terça-feira, 3 de abril de 2018

Ouvindo as Estrelas iluminadas



Digo-vos que ouço as estrelas. Certo?
Juro que não minto! Direi no entanto
Que ao ouvi-las tantas vezes desperto
E olho o céu, tranquilo de espanto
.
Trocamos nossos segredos, enquanto
As vejo iluminando em espaço aberto
São a fantasia em lágrimas de pranto
Espalham a sua luz pelo céu deserto
.
Talvez agora digam: alucinado amigo
Fala com as estrelas? Não faz sentido
O que te dizem quando estão contigo?
.
Rindo, digo-vos: Sei como entendê-las
E amando-as, todos terão puro ouvido
Capaz de ouvir e perceber as estrelas
...

7 comentários:

  1. As estrelas. A lua. A chuva e o mar, são as grandes inspirações dos poetas.
    O seu poema está riquíssimo. Adorei.

    Hoje:- Chuvas que influenciam o nosso amor
    Bjos
    Votos de uma boa noite

    ResponderEliminar
  2. Como sempre nos encantas com os teus poemas. Este, é só mais um para juntar a outras pérolas :)!!

    Beijos. Boa noite.

    ResponderEliminar
  3. Un corazón sensible siempre escuchará a las estrellas, la luna, la noche, hasta el susurro del viento.
    Un beso

    ResponderEliminar
  4. Que nunca deixe de ouvir as estrelas.
    Maravilhoso soneto.
    Um abraço
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  5. Escutar as Estrelas é magia;
    É virtude que o Amor nos despertou;
    É ter o peito pleno de alegria
    Mantendo o conforto que ficou.


    Abraço
    SOL

    ResponderEliminar
  6. Poema mágico com um toque estrelar!
    Como sempre fabulosamente elaborado com o teu toque muito peculiar.

    Abraço amigo!

    ResponderEliminar