quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Quando o grito da alma morre nos silêncios da saudade


Se o meu amor fosse irreal, como irreal é o pensamento
Olhar-te-ia de frente e com verdade te diria desde logo
Que és para mim a doçura, a felicidade, o fel tormento
Que sinto no meu peito como flechas ardendo em fogo
.
Se não te amasse não sentia em mim esta dor inflamada
Que me trava a concepção e faz vaguear na noite escura
Caminharia pela génese da palavra em trejeitos de nada
E não te ofertava este ateado amor em gestos de ternura
.
Se o amor que sinto na alma fosse como um sonho tido
Decerto que o meu choroso coração já tinha esquecido
E no meu peito apenas haveria sentimento de lealdade
.
Nascem as flores em campos sem cultivo, abandonados
Só a nostalgia vegeta por devaneios gélidos, inacabados
Quando o grito da alma morre nos silêncios da saudade
.

21 comentários:

  1. Boa noite Ricardo!
    Soberbo poema de amor. E mais não digo. Parabéns Poeta!

    Beijo e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  2. COMO SEMPRE É...RICARDO ÁGUIA LIVRE EM TODA A SUA PUJANÇA POÉTICA. PARABENS DO LEYRENO QUE ESTÁ A MEIA NAU (UMA VISTA OPERADA)MAS ESFORÇADO NÃO DEIXA DE LER O RICARDO E SEUS LINDOS SONETOS.

    ResponderEliminar
  3. Um Poeta de mão cheia!PARABÉNS!

    Beijinho m :)))

    ResponderEliminar
  4. Boa noite. Saudade...Um sentimento que pode fazer doer. Pode "matar aos poucos". Um soneto de excelência. Um aplauso.


    Bjos
    Boa Quinta-Feira

    ResponderEliminar
  5. Palavras de saudade,
    escritas com imaginação
    quem ama de verdade
    sente o amor no coração!

    Tenha uma boa noite caro poeta Ricardo-águialive, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  6. Partilhado
    Kique
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Se não te amasse não sentia em mim esta dor inflamada
    Que me trava a concepção e faz vaguear na noite escura ...
    ...
    É que o AMOR tem disto mesmo!
    Gostei de ler!!!bj

    ResponderEliminar
  8. Saudade... uma das palavras mais lindas e suaves. Lindo poema, Ricardo!
    "Quando o grito da alma morre nos silêncios da saudade"
    bjs, amigo.

    ResponderEliminar
  9. Muito obrigada pela visitinha! Eu adorei o seu blog e o seu poema. Possui muita reflexão e sentimento, ainda mais com esse tema tão rico que mexe com todos nós que é a saudade.
    Tenha um ótimo fim de semana.

    ResponderEliminar
  10. Que esse grito d'alma seja um pedido para que não morra esse amor no silêncio da saudade.
    Muito lindo o soneto Ricardo.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde. Passando para me deliciar com as suas publicações. É maravilhoso o seu blogue. Gosto demais dos seus poemas. Sempre lindíssimos.
    .
    Tema de hoje

    Manhã, nascer do sol, solfeja a cigarra no arvoredo
    .
    Deixo cumprimentos poéticos.

    ResponderEliminar
  12. Bonito poema
    https://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  13. A passar por cá para desejar bom fim de semana!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  14. O silêncio da saudade... bela descrição!!
    Beijinho e bom fim de semana!
    Joana

    ResponderEliminar
  15. Olá boa noite!
    Desculpe só agora vir com o convite do Poetizando e Encantado.
    Hoje foi a formatura do ABC de uma das minhas netinhas , por este motivo estou aqui para lhe convidar e dizer que já postei a 13ª edição e com uma imagem muito sugestiva. Será um prazer ter mais uma vez sua maravilhosa participação. Obrigada, pois seu poetiza e as lindas postagens só engrandecem a brincadeira.
    Abraços, tenha uma linda noite!

    ResponderEliminar