quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Duras sensações de um tesouro escondido

(imagem da net )
.............
Duras sensações de um tesouro escondido
Alicerces de uma viagem em noite escura
No despertar de um sorriso desconhecido
Estarão certamente finas gotas de ternura

Teus lábios doçuras d`ma fantasia por ter
Noites de estrelas iluminando a escuridão
Anelados sonhos que nos podem oferecer
Gotas de amor saídas do teu puro coração

Olhar o além do desconhecido entardecer
Onde a distância é a saudade de te não ter
Abandonada em meu corpo, doce carência

Chagas endurecidas nos estrépitos da razão
Curvas do teu corpo, vielas da minha ilusão
Qual tesouro escondido da minha apetência
.

16 comentários:

  1. Um tesouro escondido entre as curvas do corpo da amada.
    Sensação de um querer,além do desconhecido.entardecer.
    Lindo Ricardo.
    Bjs e um ótimo dia.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  2. Não tenho palavras para descrever tão BELO poema.Parabéns.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Lindo demais!!!
    Muitos parabéns Poeta dos meus sonhos.

    Beijo de paz.

    ResponderEliminar
  4. Li e reli...voltei a ler e a reler, ocorreu-me apenas uma palavra: SOBERBO.... Não, não é bondade minha, é sinceridade e orgulho em ler os teus poemas que, não existe pela blogosfera fora um Poeta como tu, és de uma categoria ímpar! Desfolha o teu cardápio onde tens os melhores e junta este, mas deixa-o bem no topo.

    Já o disse muitas vezes, mas nunca é demais, és um Poeta de TOPO que merece destaque. Olha, és prefeito na tua escrita, e não digo mais nada!!!
    PARABÉNS.

    Beijo

    ResponderEliminar
  5. Sensível, doce, terno soneto...parabéns pela linda inspiração! abraços, ania..

    ResponderEliminar
  6. "Onde a distância é a saudade de te não ter". O exemplo de um belo verso num excelente soneto.
    Gostei muito, Ricardo.
    xx

    ResponderEliminar
  7. Olá, Ricardo!
    Vir aqui é ter a certeza de ler lindos poemas.

    ResponderEliminar
  8. Só um coração de grande dimensão sentimental poderá soltar palavras e emoções perfeitas! Magnífico Ricardo!!!! Mais um poema que enriquece o teu testamento poético! Um grande e sentido abraço para ti.

    ResponderEliminar
  9. Mais um soneto de amor. Um tesouro escondido no coração de quem se ama...
    Beijo.

    ResponderEliminar
  10. A cada dia melhor... parabéns poeta, lindo de viver. Bjus

    ResponderEliminar
  11. Como já tantos e tantos passaram... Este, um dos melhores!!
    Amei!!

    Bom fim de semana...beijos...visite...http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Olá, Ricardo!

    Um soneto escrito com punho e desejo de homem. Gostei!

    Os tesouros escondidos são os mais apetecidos, naturalmente. É só procurar a "arca"! Depois, abra-a, revolva-a, "chafurde-a" e não deixe o momento "morrer".

    Boa semana.

    Abraço, com estima.

    ResponderEliminar
  13. Dos sonhos feitos de nossas carência a realização de momentos a surgirem do nada.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar