quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

São teus olhos ... o Bálsamo dos Meus.


Meus olhos olham os teus, deliciosos, tão belos
Iluminam meu coração como o Sol e seu clarão
Se os fechas e o meu olhos não poderem vê-los
É como o esplendor se apagar em meu coração
.
São teus olhos raios de luz em puro resplendor
Pétalas que ao anoitecer oferecem a sua doçura
Barco que navega, tocando as ondas em louvor
Deixando pelo caminho, doce carinho e ternura
.
Gosto dos teus olhos sorrindo perante os meus
Sabendo que o meu amor são ósculos molhados
Mostrando como é mélica a sua finura ligação
.
Como posso não gostar do teu olhar irracional
Se são o bálsamo do meu equilíbrio emocional
São o aroma que refresca o meu quente coração
.

14 comentários:

  1. Boa noite Ricardo!

    Saudades dos teus poemas. Trazes uma verdadeira Pérola Poética para nos enternecer o coração!! Li e reli. SOBERBO !"

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Ricardo,seus sonetos são bálsamos para nossos olhos.
    Lindos de viver.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  3. Belo soneto, caro Ricardo. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  4. Olhos lindos que ganharam uma bela poesia! abraços, chica

    ResponderEliminar
  5. Um olhar pode transmitir-nos tantas emoções!!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  6. Olá Ricardo
    Lindo poema. O olhar diz muita coisa. Abraços.

    ResponderEliminar
  7. Poema sublime. Parabéns Poeta. :))

    Hoje:- Perdidos num brinde silencioso.
    .
    Bjos
    Votos de um feliz fim de semana

    ResponderEliminar
  8. Como nos encantam a alma os olhos de quem amamos.
    Maravilhoso sentir.
    Belíssimo poema.
    Um abraço
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  9. https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/
    Olá Ricardo, grande inspiração! Tanto amor que encanta a alma e o coração, especialmente aquele de quem se ama. Simplesmente lindíssimo.
    Abraço, bom fim de semana.
    Luisa Fernandes

    ResponderEliminar
  10. SE os olhos são a luz da alma. deixa o teu resplandecer sempre. E com estas poesias deliciosas e aquietantes.

    ResponderEliminar
  11. A poesia é dez. Nota dez,
    porque a dor que o poeta deixa
    nas entrelinhas é que a faz
    tão bonita e a ele tão iluminado.

    Ricardo, estou seguindo o seu
    blog. É uma honra ter minha
    cara numa página igual a sua.

    Bom dia.

    silvioafonso



    .

    ResponderEliminar
  12. Mais uma inspiração belíssima... romântica e sedutora...
    E mais um belo momento poético, que adorei descobrir por aqui!
    Abraço
    Ana

    ResponderEliminar
  13. SUBLIME!
    Que mais dizer? Não há palavras!!!!

    Encantas quem te lê e sente! És um mestre!

    Beijinhosss

    ResponderEliminar