sábado, 30 de novembro de 2019

Saudade


( imagem da net )

Sinto a tua áurea tão pura e doce
Gravada na ferida do queixume
Se um amor lindo apenas fosse
Sorriso sem tristeza nem ciúme
.
Fosse um jardim no seu esplendor
Na grandeza dos fiéis ornamentos
Seria o clímax do cintilante amor
Errando pelos líricos sentimentos
.
Vive o amor puro, sem desnorte
Como sendo sentimento eterno
Como se sente num abraço forte
E num olhar lânguido e fraterno
.
São os sonhos, luz de intensidade
Dos carinhos que se prometeram
Onde existe, dor, solidão, saudade
Dos doces beijos que se não deram
.
Saudade, é solidão em dor e chaga
Que fere, violenta angustia, agrura
Punhal afiado que o coração rasga
Abrindo feridas de triste amargura
.
Não se conseguir olvidar o passado
E apenas viver o momento presente
É deixar viver um coração apertado
Pela saudade de um amor ausente
 ..

18 comentários:

  1. Poesia linda e a saudade sempre inspiradora!" abraços, ótimo fds! chica

    ResponderEliminar
  2. Gostei de ler. De um modo ou de outro, todos nós acalentamos no peito a saudade como se acalenta um amigo.
    Abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Ah, o Amor como se manifesta dentro da gente e nos conduz a uma felicidade interior!
    Belíssimo este Poema.Parabéns.



    Abraço
    SOL

    ResponderEliminar
  4. Muito profundo esse poema sobre a saudade! Palavras muito bem escolhidas e que nos tocam!

    Beijinho e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  5. Vivir el presente... Pero sin olvidar el pasado... En ese amor que abraza el alma...

    Que hermoso poema amigo, un placer leerte.

    Un beso enorme.

    ResponderEliminar
  6. Nos versos tão lindamente elencados, figura os ditos verdadeiros das dores de amores rasgados, das agruras dos corações silentes.
    Belíssimo poema que canta os sentires tristes sem, porém, esquecer-se dos alegres.
    Bravo!
    Abs,
    Calu

    ResponderEliminar
  7. Um poema que começa com uma doçura estonteante e termina com uma pitada de melancolia. São as nuances da vida! AMEI!

    -
    Existem apetências de uma vida inteira... [ especial ]
    Beijo. Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  8. Estrofas en pasado y en presente, recuerdos que nunca duermen y amores siempre guardados. Un abrazuco poeta

    ResponderEliminar
  9. muito bem!
    excelentes quadras,

    gostei, deveras!

    abraço

    ResponderEliminar
  10. Saudade.... Palavra tão intensa.... Sentimento forte....
    Fantástico poema.
    Bom fim de semana.
    Beijo

    ResponderEliminar
  11. O poema é lindo. Mas discordo quanto ao ser solidão a saudade.

    Boa tarde, RV

    ResponderEliminar
  12. "Sinto a tua áurea tão pura e doce
    Gravada na ferida do queixume
    Se um amor lindo apenas fosse
    Sorriso sem tristeza nem ciúme"

    O ciúme sempre acaba com qualquer possibilidade de amar...
    Bonitos versos.Gostei!
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  13. Oi Ricardo
    O ciúme corrói os sentimentos e impossibilita o desabrochar do amor
    Poema magnífico
    Um abraço

    ResponderEliminar
  14. Belíssimo poema, Ricardo! Super bem construído... e onde o tema da saudade, é aqui abordado de uma forma muito bela, emotiva e com imensa sensibilidade!...
    Adorei ler! Parabéns, pelo seu grande talento poético. Um grande abraço!
    Feliz domingo!
    Ana

    ResponderEliminar
  15. A saudade em poesia suaviza a dor da perda e eu gostei de ler... Bj

    ResponderEliminar
  16. Lá diz o ditado: "Quem se obriga a amar, sujeita-se a padecer."

    Boa semana!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  17. gracias por tu visita y aportacion en el blog me alegra que pases a visitarme de vez en cuanto
    Besos

    ResponderEliminar