

    Beijos

    ResponderEliminar
  10. O tempo voa, por isso devemos aproveitar todas as fases da vida, pra que na velhice tenhamos boas recordações. Lindo poema Ricardo, um bj.

    ResponderEliminar